Economia

Projecto do BM para familias pobres de STP envolve 3,5 milhões de dólares

Em abril último o Banco Mundial e o Governo, fizeram a apresentação e lançamento do programa de e apoio social que vai permitir a transferência condicional de dinheiro, para 2.570 famílias vulneráveis de São Tomé e Príncipe.

O projecto está a ser executado pela Agência Fiduciária de Administração de Projectos, que já começou a agir no terreno. Para atender as mais de 2 mil famílias carenciadas de São Tomé e Príncipe, o Banco Mundial, disponibiliza 3,5 milhões de dólares.

Um projecto que inaugura o rendimento social de inserção, e que eleva a qualidade do anterior programa “Mães Carenciadas”, que era financiado exclusivamente pelo Governo. «Espera-se que aproximadamente 2.570 famílias recebam transferências em dinheiro, incluindo 850 agregados familiares que já fazem parte do programa Mães Carenciadas, mais outras 1.720 famílias distribuídas pelos 6 distritos e a Região Autónoma do Príncipe que serão seleccionados usando a metodologia de focalização», explica a administração do projecto.

Segundo ainda a Agência Fiduciária de Administração de Projecto, a fim de aumentar o impacto da transferência de dinheiro, o programa «incluirá medidas de acompanhamento que visam os principais beneficiários da família».

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. MIGBAI

    7 de Junho de 2019 as 8:07

    Uuuiii tanta nacional que se vai beber!!!!!
    Já estou a ver quem vai ganhar com estes milhões.
    Vinho para todos, vamos brindar!!!

  2. hilaria

    8 de Junho de 2019 as 16:47

    O que significa essa ajuda? Como vai ela ser planeada? Dar dinheiro com que exigencia? O que se deve esperar em troca?Casas bem limpas, lixos bem tratados?Comidas pas as crianças? Roupas, livros escolares? Acabar com crianças as 3 horas da manha no aeroporto a vender?Acaber com abuso sexual nas crianças? As ditas cartozinhas, fornecer pilula para evitar gravidez selvagen? Educar os pais para que eles possam dar uma boa éducaçao aos filhos.Acabar com todos esses vicios que invadiram esse pais?Ter exigencias para que esses pais possam dar conta do recado todos os mêses? Tudo isso e mais coisas. Sim, assim talvez, poderao saber o que foi feito dessa soma de dinheiro.Porque, em qualquer parte du mundo quando uma certa populaçao recebe dinheiro sem saber donde veio, sem saber se tem que prestar contas mais tarde, isso, nao tera resultado nenhum.
    E para terminar aqueles que vao ser responsaveis desse projeto à quem devem prestar contas?Como evitar que seja so historia de amigos e familiares entre eles e que os nececitados fiquem sem receber nada.Quando certos acabarem de ter piscinas, grandes casas, com casas anexas, altos carros, talvês, a populaçao necessitada vai obter qualquer coisa.
    Estao sempre satisfeitos porque receberam milloes mais nao têm vergonha de estarem sempre à receber esmolas.
    Nao so, controlar aqueles que dizem que vao dar e que talvez no fundo nao dao e se derem nao dao tudo que tinha dito e, tambem porque nao podem passar o tempo a dar.
    E pensem bem que isso nao é dado gratuitamente. Em troca o que vao receber esses doadores?Porque no mundo dificilemente ha quem da por dar. Pensem bem.
    Bom por enquanto trata-se de projeto, como ja houve muitos. Quarenta e tal anos de projetos e de dons.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo