Política

ADI abandona parlamento para exigir libertação do alegado preso político

O alegado preso político é o ex-ministro das finanças e da economia azul, Américo Ramos, que assinou em 2015 e 2016, dois acordos de crédito financeiro em nome do povo são-tomense na ordem de 47 milhões de dólares.

Até hoje o Estado são-tomense não viu a cor do dinheiro, que deveria por um lado, construir uma cidade administrativa (30 milhões de dólares) e modernizar o hospital central Ayres de Menezes (17 milhões de dólares).

Detido pela polícia judiciária no dia 3 de Abril, Américo Ramos, foi conduzido pelo ministério público ao tribunal de instrução, que ordenou a prisão preventiva do arguido.

Num acórdão do Supremo Tribunal de Justiça com data de 30 de Abril, os juízes conselheiros rejeitaram o pedido de habeas corpus interposto pela defesa do arguido, assim como a promoção do habeas corpus defendida pelo procurador geral da república Kelve Carvalho, por alegada ilegalidade na detenção do ex-ministro.

O partido ADI, reuniu-se com o Presidente da República para analisar a situação do militante. Quando foi detido pela PJ, Américo Ramos exercia as funções de assessor do Presidente da República para questões económicas e financeiras.

José Diogo, Presidente da Comissão que gere o partido ADI, garantiu que o encontro com o Presidente da República serviu para receber conselhos do Chefe de Estado, sobre a forma de libertar Américo Ramos, considerado pela ADI e por alguns cidadãos como sendo um preso político.

A forma de garantir a urgente libertação do ex-ministro das finanças, não foi revelada por José Diogo, que prometeu tudo fazer para que essa libertação acontecesse, tendo em conta que o militante do partido e ex-ministro das finanças, foi segundo José Diogo, alvo de um processo político movido pelo actual governo.

O paradeiro dos 47 milhões de dólares contraídos em crédito e em nome do povo de São Tomé e Príncipe continua desconhecido, mas antes mesmo da justiça esclarecer o caso, o mais importante é quanto antes libertar Américo Ramos.

A cronologia das acções com vista a libertação do chamado Preso Político, desembocou esta terça feira, na sessão plenária da Assembleia Nacional. O maior partido político da oposição, a ADI, com 25 assentos no parlamento de 55 lugares, decidiu abandonar a sessão plenária.

Abnilde Oliveira líder da bancada parlamentar da ADI, explicou que o abandono da sessão plenária, é um protesto de solidariedade para com o militante do partido e ex-ministro das finanças, Américo Ramos. A sua detenção é considerada pela ADI, como «ilegal e com fins meramente políticos».

A decisão do poder judicial(Supremo Tribunal de Justiça), que no seu acórdão mostrou com base na lei, que a detenção e a condução do arguido para a prisão preventiva, foi um acto legal, está no entanto a ser posta em causa pela maior bancada parlamentar da oposição, a ADI. .

Abel Veiga

    19 comentários

19 comentários

  1. arroz podre

    7 de Maio de 2019 as 16:54

    ADI faz coisa para ter razão.
    Diga ao Américo Ramos para esclarecer o percurso do dinheiro e acaba com estas inverdades.
    O povo quer saber o que fizeram com os vinte milhões de dólares? Aonde foi parar os USD=17 milhões?
    Diga para falar verdade.
    Roubar e ficar na rua não?
    O lema do Patrice enquanto chefe de governo dizia abaixo a corrupção, agora não se pode deixar os corruptos na rua como nada tivesse feito.

    • Amar o o que é nosso

      8 de Maio de 2019 as 11:05

      Já responderam. 20milhoes nao entrou na conta pk o homem que ia transferir o restante montante foi preso. E os tais 17 ainda não foram transferidos. Como ele pode ter roubado? De certeza que ele roubou muito! Mas acho que não foi por aí. Tentem fazer auditoria no próprio ministério de finanças aí vão ter mais do que razões para o prender e os restantes dirigentes que passaram na política desde 1975.Todos têm muito que justificar, uns mais do que outros! Haja justiça para todos. Este governo que está em função tirando o primeiro ministro e mais alguns (que parece honesto) é um foco de corrupção!

  2. Separação de poderes violada

    7 de Maio de 2019 as 17:21

    A decisão judicial destes casos não esta a ser posto em causa sómente pela bancada do ADI está a ser posto em causa também pela varias personalidades do MLSTP que não concordam com estas determinações e esta forma de fazer justiça onde os militantes do MLSTP ja mandam prender pessoas.
    As pessoas que apoiam isto os juízes que apoiam esta forma de fazer justiça estão a prestar um pecimo serviço a nação Santomense.
    O que estamos a viver agora em S.tome e Príncipe com o governo do Jorge bom Jesus chama-se ditadura e usurpação de poder e assassinatos político com objetivo de aniquilar o ADI.

    • ONDE MESMO?

      8 de Maio de 2019 as 9:51

      Meu caro “Separação de poderes violada” se é verdade que algumas personalidades do MLSTP estão pondo em causa a detenção de corruptos como Américo Ramos e Mário Sousa, essas individualidades também deveriam ser investigadas pela PJ e posta em prisão isto porque já não há espaço para corruptos. Chega. E se o Sr ou Sra. não estiver de acordo com essas detenções, também deverá ser alvo de investigação e detido(a). A corrupção é o mal maior em qualquer país, e como tal deve ser severamente combatida.

      • Separação de poderes violada

        8 de Maio de 2019 as 12:48

        Kei caca vocês de MLSTP são assim ou estão conosco ou estão contra nós vocês são donos da verdade não é? Agora mandar prender é canja a vossa PJ esta ai pronta.
        Mas eu quero dizer o senhor que onde estão concentrado mais corruptos que destruiu S.tome é no seu partido MLSTP
        E ja agora para quando a detenção dos teus corruptos do MLSTP o João Lourenço começou a combater a corrupção dentro do seu partido vocês do MLSTP não fizerem o mesmo porque?

  3. Vanplega

    7 de Maio de 2019 as 19:24

    Preso político ou ladrão do povo?

    • Seabra

      8 de Maio de 2019 as 1:03

      ….é ladrão do povo, assim como o Patrice Trovoada, o mestre na arte do furto.

  4. STP Terra linda e gente boa

    7 de Maio de 2019 as 20:28

    Os membros da oposição ADI quer a todo o custo libertar o menino Américo, e não querem falar do dinheiro desviado? Vocês são mesmo os espertinhos. A melhor coisa é vender o partido e pagar o país. Vão buscar a mala de dinheiro que o PT levou e que não passou no RX no Aeroporto. Vocês não têm vergonha? Sabem mais do que a vossa idade.

  5. D T

    7 de Maio de 2019 as 22:36

    Os do ADI estão a tremer demais. Quem deu Abildo dinheiro para fazer essa casa em 4 anos. Deputado não ganha tanto assim. É por isso que estão a tremer.

    • STP Terra linda e gente boa

      8 de Maio de 2019 as 6:55

      Pois é meu amigo. Como dizem; quem não deve, não teme. Mais quem deve teme. É que não têm saída. O chefe PT que os protegia os abandonou. Em vez de se unirem e colaborarem com a justiça a fim de capturar o PT, estão contra a justiça e o governo. Haja paciência. Apartem com o Miguel Trovoada para ir em busca do seu filho que ele não soube educar.

      • Português

        8 de Maio de 2019 as 13:09

        Quando andou a roubar moedas, o pai simplesmente o alcunhava de “garoto esperto”, agora voila, veja só no que deu😂

  6. Santomense

    8 de Maio de 2019 as 0:20

    Eu quer perguntar aqueles e aquelas meia duzia de Adi sabem faser a conta 47 million de dollars eu nao vous dezer x cuanto pobre povo enocente Este valor foi pedido no vosso Nome .abrem os ohlos povo enocente
    Ate o cego ja esta a ver realidade que esta a Passar em stp

  7. Santomense

    8 de Maio de 2019 as 0:32

    Mas o partido Adi e os seus militantes nao feserao uma manifestacao a pedir au senhor présidente da republica para trazer de Volta o ex primeiro ministro para stp para ser julgado kkkkkkkkkk abrem os olhos coitadinhos dos meu hermao Patricio nao quer sabre de voces .eu estou cm lagrima no meu ohlos q pena

  8. Vanplega

    8 de Maio de 2019 as 4:15

    Não é assassinatos político para aniquilar o ADI.

    É a justiça, funcionar para os ladrões da coisa pública.

    Veja bem;
    Como ficou o hospital central?
    Ex- dirigentes emprestaram 17 milhões para restaurar o hospital central

    O que fizeram ? Mais o dinheiro desapareceu

    Cadê dinheiro?

    Vai separar poderes para outra freguesia. Canbaldas de ladrões

  9. Original

    8 de Maio de 2019 as 7:54

    O José Diogo foi ao Palácio fazer papel de fiasco,e o mesmo que estava no zero baixou para menos dez. Onde Já se viu um indivíduo preso por não esclarecer o paradeiro de tantos milhões de dólar uma equipa do partido ir ter com o Presidente para exercer a sua magistratura para libertar o detido? O Presidente manda em Tribunal? O Presidente não gostaria ver este assunto esclarecido? Só um bandido como Diogo aceitaria fazer este papel juntamente com 2 senhoras que não têm peso no Partido. Porquê que o Diogo não se fez acompanhar com outras pessoas de peso no ADI? De certeza que esquivaram para não dar cara neste papel tão ridículo e sujo. se o Presidente continuar a piar, então chega-se a conclusão que também faz parte do coloio como tem demonstrado nas outras ocasiões.

  10. EX

    8 de Maio de 2019 as 10:28

    ADI em queda livre, deveriam demarcar dessa situação tendo em conta um Partido Politica que deveria defender os interesses do Povo. um individuou sobre suspeita de desvio do dinheiro do Povo, vocês defendem e ficam contra os Tribunais e contra o povo, mas que Preso Politico? Preso politico se prendessem Abnildo Oliveira, talvés seria presos Politico. E quando prenderam Gaudencio porque ouviram ele dizer para abater a águia. prenderam apenas pela intentona (inventona) agora com a cara de lata vem reivindicar a liberdade de um homem assinou que recebeu dinheiro do Povo e não entregou todo, bandos de larápios, so querem saber de libertar o homem pra ele não se cansar e começar a canta que nem passarinho.

  11. Luxemburgue

    8 de Maio de 2019 as 10:51

    Eu nao sei si o Sr Americo e realmente culpado por os presuntos delitos que se fala, mas estou a creer que ele pode sim ser culpado por ocultacao de dados e encubrimento de delitos graves. Os que querem enganar ao Sr Americo falando que é “Um preso político”, lhe estao a fazer um fraco favor, porque a sua defessa soamente vai ser juridi e de esses possiveis delitos de ocultacao mais encubridor podería defenderse muito bem se nao perdessem o tempo levando o assunto ao terreno político. Desde um iniciu a defessa é política e por esso apanhou ” prissao preventiva”. Agora o erro vai de mal a peor porque pretenden fazer de ele, de Americo, um falso líder para, mas una vez, nao encarar o Congresso do partido pelos cornos e fazer una verdadera reforma.

  12. Vedé

    8 de Maio de 2019 as 11:49

    Depois de tudo issi fiquei perplexo ao ver um governo que na assembleia acusava os outros de sorrupto e dizia que estava a combater a corrupção, hoje venhem com cara de sem vergonha defender o corrupto do ex-ministro das finanças. Agora eu pergunto será que essa solidariedade justifica que todo esse dinheiro foi gasto na campanha. Porque eu me lembro que ex-PM na comunicação social respondeu as críticas dos ex-partidos da oposição no memento de campanha que não tinham feito o trbalho de casa. Quer dizer que o trabalho de casa do ADI foi os 37 milhões que não entraram o país? Quer dizer que a PJ devia fazer muita detenção.
    Olha oADI ao abandonar o parlamento por essa razão, está ficando mal vistos perante a comunidade internacional como o único partido que defende corrupçao e corruptos. Agem como intelectuais e não como osbscurantistas.

  13. Grupo Mé-Zedo

    8 de Maio de 2019 as 12:07

    Com atitudes como esta de abandonar a Assembleia, de nao querer colaborar com a justiça, de querer proteger o Americo comprometendo as investigações em curso e coisas do género, na minha humilde opinião o ADI esta a dizer claramente que apoia a corrupção e esta-se afundando cada vez mais.
    E ai do Américo de ele abrir a boca para dizer alguma coisa, a rede da máfia até pode lhe dar presentes que ele nem imagina, dai que se calhar jamais o Americo vai dizer alguma coisa.
    Outro aspecto negativo, mas muito negativo do ADI é negar uma viagem ao Principe de solidariedade para com as vitimas do naufragio do navio Anfitriti. Um partido que não sente dor nem dó do seu proprio povo, do seu eleitorado então não é um partido politico, mas sim uma organização mafiosa.
    Outro grande mal do ADI é estar a integrar na sua delegação de expedientes internos pessoas sem um minimo de escolaridade, se calhar sem a 4ª classe ao menos e que muito recentemente comprou diplomas ao Liceu Nacional para exigir ser possuidor de 11º ano. Uma vergonha para o ADI. Ao menos o Levy que esta a se regenerar deveria chamar atenção ao seu partido para essa questão de representação com qualidade e nivel.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo