Política

Equipa do INEM de Portugal vem em socorro dos doentes de STP

Numa altura em que segundo dados do sistema nacional de saúde, aumenta o número de pessoal clínico santomense infectado com o virus da Covid-19, a cooperação portuguesa anuncia a intervenção para breve de uma equipa do INEM(Instituto Nacional de Emergência Médica) de Portugal, para salvar vidas em São Tomé e Príncipe.

António Machado, representante da embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe,  garantiu no quadro da luta contra a Covid-19, nos próximos dias deve aterrar em São Tomé uma aeronave com materiais diversos e também uma equipa do INEM.

«Neste avião chegará também uma equipa de emergência médica do INEM. São 4 enfermeiros e médicos de emergência, para reforçar as equipas de saúde que estão no pais, e também para formar os quadros nacionais em matéria de cuidados intensivos de saúde», afirmou o funcionário da representação diplomática de Portugal em São Tomé e Príncipe.

António Machado, fez tal anúncio na cerimónia de entrega ao Ministério da Saúde do primeiro lote de 50 mil máscaras reutilizáveis, que a cooperação portuguesa, oferece a toda a população de São Tomé e Príncipe.

«O uso da máscara é fundamental porque interrompe a cadeia de transmissão. Temos que ser todos a combater esta pandemia que nos assola neste momento», pontuou.

Máscaras produzidas localmente, mais concretamente na cidade de Neves, no quadro do projecto gerido pela irmã Lúcia. Para além de cortarem a cadeia de transmissão da Covid-19, ajudam a reanimar a actividade económica na região da cidade de Neves, no norte da ilha de São Tomé.

«São produzidas no projecto integrado de desenvolvimento de Lembá, e assim além de estarmos a contribuir para que a população possa ajudar neste combate, estamos também a ajudar famílias que ao produzirem estas máscaras, encontra alguma receita para o seu sustento», concluiu o diplomata António Machado.

Abel Veiga

    24 comentários

24 comentários

  1. Julio

    11 de Maio de 2020 as 23:18

    Não posso ficar indiferente a estas duas noticias, as irmãs catolicas dando trabalho e rendimento as populacoes e o pessoal medico que vai chegar de Portugal, arriscando a sua vida em prol do Santomense que precisa de auxílio, quando tantos Portugueses também precisam.

    Mais do que ser Português, isto é ser Cristão.

    No final de tudo ninguém mais vai lembrar, vai-se bater em outras portas, pois nesta é difícil desviar dinheiro para proveito próprio ou para comprar carros

  2. Fuba cu bixo

    12 de Maio de 2020 as 0:43

    Pois é o INEM de Portugal vem em socorro de doentes de STP graças a deus e ainda bem e o que nos vale e apoios dos parceiros internacionais assim estaríamos feito ao bife 45 anos de independência não formamos ou construímos nada não temos médicos para cuidados intensivos não temos clínicos para montar e trabalhar com ventiladores transparentes público não temos nada os nossos governantes quando vão ao poder vão para enriquecer e ixibir riquezas roubadas e quando têm febre vão para fora tratar e estamos assim a 45 anos e cada um respondendo para os seus partidos e o país esta degradado com falta de tudo triste.

  3. Coronavirus

    12 de Maio de 2020 as 7:54

    Só vem a equipa? Deveria vir o carro do INEM a ambulancia Portuguesa,e se for United Kingdom deveria vir a Tesco Express.

    • Mepoçon

      12 de Maio de 2020 as 16:57

      Quando não tem assunto é melhor ficar calado do que falar assunto sem suco

  4. Hilario B

    12 de Maio de 2020 as 8:05

    Muito bem PT <3

  5. sol

    12 de Maio de 2020 as 8:26

    No final dessa situação, temos que apurar responsabilidades de quem de direito. Estou triste com atitudes do Governo Regional e da Administração de Saúde do Príncipe.

    Erro crasso do Governo Regional em aceitar a vinda dos 37 passageiros sem previamente ter resultado dos testes.

    Cometido esse erro deu no que deu.
    Já fizeram merda e continuam fazendo merdassss, mantendo os casos positivos e negativos nos mesmos hotéis, quando deveriam desinfetar um dos hotéis e seleciona – los. Não, até hoje mantém todos juntos, partilhando mesmos quartos, varanda e todo espaço físico do hotel. Como quem diz(Quem não tem, passa a ter). Convido o Governo Regional a dar uma olhadela na Constituição do País, muitas coisas vão se esclarecer. Um caso insólito de um Sr. Zé Gomes que tem uma filha jurista fez duras críticas ao Governo Regional e resultou que separaram o Pai dela por este Sr. ter dado negativo. PERGUNTO: Só ele que deu negativo? E os outros?

    Outro assunto: Fornecimento de alimentação para os de quarentena. Quem as fornecem?
    Concordo com o fecho dos restaurantes. Mas não entendo pk que alguns desses restaurantes fechado não fornecem alimentação e pessoas que não têm alvará para o efeito fornecem, como se não bastasse alguns desse fornecedores são funcionários mesmo da Saúde. Não, Não, Não, pensei melhor. O lema do Tó Zé é que quem não fez campanha pra ele vão comer mosca.

    Dr. Sílvio, não entra no Jogo, pois vais ter 50% dessas responsabilidades que serão apuradas no final de tudo.-

    BEM HAJA.

    • Chega de odio

      12 de Maio de 2020 as 20:37

      Qual filha de Zé k é jurista? Fala atoa só. Responsabilidade tem k começar no governo nacional. Primeiro ministro k tinha copetencia para esse voo. Pk agora td é tó ze ou governo regional? Primeiro responsáver é Jorge bom jejus. Aerton Rosario anda no perfil falso a fermentar ódio entre pessoas do Príncipe. Mas dia dele vai chegar. Depois vem procura voto. No parlamento vc é um zero à esquerda. Quando vc levou proposta de uma lei pra benefício da população do Príncipe? Vc só sabe tocar lata la. So gente de campanha k faz comida? Minga de ramos n está a fazer comida para pensão Príncipe. Informa milhor. Cuidado pra n fica doido com ódio com to ze. Qual filha de ze k é jurista? Mentiroso

      • Rapaz de reboque

        13 de Maio de 2020 as 8:06

        Muito mal escreves

  6. Rapaz de reboque

    12 de Maio de 2020 as 9:35

    Ainda a pessoas desagradecidas que odeiam os portugueses

  7. andre

    12 de Maio de 2020 as 11:37

    Bem pensando…
    Depois de 75 que o pais nao arranca.
    E que tal pedir a Portugal para nos colonizar de novo?

    • Rapaz de reboque

      12 de Maio de 2020 as 19:32

      A tua mentalidade é pior do que um monte de lixo calado eras um poeta parvo

    • Hilario B

      13 de Maio de 2020 as 7:54

      Excelente ideia

    • Luzaísso Taty

      19 de Maio de 2020 as 12:15

      Uma boa pergunta

  8. Pedro Costa

    12 de Maio de 2020 as 11:47

    Tudo bem, mas vai ser uma vergonha total se os nossos clínicos e técnicos de saúde não mudarem de mentalidades e forma de procedimentos. Sei que houve casos de utentes que ficaram privados de assistência no hospital central, porque os profissionais não se aproximam (fogem literalmente) daqueles com sintomas idênticos ao do covid-19!
    Isto é triste, vergonhoso e deveriam ser todos expulsos, simplesmente.
    Estes profissionais do INEM, regressarão traumatizados por tudo. Pela imagem do pais, pela ignorância das pessoas, pelo covid-19, etc.etc.
    Infelizmente é o estado em que o país se encontra.

    • Celso Matos

      13 de Maio de 2020 as 19:07

      Que engraçado!

      Quando em todo o mundo os profissionais da saude sao protegidos nós os santomenses insistimos em atacar os nossos homens e mulheres da linha da frente.
      Entao, si ja são muitos dos nossos profissionais com o covid 19 é porque”fogem literalmente”? Nao será que estao a dar literalmente peito a bala sem chaleco a prova de bala.
      Favor, basta, nao usem os nossos profissionais de saude para politiquisses, queixem-se aos varios governantes que por ai têm passado, e também a cada um de nós santomenses, perguntemos a nós mesmos o que temos feito nas nossas áreas de saber para aumentar a riqueza deste país pobre e deixemos de criticas destrutivas.
      “Que tipo de medicos sao esses?” Pois sao aqueles que realmente amam este país por isso decidiram voltar e ficar. Porque todos se formaram no exterior e um bom mumero deles brilhantes alunos. Voltaram para ca trabalhar onde nunca mais viram um serviço de cuidados intensivos nem um ventilador a nao ser os da sala de operacoes. Sabes, porque nao ha muitos mais kidores (oque del rey) nas enfermarias e na urgencia do nosso hospital? Pois, porque eles ainda fazendo medicina na decada de 70 sem meios de diagnostico e sem medicamentos chaves, vao usando toda a sua imaginação (inventando ovos para fazer omoletes ) e salvando o teu primo, a tia do teu amigo, a irma da tua namorada. Deve ser muito dificil para eles. Alguem disse uma vez “nao ha maior dor do que a dor daquele que sofre com sorriso nos labios”, e outro tambem disse ” muito sofre quem ama”. Vocês sao de aço meus queridos medicos santomenses.
      Muito obrigado em nome de todos nós, incluindo alguns inocentes que sao sabem o que voces sofrem…
      Bem haja a todos!

  9. insultadocom incompetência de m.saude

    12 de Maio de 2020 as 13:00

    Esta é muita brincadeira.
    O ministério da saúde está a demonstrar que não tem a mínima capacidade para administrar esse ministério, nem num período normal ou, pior ainda, num período de pandemia.

    É preciso que os jornalistas se dirijam para o maior hospital do país para saberem o que se passa lá. Não tem o mínimo plano para atender aqueles que se dirigem ao hospital com sintomas de covid19.
    É uma aberração o que se está a passar nesse hospital.
    Com tantos médicos e enfermeiros, ninguém consegue trabalhar com um ventilador para salvar vida daqueles doentes que têm problema respiratório?
    Hoje com tantas tecnologias disponíveis, o ministro da saúde não tem a genica de contactar os parceiros para pelo menos através de videoconferência ensinar os médicos nacionais a utilizarem o ventilador?
    Que tipo de médicos são esses?
    Que tipo de ministro é esse que não dá formação aos médicos e enfermeiros?
    Demita-se sr ministro!

    Os nossos agradecimentos ao portugal por apoiar o país mesmo nesse momento que eles também têm o seu problema.
    Mas STP precisa ter filhos com maior capacidade técnica e competência para resolver o seu problema, e não exibir apenas os diplomas. Os diplomas não curam as pessoas.

  10. Aurora Dias

    12 de Maio de 2020 as 14:28

    Sempre de mãos estendidas…uma vergonha! Perante esta pandemia, ainda têm coragem de ostentar carros e telemóveis de luxo. Como é possível? Meus caros amigos,vivamos de forma mais simples e humildes, o nosso país é tecnicamente muito pobre para alimentar tanta vaidade.

  11. Joni de cá

    12 de Maio de 2020 as 19:05

    Mais uma vez… os tugas!!! Incrível após 45 anos ainda não somos adultos…!!!! Incrível!!! Ninguém questiona este facto!!!!

    De facto conforme um comentário atrás só falta enviarem a ambulância.

    Daqui a pouco estamos a dizer que Portugal ganha dinheiro com Stp. Portugal tem mais de 20 mil infectados, Stp tem 200 mil habitantes e não tem qualquer capacidade de resolver os seus problemas, ai PT vem ajudar com problemas no seu País

    Stp por favor pedir para ser região autónoma, sei que eles Pt não querem, mas era a solução para Stp.

    • Chicão da Mina

      13 de Maio de 2020 as 10:05

      Joni de cá, sei não se eles Pt não querem. E porque não perguntar a eles? Você vê Madeira e Açores? Poderia ser assim tal e qual com STP

  12. José palhares de sousa

    12 de Maio de 2020 as 19:48

    Caros Compatriotas. O que estamos a passar hoje, com o COVID19 no Distrito de Agua Grande, sobretudo na cidade de São Tomé, é a irresponsabilidade dos sucessivos Governos, sobreudo os do MLSTP-PSD e os do ADI, excepto os do PCD-GR que nunca admitiu transformar os mercados e as ruas da cidade na Pia da Mãe joana.

    Por isso, vamos todos pagar por esta miopia politica dos que querem perpetuar no poder e nada fazem

  13. Zé de Neves

    13 de Maio de 2020 as 9:11

    Caros,
    INEM em São Tomé é um luxo, muito obrigado!

    Queria dar uma pequena contribuição.
    Se for necessário uma casa para os técnicos do INEM se acomodarem contactem-me para o email de registo do Telanon.
    Disponibilizo a custo ZERO uma casa equipada com jardim amplo no Bairro 3 de Fevereiro, comida, internet, motorista e serviço de segurança e limpeza 24 horas por dia.
    A casa será entregue sem ninguém lá dentro e devidamente desinfectada.
    Não têm de se preocupar com absolutamente nada, só focarem-se a salvar vidas e ensinar os técnicos que humildemente querem aprender.

    Será uma honra enorme poder ajudar os melhores dos melhores no nosso território!!
    Bem-vindos equipa do INEM!!

  14. Rute Zacarias

    13 de Maio de 2020 as 10:09

    INEM são médicos e enfermeiros de elite altamente especializados em emergências, verdadeiros heróis sempre na pressão, só não ressuscitam pessoas porque não são Deus, mas quase sempre fazem milagres. Se houver um fiozinho de vida eles agarram e não largam mais… Se conseguirem trazer uma das ambulâncias especiais deles e uma tenda de campanha do INEM para São Tomé vai ser mais eficaz que o hospital Ayres de Menezes inteiro. Tratem-nos bem, dêem-lhes espaço porque agora vai mesmo fiar mais fino, melhor que eles não há. Um privilégio que temos humildemente de saber agradecer e reconhecer. Tenho dito!

  15. A Verdade

    14 de Maio de 2020 as 19:35

    Será que estes técnicos foram enviados pela Cooperação portuguesa?
    Ouvi dizer coisa diferente: são quadros da INEM que vêm, em PRESTAÇÃO DE SERVIÇO à OMS. Ou seja, são consultores da OMS, PAGOS por essa organização.

  16. Luzaísso Taty

    19 de Maio de 2020 as 12:26

    É triste! Analisem estas palavrs do funcionario: Neste avião chegará também uma equipa de emergência médica do INEM. São 4 enfermeiros e médicos de emergência, para reforçar as equipas de saúde que estão no pais, e também para formar os quadros nacionais em matéria de cuidados intensivos de saúde. Há 45 anos, o que é que os Governos que passaram, fizeram em e para São Tomé e Principe? Nada. Não teem dinheiro para pagar salario, não têm quadros na saude, Avião, Barco/Navios, Comida, Habitação em condiçoes, Universidades em condições e mais….. O que é que São Tomé sabe fazer? ESTENDER A MÃO PARA PEDIR ESMOLA!

    Para os que estão fora de São Tomé, como eu por exemplo, tenho vergonha de falar que sou santomense. Porquê? Só dizem sao tome é pobre. Se nao fosse país x ou y….

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo