Política

“O Tribunal Constitucional terá que se conformar com a decisão do congresso”.

ADI, não dá hipóteses ao Tribunal Constitucional. «Dizer que o congresso nacional é o mais alto órgão estatutário de qualquer partido politico. Assim sendo, toda decisão que é tomada a nível de um congresso é soberana».

Assim reagiu o partido ADI em relação a legitimidade da sua nova direcção eleita no congresso de 3 de Outubro passado. Patrice Trovoada é o Presidente Eleito, que conta com Orlando da Mata, e Celmira Fernandes como Vice-Presidentes. Nova liderança, que numa reunião do conselho nacional do partido, nomeou Américo Ramos, ex-Ministro das Finanças como o novo Secretário Geral da ADI.

O corpo directivo saído do congresso terá sido posto em causa, pelo Tribunal Constitucional. Numa declaração à imprensa, o porta voz do partido começou por esvaziar a alegada contestação do Tribunal Constitucional.

«Mesmo que aclamação a nível daquele congresso significasse deitar no chão a gente deitava. Se significasse dançar bulawê a gente dançava», explicou o porta voz.

ADI rejeita assim a alegada contestação feita pelo Tribunal Constitucional em relação a forma como Patrice Trovoada foi eleito Presidente da ADI, ou seja, por aclamação.

«O Tribunal Constitucional só tem que se conformar com a decisão saída do congresso no dia 3 de Outubro. Ou seja, quando fizemos o congresso no dia 3 de Outubro, o Tribunal Constitucional apenas tem que registar no livro das anotações as decisões que saíram do congresso», referiu o porta voz da ADI Gareth Guadalupe.

Gareth Guadalupe, detalhou para a imprensa qual é a missão principal do Tribunal Constitucional. «O tribunal Constitucioonal como o próprio nome diz, está lá para defender tudo o que fere a constituicionalidade, e não mais do que isso».

AD está seguro e determinado. «Não cabe ao tribunal constitucional vir tecer pareceres ou fazer um acórdão sobre as decisões que saíram do congress nacional do dia 3 de Outubro. O Tribunal Constitucional terá que respeitar, terá que se conformar com a decisão saída do congress do dia 3 de Outubro de 2020», concluiu o porta voz Gareth Guadalupe.

Abel Veiga

    11 comentários

11 comentários

  1. Chicão da Mina

    25 de Novembro de 2020 as 15:38

    Desculpa lá òh Gareth Guadalupe,mas quem tem de se conformar com os pareceres do Tribunal Constitucional é a ADI e não ao contrário. Ou será que o nosso estado não é um estado de direito? Pelo que dizes qualquer que sejam as decisões que o congresso tome, mesmo que não sejam legais, tem de ser aceites pelo Tribunal Constitucional? A confusão que vai nessa cabeça. Em jeito de professor: o Congresso é o órgão supremo DENTRO DO PARTIDO, e não em STP. Entendido?

  2. Crisotemos Café

    25 de Novembro de 2020 as 16:59

    Carissimo, tu és um bom técnico, embora ainda com pouco traquejo. Não faças jogo do Patrice, serás amaldiçoado.

    Não dê ordens ao Constitucional, porque jamais funcionará

  3. Andorinha

    25 de Novembro de 2020 as 20:27

    A verdade é que esta nova maioria com este comportamento esta a fazer de Patrice Trovoada um herói Nacional.
    Nunca na história de S.Tomé se assistiu tanta perseguição política, qual é o vosso receio em concorrer as eleições com Patrice Trovoada.

  4. Seabra

    25 de Novembro de 2020 as 22:51

    Andorinha, o que é que o Patrice Trovoada lhe prometeu como gorjeta se você continuar a fazer a campanha a favor dele? Que banho lhe vai dar?

  5. SANTOMÉ CU PLIXIMPE

    26 de Novembro de 2020 as 7:33

    Pena …seguidores até parece uma religião, ou melhor rebanho com pastor. Ninguém mais pensa.

  6. geração botão

    26 de Novembro de 2020 as 9:35

    Coitado do Gareth !!! Ele não tem nenhuma noção sobre as instituições. Gareth vai estudar.

  7. Martelo da Justiça

    26 de Novembro de 2020 as 9:40

    Sinceramente!! Por quê razão o ADI submeteu as decisões do Congresso ao Tribunal Constitucional?? Apenas para conhecimento?? Faz sentido?? Como é que esses miúdos, com um futuro promissor embarcam nessa pouca vergonha??Essa gente estudaram onde?? O quê que lhes move, ganância do podere e enriquecimento fácil??Quer dizer, Patrice Trovoada já é dono do ADI e quer ser também dono de São Tomé e Príncipe??

  8. Santo

    26 de Novembro de 2020 as 10:12

    Como é que se elege alguém na foto? A fotografia na fala, pelo menos os eleitores congressistas deviam ver por esse reparo.
    Eu pergunto o porquê o PT, não se apresenta em STP? Se o mesmo não fez mal algum,o mesmo não matou, não roubou não foi condenado para ficar foragido, então o porquê que não regressa à STP?
    Concordo plenamente com a decisão do tribunal constitucional.

  9. João Barbosa

    26 de Novembro de 2020 as 10:20

    Olha olha para esse miudo.
    Um fedelho a querer meter-se em confusão de gente grande.
    Oh rapaz, cuidado com esta terra. Ganha juizo e não te metas em alhaddas.
    Ganha juizo e afirma-te como quadro técnico. Se queres meter em politica, então procura o lado politico onde reina o bom senso, a lisuria, a democracia e o respeito pelas normas e pelas pessoas.

  10. herculano dias teixeira

    26 de Novembro de 2020 as 10:56

    É inacreditável como esta NM não entende o favor que estão a fazer (de novo) ao PT. Esqueceram-se dos primeiros 6 meses do Governo de Gabriel Costa em que o assunto e o debate era sobre Patrice Trovoada. Com tanta publicidade o homem não precisou de fazer campanha. E a história repetir-se-á se assim continuarem com este “Tempo de Antena Extra” que estão a lhe proporcionar. O Povo agradece.

  11. Brincadeira

    26 de Novembro de 2020 as 11:55

    Num país de banana em que presidente de TC anda atras de catorzinhas que respeito se pode ter?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo