Política

Moção de Censura – Jogo político da ADI para a bancada parlamentar do MLSTP decidir

«Hoje o descrédito é total e o povo reclama do MLSTP/PSD outros interlocutores mais válidos, mais competentes e menos corrupto, para que não se acuse a Democracia…..». Esta citação, é um extracto do discurso escrito feito por 14 deputados do partido ADI, que subscreveram o texto de apresentação da Moção de Censura contra o XVII Governo Constitucional.

Estranhamente a bancada parlamentar da ADI na oposição, que submeteu a Moção de Censura ao Parlamento, não assume no texto apresentado, qualquer responsabilidade em termos de assumpção do poder, caso a Moção de Censura seja aprovada. No entanto, diz que o povo reclama do MLSTP, o maior partido da coligação governamental, «outros interlocutores mais válidos, mais competentes, e menos corruptos…».

A mensagem da ADI, pode convencer a bancada parlamentar do MLSTP com 23 deputados, de que pode continuar a liderar a governação do país, mas com novo rosto no cargo de Primeiro Ministro. Assim, na perspectiva da ADI, Jorge Bom Jesus, Presidente do MLSTP e Primeiro Ministro, pode ser substituído por outra figura do MLSTP.

A mensagem política da ADI, pode abalar a coesão da bancada parlamentar do MLSTP. Um partido de muitas partidas, como dizia o seu antigo secretário geral, o falecido Major Raul Bragança.

MLSTP, é apontado nos últimos tempos como estando a viver mais uma convulsão interna, caracterizada por descontentamentos de uma grande ala do partido em relação a forma como Jorge Bom Jesus tem conduzido a Governação do país. Uma forma de governação que para muitos militantes de cúpula do MLSTP, coloca a coligação PCD,MDFM,UDD em posição mais confortável, e com maior influência na tomada de decisões em matéria de governação.

Teoricamente bastará apenas um voto, para ADI conseguir aprovar a sua moção de censura.

O maior partido da oposição tem nesta altura, teoricamente 25 assentos no parlamento de 55 lugares. O MLSTP que lidera o Governo de coligação, tem 23 deputados teoricamente fiéis ao Governo. PCD,MDFM,UDD três partidos coligados ocupam 5 lugares na Assembleia Nacional. Estes estão coligados com o MLSTP, e formam uma maioria de 28 assentos no parlamento. O partido do distrito de Caué, tem 2 deputados que compõem os 55 assentos.

Amaro Couto, líder da bancada parlamentar do partido MLSTP, garantiu em entrevista a imprensa, depois da apresentação da Moção de Censura pelo partido ADI, que os seus colegas deputados continuam fiéis ao Primeiro Ministro Jorge Bom Jesus e ao seu Governo.

A mesma declaração de lealdade política ao Governo de Jorge Bom Jesus, foi anunciada pelo deputado Cotu, líder da bancada parlamentar da coligação PCD,MDFM,UDD.

Nesta sexta feira dia 31 de Julho, no período da tarde a bancada da ADI e o Primeiro Ministro Jorge Bom Jesus, vão esgrimir argumentos, na Assembleia Nacional, sobre o conteúdo da Moção de Censura.

Na hora da votação, corações vão estar a palpitar,  indisposição gástrica também poderá ocorrer. É que teoricamente a vida do XVII Governo Constitucional estará dependente de apenas um voto, que poderá vir da bancada do poder, a favor da causa da oposição.

Abel Veiga

    5 comentários

5 comentários

  1. Sempre atento

    31 de Julho de 2020 as 11:13

    Isto só provoca desestabilização no seio governamental do país num momento inadequado em que a pandemia está a desvastar a economia. O partido da ADI foi mais uma vez telecomandado pelo inimigo dos santomenses fugido do país. Os deputados do MLSTP e a coligação devem sentir-se responsáveis por qualquer queda deste governo. Um país sem estabilidade governativa no momento em que vivemos o povo irá passar por tempos extremamente desastroso. Não podemos permitir tipo destes comportamento de certos políticos do nosso país que se deixa ser comprado por alguns tostões dos seus adversários, nomeadamente o inimigo de STP no exterior que foge da justiça. Um bem haja a todos e viva o povo de São Tomé e Príncipe.

  2. Rogério Costa

    31 de Julho de 2020 as 11:17

    Que a verdade seja dita. Pode até haver anomalias nessa governação do JBJ, mas uma coisa é certa. Os sectores das obras públicas estão a funcionar, a agricultura é outra coisa está a melhorar. A comunicação social hoje é coisa séria produzindo já debates e aberta a todos, aliás o responsável por esta área tem toda a minha consideração e admiração. Aqui em Londres repetidas vezes comentamos isso e hoje felicitamos a retoma da rádio nacional on.line. Portanto o ADI colocou a moção de censura num período impróprio, porque agora é todos juntos lutarmos contra o coronavirus.

  3. VAI TU

    31 de Julho de 2020 as 18:02

    Estou completamente de acordo que o actual momento, ou qualquer outro momento é mau para apresentar
    uma Moçao de Censura.
    Esta Moção, tem dois gumes como qualquer desafio:
    Será que o PM e Governo, estão com bom desempenho?
    Será que as acusações feitas, por este Governo eram injustas?
    Será que algumas figuras estão a aproveitar-se da INGENUIDADE de JBJ?
    Será que ele está a ser manipulado pelos “Dinossauros” do Partido?
    Será que S.Tomé e Princípe merece esta desgraça (ou melhor desgraça, sobre desgraça)?
    Tanto o Governo como a Oposição, não estão na posição de lançar a primeira pedra.
    Deveriam separar o LODO (“Merda”) e deitar fora e UNIR esforços, para o desenvolvimento.
    Desde as Direcções de Repartição, Secretarias de Estado, Tribunais, etc…Devem ser saneados.
    Será que fomos abandonados por Deus?

  4. Olivio

    31 de Julho de 2020 as 18:13

    É verdade durante 45 anos de independência é a primeira vez que o País tem um governo que está a trabalhar com o povo ,continuam assim .

    Bom trabalho a todos os Santomenses

  5. Bem de S.Tomé e Príncipe

    31 de Julho de 2020 as 22:39

    Primeiramente,esse governo está trabalhando bem. Conheço o Primeiro Ministro. É uma pessoa de bom princípio. De todos os governos, desde a segunda República,este é o governo que está seriamente trabalhando,depois dos dois primeiros governos de PCD,Daniel Daio e Norberto Costa Alegre, assim como também o de Rafael Branco. Só que neste país, existem grupos, redes,ou, elites, sobretudo do MLSTP, que quando alguns dos seus membros não estão na esfera de poder fazem de tudo para desestabilizar qualquer partido que esteja no poder.Se recordam o próprio MLSTP fez cair o governo Armindo Vaz D’Almeida. Todos os que já foram líderes no MLSTP sabem disso.Unico que não caiu foi o governo de maioria absoluta de Patrice. Este só não ganhou mais por culpa própria.PT queria transformar cargo do primeiro no imperador, esquecendo que em S.Tome, a democracia está solidificando.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo