Desporto

«O tempo mudou»

Ainda no quadro do renuncio da direcção da Federação Santomense de Futebol, que motivou a resposta do organismo, por intermédio do Adalberto Catambi (1º vice-presidente), o ex-2º vice-presidente do organismo, Jasí Ramos, fala que “sociologicamente” o tempo mudou, e que “devemos com ele mudar a nossa forma de ser, estar e agir”, pode-se também no comunicado distribuído à imprensa.

“As pessoas ainda não se aperceberam que o tempo mudou e devemos com ele mudar a nossa forma de ser, estar e de agir, sobretudo quando se trata da gestão de uma tamanha instituição como a federação e das habilidades que deve ter um verdadeiro líder nos tempos modernos. A ideologia, a crença, o clube preferido, os valores e princípios basilares de um ser livre, não se compram jamais, nunca”.

Jasí que reconheceu que não foi perfeito e nem “pateta alegre”, durante os quatros anos que passou na organização, aproveitou a ocasião para assumir o protagonismo das coisas boas realizadas pela direcção neste período.

“Não posso deixar de vos refrescar a memória, de que as coisas mais lindas e/ou visíveis que se fez no futebol santomense nos últimos quatro (4) anos a nível da direcção da actual federação, tem o meu dedo”.

As declarações e consequente retirada do Jasí Ramos do organismo levou o Adalberto Catambi avaliar a situação como estratégia do mesmo, para assumir uma possível candidatura à liderança da instituição.

Será realmente este, o motivo? Boa! Uma pergunta pertinente, que nós iremos tentar trazer a resposta nos próximos dias.

Mas, uma coisa é certa, as próximas eleições no organismo que rege o futebol no país, em Janeiro, prometem, com a forte possibilidade de assistirmos a desforra entre o Idalécio Pachire (ex-presidente) e o Nino Monteiro (actual presidente), e com Jocy Barros (antigo jogador do Riboque e da selecção nacional) ao meio.

Henrie Martins

    2 comentários

2 comentários

  1. MadreDeus.igreja

    10 de Dezembro de 2018 as 20:10

    Un na fla nance cuma cua bila tê mina cua né fá?
    Nai em non cá tason guáda.

    Ucu Sá guadado. Próxima capítulo

  2. Clemilson brasileiro

    11 de Dezembro de 2018 as 2:07

    Pelo amor de Deus que foto que coloca nessa reportagem é de um tremendo amador !

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo