Política

Defesa ; “Relacionamento com Portugal vem de longe, e vai para longe…”

É assim que João Gomes Cravinho Ministro da Defesa Nacional de Portugal, definiu o estádio da cooperação entre os dois países a nível da defesa com destaque para a segurança marítima no golfo da Guiné em particular e no oceano atlântico em geral.

João Gomes Cravinho, que esteve em São Tomé no último fim-de-semana, para celebrar a festa do natal com os militares portugueses destacados no país, condecorou a guarnição do navio Zaire, composta por militares santomenses e portugueses.

O evento que decorreu no bairro da cooperação portuguesa em São Tomé, serviu para o ministro da defesa nacional de Portugal reafirmar o compromisso dos militares portugueses em estar presentes na cooperação com São Tomé e Príncipe.

Um arquipélago localizado no golfo da Guiné e banhado pelo oceano atlântico, o mesmo oceano que há cerca de 5 séculos uniu os dois países.

«Não é um relacionamento conjuntural. É um relacionamento que vem de longe e que vai para longe. Portugal partilha com São Tomé o oceano atlântico, e estaremos sempre presentes ao lado de São Tomé para defesa e para segurança deste mar que nos une», declarou o ministro da defesa nacional de Portugal.

A segurança e defesa do mar territorial de STP, continua a fazer parte do novo programa quadro de cooperação, que os dois governos estão a preparar para executar a partir de 2021.

«Contribuir de forma cada vez mais vincada para formação seja no domínio do controlo das águas santomenses, seja noutras áreas nomeadamente de apoio ao Estado Maior das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe», destacou João Gomes Cravinho.

Uma visita de algumas horas que serviu segundo o Ministro da Defesa Nacional de Portugal, para confirmar o empenho de Portugal, na defesa do espaço marítimo de São Tomé e Príncipe, que é 160 vezes maior do que o espaço terrestres.

Abel Veiga

 

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo