Política

NRP Zaire socorreu veleiro inglês nas águas são-tomenses

 O Navio patrulha da Marinha Portuguesa, NRP Zaire, prestou auxílio durante quase dois dias a um veleiro inglês em águas de São Tomé e Príncipe.

Na tarde do dia 24 de março, o NRP Zaire, cuja tripulação já é em parte constituída por elementos da Guarda Costeira são-tomense, esteve empenhado numa missão de busca e salvamento marítimo, tendo largado do porto de São Tomé, pelas 16h00, com o intuito de prestar auxilio a um veleiro de pavilhão inglês, com um ocupante a bordo de nacionalidade australiana. A embarcação, um catamarã de 12 metros de nome Mon Ami, encontrava-se à deriva a cerca de 20 milhas náuticas a norte de São Tomé, em virtude de ter a vela danificada e os motores inoperacionais.

A primeira abordagem à embarcação ocorreu cerca das 20h00. No entanto, devido às más condições meteorológicas não se encontravam reunidas as condições de segurança para solucionar o problema, pelo que a equipa técnica enviada ao veleiro regressou ao navio.

O patrulha manteve uma vigilância constante e próxima da embarcação em dificuldades até aos primeiros alvores do dia 25 de março. Com o melhoramento da meteorologia, foi novamente enviada uma equipa técnica a bordo do veleiro que conseguiu reparar um dos motores da embarcação, evitando assim o reboque inicialmente planeado.  Durante toda a operação de acompanhamento, até à chegada a Baía de Ana Chaves, permaneceu a bordo do veleiro uma equipa de apoio. Esta operação teve uma duração aproximada de 24 horas.

Cerca das 17h, e já à entrada da baía Ana Chaves, o veleiro foi entregue às autoridades locais que se encontravam a bordo da embarcação Rodmann 33 da Guarda Costeira de São Tomé.

O NRP Zaire prossegue a sua missão de Capacitação da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, ilustrando a importância da cooperação bilateral entre estes dois países lusófonos no âmbito da segurança marítima.

Fonte : Adido de Defesa da Embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe

    1 comentário

1 comentário

  1. Clemilson Brasileiro

    30 de Março de 2019 as 16:51

    Fez mais que a sua obrigação qualquer guarda costeira do mundo faz isso !!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo