Política

ADI em convulsão – Patrice distancia-se e suspende as suas funções

A partir do estrangeiro onde reside, e comanda toda a actividade da ADI e do seu Governo, Patrice Trovoada, decidiu na quarta feira partir todas as loiças. «Eu decidi suspender as minhas funções como Presidente do ADI», afirmou Patrice Trovoada em declarações a Agência Portuguesa de Notícias a LUSA.

Patrice suspende função, deixa ADI sem Presidente, e promete renunciar o seu mandato como deputado a Assembleia Nacional.

Patrice decidiu « recuar e distanciar-se da ADI», por causa de vários factores, mas na entrevista dada a LUSA, destaca o facto que terá constituído a última gota que fez o conflito interno na ADI transbordar para a praça pública. Trata-se segundo Patrice Trovoada da decisão da Comissão Política da ADI em indicar Álvaro Santiago, para chefiar o próximo governo da ADI. Patrice diz que não concorda com a indigitação de Álvaro Santiago.

Já no dia 9 de Dezembro próximo a ADI reúne-se em conselho nacional. Patrice Trovoada, disse esperar que naquela reunião os militantes da ADI « encontrem um colégio que conduza as actividades do partido até ao congresso».

Pela primeira vez, militantes da ADI, sobretudo algumas mentes do partido, estarão a rebelar-se, ou então, a ousar em contradizer a vontade do seu chefe Patrice Trovoada. O momento é de grande expectativa em São Tomé e Príncipe, onde residem os militantes da ADI que pela primeira vez começam a contradizer o seu chefe, residente no estrangeiro.

Olinto Daio, ministro cessante da Educação, foi o primeiro a discordar publicamente da decisão de Patrice Trovoada em indica-lo para ser o próximo primeiro ministro. Os argumentos apresentados por Olinto Daio, na sua comunicação publica, para declinar o convite de Patrice Trovoada, foram contundentes e denunciadores de uma cultura política que alegadamente não combina com os valores da santomensidade. «Os valores que acarinhamos enquanto nação – família, paz, concórdia, hospitalidade, responsabilidade e respeito – são os que tornam São Tomé e Príncipe forte e dão sentido às nossas vidas. E todos eles fariam parte do meu trabalho. Ora tendo analisado e ponderado cheguei a conclusão de que esses valores não estão presentes e contidos nesta proposta de chefiar o governo. Por isso, decidi em não aceitá-la. Acredito, muitos são-tomenses também acreditam, que podemos ser um só povo, alcançando o que é possível, construindo essa união perfeita. Esta é a minha convicção, enraizada na minha fé em Deus e na minha fé no povo são-tomense», referiu Olinto Daio, na sua comunicação aos são-tomenses.

Tentativa de Patrice Trovoada de encontrar um substituto seu, para o cargo de Primeiro Ministro, acaba por convulsionar o partido ADI.

Abel Veiga

O Téla Nón coloca a disposição do leitor o artigo da Agência Lusa, que relata o momento de Patrice Trovoada e da ADI :  

28/11/2018 21:05 (LUSA) São Tomé/Eleições: Primeiro-ministro cessante suspende presidência do partido vencedor São Tomé, 28 nov (Lusa) – O primeiro-ministro cessante de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, decidiu hoje suspender as suas funções como presidente do partido Ação Democrática Independente (ADI), vencedor das legislativas de outubro, anunciou o próprio à Lusa.

“Eu decidi suspender as minhas funções como presidente do ADI”, disse hoje Patrice Trovoada, numa conversa telefónica, indicando que já comunicou a sua decisão ao Presidente da República são-tomense, Evaristo Carvalho.

A decisão de Trovoada surge após a comissão política do partido ter decidido indicar o ex-governante João Álvaro Santiago para chefiar um executivo, a indigitar pelo chefe de Estado, e que o líder do partido considera não ter o perfil necessário para alcançar um governo de base alargada ou de unidade nacional, como tem defendido. “As pessoas têm de ter a coragem de recuar. Se o líder não consegue fazer passar o seu ponto de vista, também deve ter a coragem de recuar e distanciar-se”, referiu.

Patrice Trovoada revelou também que vai renunciar ao mandato de deputado, para o qual foi eleito nas legislativas de 07 de outubro, por um período “talvez de dois anos”. O ADI vai realizar um conselho nacional no próximo dia 09 de dezembro, acrescentou. “Espero que lá se encontre um colégio que conduza as atividades do partido até ao congresso”, que, na sua opinião, deve decorrer em março ou abril de 2019.

JH // SR Lusa/Fim

 

    22 comentários

22 comentários

  1. arroz podre

    29 de Novembro de 2018 as 8:30

    O Patrice não tem nada a determinar a data.
    Se eu fosse membro do ADI informaria ao Patrice se ele quiser realizar o Conselho Nacional e Congresso deve vir a São Tomé. Caso contrário nada.
    Quando está no poder fica em S.Tomé, quando não está vive no estrangeiro.
    ACABOU ESTA PALHAÇADA.

    • SEABRA

      29 de Novembro de 2018 as 14:34

      …agora todo o mundo deu conta desta farsa do DITADOR PT?
      Quando é que os membros do ADI ( alguns que sao esclarecidos),
      Varela, Abnilde, Jacaré , Baluba e companhia, vao ser homens
      responsàveis, sérios, dignos e sobretudo CORAJOSOS, para enfrentar
      o PT e dizê-lo simplesmente ” ê cigà zà ê” (BASTA,porque nao somos
      Bestas). Aliàs, a bem ver, o PT nao tem nenhum RESPEITO tao pouco
      consideraçao para os individus citados…trata-os como carne de canhao,
      pois que lhes utiliza para os seus fins pessoais. PT nao considera a
      nenhum deles como amigo,é de uma certeza ABSOLUTA.
      Sendo o PT quem ele é , nada nos choca…pertence ao povo saotomense de fechà-lo
      definitivamente a PORTA DO PODER. Se ele se considera, “vraiment”como um verdadeiro
      saotomense, que enha se instalar no pais, viver como todos os cidadaos, estando ou
      nao no Poder, com ou sem o privilégio.
      PT e comparsas, têm contar a DAR ao povo saotomense…IMPERATIVAMENTE!

      • Que importa?

        30 de Novembro de 2018 as 15:47

        Irmão Seabra, é interessante o seu comentário de quem pensa que os outros consideram os valores de amizade sinceridade seriedade e outros nobres.O que interessa realmente a essa gente é ter muito dinheiro grandes casas, caros catorzinhas, passeios para o estrangeiro, tratamentos médicos no estrangeiro, boas garrafas Wisk em casa e mais nada. Venha um chefe que lhes dê pontapé, que lhes tire o direito a palavra, que meta o povo no inferno que eles não se importam se as regalias para eles estiverem garantidas. Agora vamos estar atentos para sabermos quem serão os bons e os maus filhos da terra. Ainda afastados do Patrice há muita gente que não vai fazer diferente.

  2. Paulo Jorge dos Reis

    29 de Novembro de 2018 as 8:31

    Isto já era de se esperar. Quanto se dirige pensando em maldade, assim acaba

  3. Barão de ÁguaIzé

    29 de Novembro de 2018 as 8:39

    P Trovoada, tem, talvez o não saiba, uma visão bonapartista da política. Autoritário, quero, posso e mando. Ao demitir-se, o que parece ser uma forma de chantagem para recuperar poder discricionário, e a não verificar-se retorno, a ADI arrisca-se a quase desaparecer como Partido charneira.
    STP não pode ser a “quinta” de ninguém.

  4. Merenguê

    29 de Novembro de 2018 as 9:11

    Antes tarde do que nunca, quanto ao Abnilde de Oliveira, Levi Nazaré, Idalécio, Boa Morte e outros elementos de ADi, que andaram a perseguir as pessoas como é que serão a vossa situação a partir de agora que o Imperio está desmoronando? Será que vocês estão preparados pra receber o troco? Mas penso que isso não vai acontecer, só porque o poder que vai agora governar não é de exclusão mas sim de inclusão, pois, que somos poucos pra os desafios do S. Tomé nos próximos tempos.

  5. helmer dias

    29 de Novembro de 2018 as 9:37

    BOAS

    Partido ADI foi conduzido nos últimos tempos principalmente nos 4 anos de governação por um só homem.O meu espanto agora é que o partido ADI quer deixar cair “O GRANDE LÍDER”.HHAHAHAHA só pode ser piada,durante 4 anos de maioria absoluta no parlamento, ele era o máximo líder incontestável do ADI e do país são-tomé e príncipe.Ninguém na altura dentro e fora de ADI conseguia fazer-lhe frente porque o dinheiro do LÍDER era BEM Bom né. Nós são-tomense interesseiro somos pior que judas.M

  6. Paulo Jorge dos Reis

    29 de Novembro de 2018 as 9:47

    Ê boboêê Menovo. Antes tarde do que nunca. Sacarna

  7. helmer dias

    29 de Novembro de 2018 as 10:05

    BOAS para substituir o primeiro

    Partido ADI foi conduzido nos últimos tempos principalmente nos 4 anos de governação por um só homem.O meu espanto agora é que o partido ADI quer deixar cair “O GRANDE LÍDER”.HHAHAHAHA só pode ser piada,durante 4 anos de maioria absoluta no parlamento, ele era o máximo líder incontestável do ADI e do país são-tomé e príncipe.Ninguém na altura dentro e fora de ADI conseguia fazer-lhe frente porque LÍDER era LÍDER. Nós são-tomense interesseiros somos pior que judas.MAS QUEM PLANTA VENTO COLHE TEMPESTADE,POR ISSO O LÍDER INCONTESTÁVEL NÃO PODE VIR RECLAMAR MUITO DOS SEUS “QUES” DE ANTIGAMENTE.NÃO DEVEMOS SER FIEIS SEM CONTRARIA O LÍDER PARA O SEU BEM,NÃO DEVEMOS TER MEDO DE DAR AS NOSSAS OPINIÕES,MESMO QUE ISSO PODE CUSTAR-NOS, UM POUCO MAIS A DIGNIDADE INTELECTUAL TEMOS QUE A MANTER.LIÇÃO DE VIDA.TRISTEZA DA HUMANIDADE.SÓ DEUS PODE JULGAR-NOS.

  8. modesto

    29 de Novembro de 2018 as 11:03

    Agora é que são elas!
    Tal como havia ameaçado aos seus comparsas: “Se vocês não trabalharem duro (na campanha) para ganharmos e EU PERPETUAR-ME no poder, vou-me embora e vocês ficarão entregues a vossa sorte. Já não haverá nada para ninguém…”
    Agora é só chorar, vou ver a cara desses ditos meu conterrâneos lambe-botas traidores e verdugos, que se juntaram ao déspota e colono do PT, que aliás de Santomense não tem nada, para massacrar este povo pacato e humilde.
    Tenho muita pena e tristeza por vossa atitude.
    Patrice Trovoada só se sente bem assentadinho na cadeira do poder. Fora disso, só quero distância de STP. Não tem sentimento nenhum, nem qualquer afecto ou saudade por esta terra e este povo.
    Agora é hora de vocês todos pagarem por tanta maldade que fizeram contra esta país, em plena era da democracia.
    Espero não muito tempo para ver-vos prestar contas detalhadas e responder judicialmente por cada acto danoso contra o estado santomense.
    Quanto ao PT, é necessário trazê-lo de volta quanto antes, para de igual forma, prestar esclarecimentos sobre todos o factos ilícitos já conhecidos e outros casos que aos poucos forem sido desvendados.
    Criminosos não podem fazer de São Tomé e Príncipe, o seu paraíso e simplesmente colocarem-se em fuga pelo mundo quando desmascarados.

    É tempo de a Autoridade do Estado, pró-estado e pró-nação se faça sentir.

    O ESTADO E A NAÇÃO SANTOMENSE TÊM QUE SER RESSARSSIDAS DOS DANOS E PREJUÍZOS SOFRIDOS POR ESTA MAIS VERGONHOZA COLONIZAÇÃO SOFRIDA NOS ÚLTIMOS QUATRO ANOS, PERPETRADA POR PATRICE TROVOADA.

  9. MadreDeus.igreja

    29 de Novembro de 2018 as 12:01

    Eh bila cá cá ploco.
    São Tomé é, Deus poderoso. Aqui se faz, aqui se paga

    Agora, fica mais fácil a justiça trabalhar. É só pegar, que eles abrem a boca.

    O Evaristo Carvalho, empossa o governo pá. Não vês o estado da nação como se encontra, tudo parado.

    Não consegui despir a camisola do ADI. Custa-ti tanto compreender a situação

    Já não há Trovoadas, agora, é J. Bom Jesus.

    ADI, vai passar coisa que cão passou na festa. Aliás já Começou

    Deus é grande

  10. Adeliana Nascimento

    29 de Novembro de 2018 as 13:49

    Bô Men ku ubwê bÔ. Aqui se faz aqui se paga.

  11. Lupuye

    29 de Novembro de 2018 as 13:57

    O homem abandona o “seu” pais e o seu partido mas mesmo assim, por dinheiro, vcs (do ADI) ainda vao permitir que ele venha mais tarde a comandar o ADI? Pensem bem em que tipo de homem ele e, que nao pode ficar convosco ou com o seu dito “povo pequeno” quando se lhe tiram a chupeta. Ele tem tanto poder que pode suspender tudo e retomar tudo quando bem lhe apetecer e convier. Vistam as calcas, tomem decisoes e corram com o tipo de uma vez por todas. Esse homem nao tem principios, nao sabe ser lider.

  12. Adeliana Nascimento

    29 de Novembro de 2018 as 13:58

    É bom que o próximo Governo explique bem o povo o que encontraram desta Gestão danoso do ADI. Em 4 anos, destruíram tudo, aquilo que foi erguido em décadas com o sangue suor e lágrimas de muitos dos santomenses e estrangeiros.

    Cofres do ESTADO vazios , administração pública, Empresas e Institutos Públicos desorganizados, Administração Local desgovernada e com o puder centrado em uma só pessoa, o Presidente,sociedade desgovernada, aumento de criminalidade e insubordinação geral, valores civicos e morais os mais baixos dos últimos cinquenta anos de vida destas ilhas.
    Aqui mesmo, só com CRISTO.

  13. Crisotemos Café

    29 de Novembro de 2018 as 14:26

    Minha gente, este senhor é abusado e insurrecto. Comporta como aqueles garotos dos bairros que provocam, e quando apanham um safanão, desata a correr chamando os seus irmão mais velhos e amigos para lhe acudir. Como a coisa deu para torno, o tipo desatou a correr. Aliás, ele já havia chamado atenção aos seus ministros e alguns mais próximos, dizendo que o Ali iria enviar um avião, quem ficar ficou. Mas, infelizmente o Ali Bongo está entre a vida e a morte, como ficar mais em STP.

    Tudo isto, graças aos salmos lidos pelo nosso Bispo e por muitos dos cristãos deste belo país e dos amigos de STP, que atempadamente entenderam que o país ia mal, e que não tinha rumo com esta seita monstruosa que é ADI.

  14. Bem de S.Tomé e Príncipe

    29 de Novembro de 2018 as 14:33

    Eu já sabia que isso ia acontecer. ADI não era partido, era uma seita, desde a entrada de PT. Só há dois partidos de verdade em STP; MLSTP e PCD, porque surgiram por São Tomé e Príncipe, e não por interesse e vontade de terceiros.Agora se ADI quer ser partido de verdade, tem que ir ao congresso e fazer uma verdadeira reforma e aproveitar pelo menos essa maioria relativa parlamentar, dignificar-vos e ter ação construtiva no Parlamento. Senão, estarão condenados a desaparecer como partido.

  15. Sergio Boa Esperança

    29 de Novembro de 2018 as 14:53

    Gostaria de obter um simples esclarecimento dos que participam neste portal:

    Não seria Patrice Trovoada um Agente estrangeiro, enviado e orientado para ajudar a atrasar o nosso país, com objectivos ainda por desvendar?

  16. Seabra

    29 de Novembro de 2018 as 22:00

    Excelente perguntinha !

  17. Martelo da Justiça

    29 de Novembro de 2018 as 22:01

    «Os valores que acarinhamos enquanto nação – família, paz, concórdia, hospitalidade, responsabilidade e respeito – são os que tornam São Tomé e Príncipe forte e dão sentido às nossas vidas. E todos eles fariam parte do meu trabalho. Ora tendo analisado e ponderado cheguei a conclusão de que esses valores não estão presentes e contidos nesta proposta de chefiar o governo. Por isso, decidi em não aceitá-la. Acredito, muitos são-tomenses também acreditam, que podemos ser um só povo, alcançando o que é possível, construindo essa união perfeita. Esta é a minha convicção, enraizada na minha fé em Deus e na minha fé no povo são-tomense», referiu Olinto Daio, na sua comunicação aos são-tomenses.

    Depois de passar esses últimos 4 anos a obedecer cegamente os ditames de Patrice Trovoada, sem contrariar, numa clara atitude oportunista de defender tacho, agora que ADI está em queda livre, esse Senhor OLINTO DAIO, vem agora com essa historieta para fazer boi dormir. É preciso não ter vergonha!! Repara que a decisão de não aceitar ser Primeiro Ministro aconteceu apenas depois da eleição do Presidente da Assembleia.

  18. MadreDeus.igreja

    29 de Novembro de 2018 as 22:36

    Ponha interpol atrás do homem.
    Tragam de volta, a muita coisa para explicar
    Já agora, tragam também o diretor da EMAE. Para explicar porque o cofre ficou vazio
    O restos deles estão no país, é só pegar e cobrar.
    Deixaram o país vazio e sem orientação.

    Todos para justiça. Se assim não fôr, o povo cai-se revoltar

  19. Amar o o que é nosso

    1 de Dezembro de 2018 as 9:21

    Patrice não está nem aí para a gente. Está cheio de dinheiro no bolso que andou a roubar o povo. Agora vai ficar sem trabalhar durante uns anitos.Com aquilo que ele tem roubado da para viver tranquilo na sua quinta em Sintra. Daqui a quatro anos há de de voltar e tentar a sorte. Haver vamos se ele conseguirá enganar novamente este povo tolo!!!!!

  20. Amar o o que é nosso

    1 de Dezembro de 2018 as 9:27

    Agora São Tomenses abram os olhos. NÃO VAMOS DEIXAR MLSTP E PCD FAZER O QUE O ADI ANDOU A NOS FAZER. VAMOS DENUNCIAR, VAMOS ACUSAR. VAMOS EXIGIR TRANSPARÊNCIA. PK SABEMOS BEM O TIPO DE GENTE QUE PAÍS TEM. FICA SÓ A ESPERA DA SUA VEZ PARA ENCHER BARRIGA ATÉ ARREBENTAR!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo