Política

François Fall regressou a STP e PR convocou reunião com todos os órgãos de soberania

François Fall é o representante do Secretário Geral das Nações Unidas, para África Central. Residente em Libreville-Gabão, o representante do Secretário Geral da ONU, acompanhou a convulsão política que São Tomé e Príncipe viveu no ano 2018, e seguiu também de perto a convulsão social que marcou o país, sobretudo após as eleições legislativas de outubro do ano 2018.

Coincidentemente a missão do representante do Secretário Geral das Nações Unidas para São Tomé e Príncipe, acontece alguns dias depois do Ministro dos Negócios Estrangeiros do Gabão, Jean Claude Minzo, ter visitado São Tomé e reunido com o Presidente da República Evaristo Carvalho.

O Chefe da diplomacia do Gabão, liderou uma delegação da Comunidade dos Estados da África Central que veio a São Tomé e Príncipe. A reactivação das relações entre São Tomé e Príncipe e o Gabão, esteve no centro das atenções do ministro gabonês, que também se reuniu com o Primeiro Ministro Jorge Bom Jesus.

Note-se que a CEAC, esteve bastante activa em São Tomé e Príncipe, durante a turbulência política e social de 2018 em São Tomé. Uma missão política e militar da CEAC, enviada pelo Presidente do Gabão, Ali Bongo, no auge da contenda eleitoral de 2018, foi muito mal recebida pelos são-tomenses.

Mas, voltando a missão de François Fall,  destaca-se o facto de ter-se reunido na segunda feira com o Presidente da Assembleia Nacional, Delfim Neves, tendo declarado à saída do encontro que «As Nações Unidas preocupam-se com São Tomé e Príncipe porque este país é um exemplo da Paz, tranquilidade e da Democracia na sub-região de África Central».

A visita de 4 dias de François Fall, é assim justificada pela preocupação das Nações Unidas com a paz e a tranquilidade no arquipélago são-tomense.

Coincidentemente, 24 horas após a chegada ao país do representante do Secretário Geral das Nações Unidas, a imprensa é informada pela assessoria da presidência da República, que o Chefe de Estado, vai-se reunir esta terça feira, com todos os demais órgãos de soberania, ou seja, com o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça e do Tribunal Constitucional, o Primeiro Ministro, e o Presidente da Assembleia Nacional.

O Téla Nón recorda que no passado mês de Junho, o Presidente da República, Evaristo Carvalho,  convocou o primeiro conselho de Estado do seu mandato. A reunião que a partida visava a demissão do Governo terminou com o repto lançado pelos membros do conselho de Estado ao Presidente da República, para que liderasse um amplo processo de diálogo nacional.

Os conselheiros do Estado defenderam que para abertura do processo de diálogo nacional, o Presidente da República como “Pai da Nação”, deveria em primeiro lugar promover a concertação e o diálogo, com todos os outros órgãos de soberania nacional.

Tudo indica que Evaristo Carvalho, terá aberto esta terça-feira o processo de diálogo interno, alegadamente com acompanhamento ou supervisão de François Fall.

No entanto, dados recolhidos pelo Téla Nón, indicam que a ofensiva diplomática dos últimos dias protagonizada nomeadamente pelo Governo do Gabão, a CEAC, e o representante da ONU, poderá ajudar também na criação das condições políticas, sociais e jurídicas, que permitam um regresso honrado ao país, do ex-Primeiro Ministro Patrice Trovoada, para participar no Congresso do seu partido ADI, previsto para 28 de Setembro.

Abel Veiga

    8 comentários

8 comentários

  1. António cunha dos santos

    17 de Setembro de 2019 as 16:36

    Sacana. O gajo vem mais é pedir que se deixe o Pinta Cabras regressar a STP

    • Seabra

      17 de Setembro de 2019 as 18:15

      Que este Fall (vendedor ambulante de base ), vá para kpariu . Patrice Trovoada em STP NUNCA,NUNCA,NUNCA. A solidariedade dos islamistas /muçulmanos não terá NUNCA o seu lugar em STP. Se o Fall ” camissoti ” quiser ser protetor com o seu irmão muçulmano, na pessoa do Patrice Trovoada, que pegue nele e lhe ponha à trabalhar com ele no Gabão, terra do PT( onde ele se identifica mais pela mentalidade e modo de vida) , que lhe empregue nas Nações Unidas…mas em STP JAMAIS , isto é ….que ele o PT venha a STP depois de toda a m…a que ele fez e fugiu a seguir. E “.

  2. JOAO CARLOS

    17 de Setembro de 2019 as 17:26

    Patrice, regressar ??? E quem vai arcar com as dividas ocultas ??? Não me querem passar uma borracha por cima de todas as asneias que esses bandidos do anterior Governo fizeram ao País ?

  3. Vanplega

    17 de Setembro de 2019 as 18:59

    Esse rapaz de recado, outta vez em sao tome e Principe!

    Deixe -la, viz do burro nao chega ao ceu.

    O Pinta Cabra, pode e deve regressar a sao tome e Principe, desde que presta conta a justica.

    Cua na te Male ne fou

  4. Vexado

    17 de Setembro de 2019 as 23:06

    O governo de São Tomé e príncipe deve ser claro e tomar uma decisão quanto a este indivíduo fall e fazer queixa do mesmo ao representante das nações unidas Antônio Guterres.

    Homem só vem a stp para resolver situação dos trovoadas e não do povo.

    Este homem deve ser considerado de criminoso e ser feito.

    Jorge bom Jesus deve saber agir.

  5. Farto de polítiquices

    18 de Setembro de 2019 as 8:18

    Claro, aí está… País pedinte tem que aceitar tudo o que os outros mandam, nunca poderemos pensar pela nossa cabeça porque somos miseráveis.

  6. Chorar muito ééé

    18 de Setembro de 2019 as 9:00

    Esse senhor é uma praga, só vei para S.Tomé resolver problema de entrada de Patrício Trovoada para participar na eleição do seu partido. A muito tempo que estamos a espera do PT, para vir prestar contas com povo de S.Tomé e Príncipe, directamente para cadeia. Oscarito está com tudo pronto, para o preender esse filho da puta do PT. Deçé bi

  7. Rodrigo Cassandra

    19 de Setembro de 2019 as 11:44

    Estou muito preocupado com a nossa soberania a Justiça tem denegrido de forma vertiginosa na minha opinião a nossa soberania ao ponto de um estrangeiro independentemente das suas funções e na integração que o país tem na sub região presenciar e assinar uma acta, e fico ainda mas perplexo quando os autores da justiça não a assinam, não sei onde vamos parar com tudo isso.
    Bom dia a todos
    Aquele Abraço

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo