Economia

STP terá para breve um diagnostico territorial

Atendendo à demanda do governo de São Tomé e Príncipe e do Programa Alimentar Mundial (PAM), realizou-se no dia 09 de Junho, a o lançamento de um diagnóstico territorial com o objectivo de conhecer os principais sistemas de agricultura familiar existentes no país e propor políticas públicas de apoio a esses agricultores.

A cerimónia de abertura (online) foi presidida pelo Ministro da Agricultura Desenvolvimento Rural e Pescas, Francisco Ramos, coadjuvado pela Encarregada do Escritório do PAM, Edna Peres. Tomaram parte ainda consultores nacionais, internacionais e funcionários do Ministério da Agricultura.

aalimentpamNa altura o ministro da Agricultura reforçou a importância do diagnóstico e afirmou a sua grandeza para o país – “ é tão grande esse resultado que não posso esconder a minha satisfação em dar início a esta actividade. Esta actividade tem o objectivo de diagnosticar de uma forma tridimensional todo o território nacional para podermos avaliar vários aspectos, como: histórica paisagem, tipificação dos produtores, sistemas alimentares de biodiversidade, etc. Portanto uma verdadeira radiografia que nos permitirá formular uma melhor política de desenvolvimento. ”

Edna Peres, por sua vez destacou a relevância desta actividade ao passo que trará diversos benefícios para o país e revelou a sua satisfação ao afirmar que – “é com grande satisfação que nós hoje iniciamos a implementação de mais esta actividade de reforço de capacidade do Ministério da Agricultura financiado pelo PAM no âmbito do nosso plano estratégico para o país, desta vez com a realização do diagnóstico territorial de São Tomé e Príncipe. A realização deste diagnóstico reveste-se de capital importância quer para o PAM, quer para o governo pois pela primeira vez será implementado um estudo a nível nacional focado não só em aspectos agrícolas mas também aspectos culturais, históricos, estruturais como os hábitos alimentares da população, as tendências de produção, os produtores existentes, os factores condicionantes da produção.”

Será dado ênfase à elaboração de recomendações para o aprimoramento do Programa Nacional de Alimentação e Saúde Escolar de São Tomé (PNASE), indicando quais os tipos de agricultores familiares mais aptos a fornecer alimentos para as escolas.

Para fins deste exercício, o país foi divido em três territórios: Nordeste da ilha de São Tomé (distritos de Mé-Zochi e Lobata); sudoeste da ilha de São Tomé (distritos de Caué e Lembá) e a Ilha do Príncipe. O cronograma do trabalho de campo foi adaptado em cada território para que cada equipe tenha três sessões de quatro horas com os consultores para discutir esses resultados.

Fonte PAM – Programa Alimentar Mundial 

    1 comentário

1 comentário

  1. José pires

    11 de Junho de 2021 as 3:03

    Vão passear senhores governantes de projetos. Tanto estudo que encomendaram das nações Unidas e mesmo assim a vossa mente continua quadrada e o país continua atrasado. Acham que alguem acredita mais em vós.
    Basta de incompetência, corrupção e nepotismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo