Política

Influência Política e Poder de Controle na “Nova Angola”

O novo governo angolano fez da transparência e da reforma econômica o seu manifesto, o qual está conquistando a boa vontade entre investidores internacionais e impulsionando sua popularidade no país.Entretanto, os princípios centrais de controle sobre a economia política do país permanecem firmemente alinhados à mesma elite que dominou a Angola por gerações
LONDRES, Reino Unido, 25 de setembro 2018/ — EXX Africa (https://www.EXXAfrica.com/) publicou um relatório especial sobre a influência política e o poder de controle em Angola.

Para receber o relatório completo, por favor envie um email para: marie@apo-opa.org

No centro da nova estrutura política de controle está o ex-vice-presidente Manuel Vicente, que retornou ao centro do poder político em Angola e que, por meio de sua família e aliados próximos, mantém uma influência extraordinária sobre a economia.

Vicente era parte do todo poderoso ‘Triunvirato‘, o qual dominou a esfera empresarial de Angola.Mediante uma rede de investimentos e holdings comerciais, Vicente ainda é um dos políticos mais ricos e influentes no poder econômico do país.Mesmo que politicamente marginalizado ao final do governo anterior, ele detém o interesse comercial através de setores chave como o bancário, o de telecomunicações, o de energia e o de logística.

Durante o ano passado, Vicente readquiriu boa parte do controle sobre a petroleira estatal Sonangol, bem como do banco central e do ministério de economia, onde seus aliados políticos foram nomeados para posições de liderança. Sua família também está criando novos laços comerciais com a família do novo presidente, João Lourenço, enquanto seus parceiros comerciais mais próximos estão se beneficiando das recentes alocações de contratos. Ao trazer Vicente de volta a uma posição de influência política e o protegendo de várias investigações de corrupção a nível internacional, o Presidente João Lourenço encontrou uma aliança poderosa em sua campanha para consolidar sua própria autoridade e processar membros da família do ex-presidente.

Entretanto, o retorno de Manual Vicente traz significativos riscos políticos, de reputação e transparência que podem prejudicar o manifesto popular do governo em probidade e liberalização econômica. Este relatório identifica uma série de transações recentes e inteligência de fonte local que destaca a prevalência de tais riscos.Este relatório busca descobrir a nebulosa rede de sobreposição de interesses comerciais, os quais mais uma vez ameaçam deter a economia angolana e concentrar a riqueza substancial do país nas mãos de uma pequena elite política e empresarial.

Para qualquer comentário adicional ou uma cópia completa do relatório, acesse https://www.EXXAfrica.com/

Distribuído pela APO Group em nome da EXX Africa.

Contato de Mídia:

Robert Besseling

Diretor Executivo

robert.besseling@exxafrica.com

https://www.EXXAfrica.com

Sobre EXX Africa:

A EXX Africa (www.EXXAfrica.com) é uma empresa especialista em inteligência que fornece previsões comercialmente relevantes e precisas para tomadas de decisão diante de riscos políticos e econômicos para empresas africanas. Abraçamos a dinâmica de rápidas alterações no continente e atendemos à nossa ampla base de clientes para mitigar sua exposição ao risco diante dos cenários político e econômico, os quais estão em constante mudança na África.

FONTE
EXX Africa

 

 

    1 comentário

1 comentário

  1. Rapaz de reboque

    26 de Setembro de 2018 as 20:00

    O presidente João Lourenço se fosse eleito ca em São Tomé era preciso fazer uma super cadeia desde 1975 os que governaram o pais e outros iam quase todos presos

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo