Política

Presidente Evaristo ” inspira cuidados inadiáveis”

A citação é de Hélia Fernandes assessora de imprensa do Presidente da República, num comunicado divulgado esta segunda feira, pela imprensa santomense.

No comunicado, a assessora de imprensa do Presidente da República, informa ao país que Evaristo Carvalho, se encontra em Portugal desde o passado dia 3 de Outubro para tratamentos médicos.

No relato, assessora de imprensa, diz que o estado de saúde do Presidente da República, «inspira cuidados inadiáveis, perspetivando-se uma intervenção cirúrgica que obriga a um período pós-operatório e de vigilância em ambulatório, de aproximadamente 25 dias».

Segundo o gabinete de imprensa do palácio do Povo, Evaristo Carvalho, deverá ser operado nos próximos dias.  No entanto a assessora Hélia Fernandes tranquiliza o país, referindo que «não há motivos pra preocupação, pois não se trata de uma situação de saúde grave».

Abel Veiga

    9 comentários

9 comentários

  1. STP

    19 de Outubro de 2020 as 14:35

    Vamos pensar e propor melhores investimentos na saúde. Acesso a saúde de qualidade é um direito que assiste a todos todos não somente para os políticos que usam dinheiro do Estado para procurar o melhor par si.

    • Ralph

      22 de Outubro de 2020 as 1:29

      Este é o problema, sendo referido também no comentário de Pedro Costa, abaixo. Embora se queira que o presidente recupere rapidamente, é profundamente desigual os ricos serem capazes de ir ao estrangeiro para obter os tratamentos que não são disponíveis às pessoas normais.

  2. Sem assunto

    19 de Outubro de 2020 as 17:58

    Rápidas melhoras senhor Presidente.
    O senhor e o de tribunal de contas quando regressarem ao país a primeira medida a tomarem passará por exigir do governo o arranque imediato das obras de construção de um hospital apetrechado, magistratura de influência para isto os senhores têm, já é altura de usa la para coisas vistosas e necessárias. A situação é insustentável, inadmissível, roçando níveis de desumano.
    Sorte vossas por serem quem são, o Zé povinho na vossa situação morreria e desapareceria sem que ninguém desse conta, enfim!

  3. ze Maria Cardoso

    20 de Outubro de 2020 as 3:50

    As melhoras e a rápida recuperação ao Presidente Evaristo Carvalho.

  4. Pedro Costa

    20 de Outubro de 2020 as 7:13

    É isto que está errado.
    Aqueles que têm poder, económico e político, saem do país e o Zé Ninguém fica no país sujeitando-se aquelas condições sanitárias do país. Porquê? Independentemente da doença, o presidente foi eleito pelo povo e este presidente aproveita-se do estatuto que tem para se aproveitar deste estatuto. De certeza que vai aos cofres do estado e “ZÁS”. Porque não criar as condições para que no seu país também tenha minimamente as mesmas condições ou melhores condições para o povo que o elege?
    Talvez no dia que o povo, principalmente nos países africanos (alguns), começarem a obstaculizar viagens para o exterior, eles (presidentes e ministros) tratarão de criar estas condições. Todos deviam de se tratar no seu país.
    No fundo elejam-me e depois desenrasquem-se!
    Isto não pode continuar assim. Não é só presidente da república. Sãos todos: ministros, secretários de estados, etc.
    Isto é que ser parasitas.

  5. Tomas Mendonça

    20 de Outubro de 2020 as 11:36

    Até na doença, os Políticos são sortudos.
    Algumas pessoas morreram em São Tomé durante o confinamento geral por falta de ligação com o exterior. E eles (Políticos) que podem fazer a diferença na saúde, só adoecem quando abrem as ligações. Sinceramente, assim não sentem na pele as consequências.
    Talvez aprendem alguma coisa. Esperemos!!!
    O único culpado somos nós (o povo), sempre votamos os mesmos. Até quando!

  6. Alligator

    20 de Outubro de 2020 as 11:45

    Vamos ver se é desta vez que os políticos e dirigentes desta terra ganham “vergonha na cara” e começam a pensar no bem estar comum, e não só no deles e da família.Porque se fosse um cidadão comum estaria cá entregue a sua sorte a espera de receber a sentença de morte, já está mais do que na hora de termos um sistema de saúde, para que todos os Santomenses possam ter acesso a saúde de qualidade,com construções e apetrechamento de hospitais.Desejo suas rápidas melhoras Sr Presidente, mas não se esqueça;” blagá ná sá de zêtê tan fá”.Por isso pensem no povo que vos elegeu, não é só o “povo pequeno” que adoece, “povo grande” também.

  7. SEMP"RE AMITGO

    21 de Outubro de 2020 as 10:02

    Senhor(a) ALLIGATOR!tem toda razão.Estaria de acordo comigo se eu lhe dissesse que ,há décadas,desde a instauração da segunda República,já muito se escreveu sobre a situação económica, política,social,cultural,etc.de STP? Meu(Minha) caro(a)! já chega de desabafos, de reclamações, de reclamações .Ninguém liga,”NÃO ESTÃO NEM AÍ”Vamos ter que agir doutro geito,e AGORA.UNAMUNO já advertira que ,em certos momentos históricos, calar é crime.

  8. Fodido

    28 de Outubro de 2020 as 19:17

    Srs.politicos tenham vergonha na cara e fazem algo na terra onde vos viu nascer.Para vosso povo q vos põem no poder.Malvados e coruptos 1 eu 2 eu 3 eu.Assim é o S.T.P q vocês querem.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo