Economia

STP bem posicionado no relatório Mo Ibrahim

O Índice Ibrahim de Governação Africana (IIAG) de 2017, publicado esta segunda – feira, pela Fundação Mo Ibrahim, revela que São Tomé e Príncipe regista uma pontuação de 61 (em 100) na Governação Global, ocupando o 11º lugar (em 54) em África.

A pontuação a nível do continente africano coloca São Tomé e Príncipe, numa posição favorável. A pontuação nacional é superior à média africana (50,8) e superior à média regional da África Central (42,6).

Segundo o relatório de governação africana no ano 2017, no capítulo do Desenvolvimento Humano, o nosso país regista 70,9 a pontuação mais elevada. No entanto o arquipélago ficou mal posicionado na categoria referente a Oportunidade Económica Sustentável.

Confira a pontuação nacional, na cópia do relatório que a Fundação Mo Ibrahim enviou a redacção do Téla Nón – Press Release_PT_(Sao Tome and Principe)

 

    5 comentários

5 comentários

  1. Rei Artur

    21 de Novembro de 2017 as 8:14

    Boa o quê?

    Estamos a falar do mesmo país em o Presidente da Assembleia diz “Não é por estarmos a violar a Lei que não vamos avançar” ?

    Dentre outras 1001 atrocidades que têm acontecido aos olhos de toda gente e sem a mínima falta de vergonha na cara ?

    Não será São Tomé da Letras, que fica no estado de Minas Gerais no Brasil ?

  2. EX

    21 de Novembro de 2017 as 12:27

    Esse relatório foi baseado em que fatos?
    Aqueles apresentados pelo Governo ou a realidade vivida dentro do Pais?

    Pais em que pessoas andam a apanhar carne na Lixeira, os Políticos são incompetentes, com nomeações de pessoas ligadas a um certo partido, sem saber das competências, o crescente caso de DST nas escolas o aumento real de Pobreza, mesmo assim esse pais subiu de nivel?

  3. Vexado

    21 de Novembro de 2017 as 22:30

    Governo adúltera as estatísticas para dizer que o país está bem.

  4. Carlos Pedro

    22 de Novembro de 2017 as 8:30

    Não me parece que o 11º lugar seja assim tão bom…..

  5. William Salvaterr

    22 de Novembro de 2017 as 20:32

    Penso que falta dizer o que seria este “Índice Ibrahim”

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo