Política

PR constata dificuldade de comida no quartel general

O Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas dicidiu passar as bases militares e para-militares do país a pente fino. Durante 5 dias Evaristo Carvalho, acompanha de perto o dia a dia das unidades militares espalhadas pela ilha de São Tomé.

No quartel general, o Comandante Supremo, constatou que comida é uma das dificuldades que os militares enfrentam. «Não é bem uma crise alimentar. Há alguma dificuldade, mas tem-se superado pouco a pouco essa carência», declarou.

A situação financeira do país, não é confortável. Por isso não garante fluxo abundante de alimentos para os militares. «É um problema do governo que tem estado a resolver de acordo com as disponibilidades financeiras que vão surgindo», precisou o Ministro da Defesa e da Administração Interna, Arlindo Ramos.

Por sua vez, o Presidente da República defendeu a necessidade de a renovação e conservação das infraestruturas militares e a requalificação do efectivo militar.

Enquanto Comandante Supremo das Forças Armadas prometeu exercer influência junto ao Governo para que as dificuldades registadas sejam superadas faseadamente.

No quartel general, Evaristo Carvalho, explicou que ainda não promulgou a nova lei da Defesa Nacional e das Forças Armadas, aprovada há cerca de 4 meses pela maioria parlamentar da ADI.

O Presidente da República, disse que a lei ainda não chegou as suas mãos para efeitos de promulgação. «Quando chegar à minha mesa, analiso-a e se for para promulgar, eu promulgo», garantiu.

O diploma aprovado pela maioria da ADI, foi rejeitado pela oposição parlamentar, que considera a mesma inconstitucional, por alegadamente esvaziar as prerrogativas do Comandante Supremo das Forças Armadas e Presidente da República.

Sobretudo no capítulo de indigitação e investidura do Chefe de Estado Maior das Forças Armadas. Prerrogativa exercida desde 1991 pelos sucessivos Presidentes da República, mas que a nova lei da Defesa Nacional e das Forças Armadas, atribui agora tais prerrogativas ao Primeiro Ministro.

Téla Nón

    11 comentários

11 comentários

  1. DITADURA DA PEDRA

    6 de Junho de 2018 as 15:04

    Os santomense, não devia considerar esse presidente como pessoa seria, ele jurou defender as constituição e as leis, mas de contrario anda a prestar um mau papel a nação. ele não vai esperar muito para ver as reações do populares. os militares já passam mal a muito tempo… esse gesto é só pra fazer dormir os mais atento, de forma a atravessaram a ponte (eleições 2018)… quem acreditar vai ficar com dinheiro se trocar, depois vão comer pão que diabo amassou quando o ditador (Patrice ) assumir o poder…

  2. STP

    6 de Junho de 2018 as 21:12

    Povo devia pedir demissão deste presidente sem piada.
    São Tomé e Príncipe está sem Presidente da República…. Eleições presidenciais antecipadas já.

  3. TcdeTaiwan

    7 de Junho de 2018 as 0:28

    Taiwan deu apoio alimentar para os militares e para militares durante 20 anos de cooperação com STP. É uma pena ver esta situação…..

  4. António cunha dos santos

    7 de Junho de 2018 as 9:28

    Caro Amigo STP, dizem que não haverá eleições este ano. O PT através do Evaristo vai comunicar a Nação que não há dinheiro, não obstante estarem a viajar bastante, e que as eleições só deverão ter lugar em 2021. Aguarde e verás, é para BREVE ESTA COMUNICAÇÃO

  5. jójó

    7 de Junho de 2018 as 13:18

    O dinheiro para os nossos Militares Santomenses, são desviados para militares Ruandeses e tropas especiais e bufos do Patrice Trovoada

    Abram os olhos nossos militares

    Fui

  6. Paulo Jorge dos Reis

    7 de Junho de 2018 as 13:22

    STP, Mas o povo já sabe que ele é um PR decorativo, esta a enfeitar a sala da RDSTP

  7. Estrela da manhã

    7 de Junho de 2018 as 15:05

    O nosso presidente enquanto candidato que nos apresentou como homem muito experiente da Administração Santomense, prometeu que assinava só, para fazer crer que a reeleição do seu maior adversário Pinto da Costa seria uma barreira ao Governo do ADI e desde da sua posse até então, tem cumprido a sua palavra, isto é, assinado só mesmo apesar do barulho, apesar das reclamações de várias ilegalidades em matéria dos Tribunais, mas agora estranhamente está a falhar na sua promessa, isto é, todas as Leis sobretudo as polémicas foram assinadas/promulgadas sem mesmo um tempo razoável de apreciação segundo as complexidades e como árbitro que enquanto homem de Estado, que se diz experiente devia agir, não obstante tal atitude estar prevista na Lei magna, logo é no mínimo estranho desta vez, não fazê-lo de facto como habitual e pelo contrário, iniciar essa auscultação aos militares precisamente quando tem nas mãos o esvaziamento do Seu próprio poder.
    Daí poder se concluir ou questionar talvez que quando algo lhe afectar directamente, Ele (PR) finalmente não acatará? Porque afinal sempre fez isso muitas vezes durante essa fiel relação em Seu proprio prejuizo, para os esquecidos, a última vez foi quando se demitiu do cargo do presidente da AN na legislatura anterior.
    Logo será que agora vai agir de facto pela Sua cabeça, como sempre diz, porque se for sim, estará se calhar e pela primeira vez em quarenta anos da independência e Sua da sua carreira, a agir como homem verdadeiramente experiente e em respeito a constituição que jurou na posse do presente cargo.

  8. Homem Grande

    7 de Junho de 2018 as 21:32

    Esse Cidadão com título de Presidente não foi a Quartel fazer visita nenhuma, foi sim espiar e sentir o Clima e informar o seu Chefe..

    Porquê que o Cócó com título de chefe de governo não foi pessoalmente fazer essa visita..

    Só falta mesmo o quartel para dominarem..Já não se fazem tropas como antigamente..

    Por acaso as Tropas Ruandesas iriam aceitar o seu chefe de estado ser protegido por tropas SãoTomenses a troco de quê não se sabe, sendo que a uma altura dessas todos os apoios devem estar a ser canalizados para eles..

    Quem está a pagar a estadia desses militares ruandeses em S.T.P.?

  9. original

    8 de Junho de 2018 as 8:01

    Este indivíduo não merece estar a perder tempo a comentá-lo porque deixou de existir como homem e já não convence ninguém com o seu discurso.Tenho mais respeito por nosso Juvem mesmo sendo maluco do que este graxador de botas do Patrice.

    É uma vergonha.

  10. Matias Fernandes

    9 de Junho de 2018 as 10:11

    Não acredito que ele seja tão mau assim
    Ele havia jurado que assinava logo nos comícios da campanha as Presidenciais.
    Penso que o pior esta para vir quando assinar a nova Lei das Forças Armadas.
    Desta pessoa não se pode esperar o melhor segundo os seus colegas de infância
    que tinha dificuldades enormes para terminar a antiga 4ªclasse,equivalente hoje a 9ºano.
    Na bisca 61, Metu aqui assim poucos aguentam a pedalada do homem.
    No tempo do Taiwan não se notava tanta carência. Estamos a pagar o remorso por ter feito uma traição
    a quem despejou tanto dinheiro na nossa terra, que infelizmente gastamos em viaturas, viagens, Casas
    e boa vida.

  11. MarcosBarros

    9 de Junho de 2018 as 10:14

    Aguenta Só

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo