Política

AN apoia família de Pepê Lima a perpetuar o legado do músico nacional

Delfim Neves Presidente da Assembleia Nacional(na foto) reuniu-se na última semana com os familiares do malogrado músico nacional Pedro Diogo – Pepê Lima. Um momento de condolências, mais também para tecer parcerias com os familiares do ícone da música são-tomense no sentido de perpetuar o seu rico legado cultural.

Somer Diogo, irmão do músico Pepê Lima, disse a imprensa que a Assembleia Nacional, decidiu conceder o seu espaço de actividades culturais, para a família de Pepê Lima, realizar quaisquer actividades em memória do músico.

A família solicitou a Assembleia Nacional, apoio para a construção de um jazigo em honra ao Pedro Lima Diogo(Pêpê Lima), e foi aceite.

O representante da família do músico anunciou também o desejo de transformar o Fundon Pepê num Museu, que se chamara Museu Pepê Lima. Um projecto que segundo Somer Diogo, foi acarinhado pelo Presidente da Assembleia Nacional.

Fundon Pepê, é um centro cultural e musical, construído por Pepê Lima na Vila de Almas. Aos fins de semana, animava as noites dos são-tomenses amantes da boa música nacional. Muitas vezes a voz inconfundível de Pepê Lima acompanhava o ritmo nacional, em rumbas, e outros estilos da música santomense.

Abel Veiga

 

    3 comentários

3 comentários

  1. Grupo Me-Zedo

    18 de Fevereiro de 2019 as 16:06

    Obrigado Assembleia nacional pelo que fez em gesto de reconhecimento a figura e obra de Pepe Lima.
    Mas na minha modéstia opinião a contribuição da comunicação social para que se reconheça os feitos, obras, cantares e canções de Pepe Lima foram bem mais meritórios. Quer a Radio nacional, quer a TVS fizeram um excelente trabalho nesse sentido e prestaram a devida honra ao nosso malogrado Pepe Lima. Parabéns Radio nacional,Parabéns a TVS por estarem presentes da forma como estiveram na hora de partida desta ilustre figura da cultura nacional.

  2. Renato Cardodo

    24 de Fevereiro de 2019 as 7:37

    O comentário é tardio mas conta a intenção.
    A iniciativa pode parecer louvável e as da família ótimas.
    Mas se quando o ex Primeiro Ministro que foi doMLSTP faleceu no exterior do País nem ajudaram com a trasladação de urna…e quiseram dar bandeira nacional para colocar sobre a urna e a família do malogrado recusou…
    Penso ter conhecido um pouco este exponente máximo da nossa. Cultura e creio que o melhor tributo a sua homenagem é o País dar maior atenção a todos artistas e mulheres e homens que ainda lutam sem nenhuma ajuda pela Cultura Nacional.
    Não sei não….mas se ele pudesse escolher entre campa ou Museu de certeza que ele escolheria apoi aos artistas.

  3. MIGBAI

    26 de Fevereiro de 2019 as 19:37

    Sr. Abel Veiga.
    Não entendo porque censurou o meu comentário!
    Este jornal prima e ainda bem pela opinião livre e isenta de censura. Porém a partir da data em que começar a censurar comentários sujeita-se a ser censurado pela alternância política que lhe pode fazer a vida muito complicada, já que o jornal deixa de ser visto como o reflexo das opiniões dos seus leitores para ser o reflexo das opiniões na vontade dos seus diretores. Por isso muito cuidado porque queremos o nosso jornal independente e o tela non faz falta a stp como banana na mesa.
    Vou comentar de novo.
    A AN devia também apoiar as famílias que têm dificuldades financeiras em virtude das dívidas que o nosso querido Pepê Lima deixou por pagar.
    Sei o que estou a dizer e acreditem que neste caso apresentarei as dívidas do mesmo para com a minha família.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo