Política

ADI diz que o Presidente Evaristo Carvalho entrou em contra mão

ADI, o maior partido de São Tomé e Príncipe, no entanto na oposição, diz que não entendeu a decisão do Presidente da República Evaristo Carvalho, de promulgar no passado dia 12 de Fevereiro opa cote de reforma da lei eleitoral, quando o mesmo pacote legislativo, já tinha sido vetado pelo Presidente em Dezembro de 2020.

«Não se entende como é que um Presidente da República na sua carta de veto diz que é preciso consenso e que o factor tempo faz com que essa lei deve ser vetada…. Se ele no dia 30 de Dezembro pediu que houvesse consenso, e se o pacote eleitoral volta outra vez a ser aprovado com apenas 29 deputados, onde é que ele viu consenso para poder promulgar esta lei», afirmou Gareth Guadalupe porta voz do Partido ADI.

Na conferência de imprensa convocada para analisar vários aspectos da actualidade santomense, o partido ADI, criticou a actuação do seu antigo militante e Vice-Presidente do partido, actualmente Presidente da República, Evaristo Carvalho.

«O presidente da República está claramente em contra mão com aquilo que foi a sua carta de veto. Porque há duas variáveis que não foram sanadas, que é a questão da falta de consenso e a questão do factor tempo», precisou o porta-voz.

O pacote da legislação eleitoral de São Tomé e Príncipe, foi alvo de uma reforma desencadeada pelo grupo parlamentar da coligação PCD-MDFM-UDD, que governa São Tomé e Príncipe em parceria com o partido MLSTP.

O partido ADI na oposição contestou o processo de reforma da lei eleitoral. Uma reforma legislativa que dentre outros aspectos, criou as condições legais para que os santomenses residentes na diáspora possam pela primeira vez, participar nas eleições legislativas.

Um grupo de cidadãos, que se autoproclamou de sociedade civil, também defendeu a mesma tese do partido ADI, ou seja, que o Presidente da República vetasse o projecto de lei de reforma da lei eleitoral, que tinha sido aprovado com 28 votos da maioria parlamentar que sustenta o Governo, e mais um voto a favor do deputado Levy Nazaré da bancada da ADI.

Certo é que no início do mês de Janeiro, o Presidente da República anunciou o veto político do  pacote legislativo para reforma da lei eleitoral. Mas, no dia 12 de Fevereiro, o veto caiu. O Presidente da República anunciou que promulgou o diploma que tinha sido reapreciado no dia 5 de Fevereiro pela maioria parlamentar que sustenta o governo.

Entendimento político, entre a Assembleia Nacional e o Presidente da República, terá anulado o veto político.

Abel Veiga

    7 comentários

7 comentários

  1. Vexado

    18 de Fevereiro de 2021 as 6:58

    Gostaria de ver a rubrica do Jerónimo Moniz sobre essa matéria.

    Para ver o que ia falar do Presidente e dos seus assessores.

  2. País unido

    18 de Fevereiro de 2021 as 9:16

    Evaristo é Presidente de todo povo incluindo cidadãos do Príncipe. Tem que olhar para forma como Governo está a tratar povo do Príncipe. Tempo de ADI e Patrice Príncipe tinha investimento do Estado. Mas porque MLSTP e PCD perdeu deputado lá agora querem vingar do povo. Gasolina 100 dobras? Falta de combustível na bomba numa ilha isolada? Sou de São Tomé mas solidária com povo irmão do Príncipe

  3. Seabra

    18 de Fevereiro de 2021 as 12:44

    Por esmola, não tragam o nome do safado Patrício Trovoada no debate político de STP, porque ele não trouxe nada de bom para o país…aliás, se STP se encontra nesta calamidade, é porque a tribo TROVOADA colaborou bastante para que tal situação se instale.O corrupto, o larápio PT nunca teve uma boa intenção, um bom projeto, uma ideia positiva para este povo, para este país.
    Quero apenas RELEMBRAR quem é o PT,e a má sorte que ele nos deixou em STP…este vagabundo trouxe-nos PRAGA, únicamente AZAR…

    • Fuba cu bixo

      18 de Fevereiro de 2021 as 17:36

      Eu sou Santomense e o senhor não vai mim enganar com essa treta de diabolizar o Patrice Trovoada.
      Vou ti refrescar a memória:
      Contribuição de novas escolas em várias localidades do país foi Patrice que fez.
      Hospital passou a fabricar oxigénio próprio foi obra do Patrice Trovoada que vocês não estão a conseguir manter.
      Financiamento para obras na marginal na íntegra foi Patrice que que conseguiu e vocês só estão a fazer obra parcial mata-pau.

      Financiamento de 17milhões para construção de um hospital novo hospital foi Patrice que conseguiu.

      Caminhões para bombeiros foi Patrice que conseguiu.

      Contribuição reservatórios de água foi Patrice que fez.

      Patrice levou energia para muitas localidades que estava escuro a 40 anos etc etc.
      Vocês da nova maioria passam vida a perceguir o Patrice Trovoada porque sabem que Patrice é rei em S.tomé e Príncipe podem maldizer de Patrice Trovoada avontade não vai resultar em nada.

  4. Andorinha

    18 de Fevereiro de 2021 as 18:44

    Eu acho que o Presidente da República perdeu uma grande oportunidade para unir o país e criar um consenso que envolvesse o maior partido de S.Tomé e Príncipe.
    Numa das suas intervenções o Levy Nazaré disse que o partido ADI é uma máquina eu concordo com ele e acho que S.tomé e Príncipe é muito pequeno para ADI a dinâmica do ADI é impressionante e esse sucesso tem um rosto é Patrice Trovoada e o povo o ama se as eleições fossem hoje o Patrice Trovoada ganhava portanto é escusado continuarem a perceguir o Patrice e com maledicência permanente contra o Patrice Trovoada porque não vai colar.
    Aconselho a nova maioria a chamar o Patrice Trovoada e pedir-lhe disculpa pode ser que ele aceite fica ai o meu concelho.

  5. José António

    19 de Fevereiro de 2021 as 10:19

    Concordo plenamente que quando o ADI, (Patrice Trovoada) estava no poder, o Príncipe estava melhor e tinha melhor atenção. Aliás todo S.Tomé e Príncipe estava um pouco melhor, porque havia uma grande esperança no futuro. Não existe nada pior, quando um povo perde toda a esperança no futuro, o que está a acontecer agora.
    Não é possível que o senhor Silvério Amorim Diretor da Rádio Nacional, quando o correspondente do Príncipe entrevistava as pessoas que entregaram cartas de reivindicação aos órgãos de soberanias, ele diz que o Príncipe não tem nada que reclamar, porque o Governo Central já tinha enviado arroz de 13 contos para Príncipe. Esta é a visão do Silvério Amorim e de muitos seguidores cegos deste Governo. Para eles o desenvolvimento do país está a seguir muito bem e rápido porque o povo tem arroz de 13 contos. Ainda mais, o mesmo Silvério, pediu ao correspondente do Príncipe para cancelar imediatamente a entrevista. Quando ele quis fazer propaganda do arroz de 13 contos, ele entrevistou o Secretário do Comercio que estava no Príncipe, por mais de 30 minutos. Agora que o povo de Príncipe quero falar ele manda cancelar a entrevista. Será que a Rádio Nacional é propriedade do Silvério Amorim, ou é propriedade herdada do seu pai. Assim não vamos a parte nenhuma.
    Ainda mais. Com o Governo do Patrício, o mesmo já tinha conseguido eletrificar mais de 70% do território nacional, construiu o Liceu em Lobata, construiu o Liceu em Porto Alegre, iniciou a construção do Liceu de Monte Café.
    O Patrício conseguiu eliminar os vários zeros de dobras, onde tudo era comprado a milhão, e falávamos de milhão como se fosse uma brincadeira, o dinheiro dobras não valia nada, porque a troca de dólares e euros se falava em vinte e tal mil dobras por cada euro e dólares. Hoje falasse em dobras com uma certa dignidade. Até alguns países ficam admirados como é que nossa moeda vale vinte dobras por cada dólar enquanto o franco CFA vale seiscentos e tal por cada dólares.
    Apesar de não ter nada com Patrício, mas deve-se reconhecer que ele tem uma maior visão do que todos os que estão atualmente no Governo

  6. Seabra

    20 de Fevereiro de 2021 as 0:25

    Andorinha, Fuba com bixo, José António…( três falsas identidades e uma só pessoa), vão todos pakispariu.
    Será que vocês não estão a jogar com o baralho todo? Ou seja, perderam o tino?
    Ainda bem que vocês não representam o povo de STP, e que você os andorinha- fkb-j.a.no singular de uma única pessoa, deve ir ter com o seu guru PT na meloia onde ele se encontra como pm são-tomense, pois que ainda não entregou a pasta…vá formar o governo pt junto dele no reino que ele criou com o budget do Estado de STP. O seu propósito é tão mesquinho e ridículo como você…ao dizer que STP deve pedir desculpas ao larápio e corrupto vagabundo PT.Non, mais vraiment!?
    Creio que você não quer o bem do seu mestre PT pois que lhe incita a regressar para STP. Que ele venha e veremos…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo