Política

Porto em águas profundas é sonho de STP, agora por 250 milhões de dólares

Safebond África Ltd, (SAL), é o nome do grupo privado do Gana, que assinou com o governo santomense, o memorandum de entendimento, para concessão do projecto de construção do porto em águas profundas na praia de Fernão Dias.

O acordo de concessão prevê também a construção do porto da ilha do Príncipe e a modernização do porto de Ana Chaves na cidade de São Tomé.

«Nós não queremos criar muita ilusão…», declarou o Ministro das Infra-estruturas Osvaldo Abreu, após ter assinado o memorandum de entendimento com a empresa “SAL” do Gana.

O ministro é cauteloso, porque desde o ano 2008 que os santomenses são torturados com sucessivas desilusões em torno do tão desejado Porto em Águas Profundas.

O Téla Nón tem o registo do início das obras, para construção do Porto em Águas Profundas em Fernão Dias no ano 2009. Na altura, a empresa francesa Terminal Link, que tinha assinado no Palácio Presidencial o acordo com o Estado santomense para construção do porto, no valor de 500 milhões de dólares prometeu que entre os anos 2012 e 2013, o porto de Fernão Dias receberia os primeiros navios cargueiros.

Nada disso aconteceu, e os santomenses sofreram a primeira desilusão. Vários outros acordos foram assinados até mesmo para a construção de um porto pesqueiro acostável. Também não arrancou. Em Novembro de 2019, foi lançado um concurso público internacional para construção do porto em águas profundas.

Agora o Governo anuncia para dentro de 30 dias, a execução prática da concessão do porto de águas profundas em Fernão Dias, em parceria com a empresa do Gana-SAL.

«O consórcio pediu porque para eles o tempo é uma regra sagrada, que farão de tudo para cumprir em 1 mês e dar início ao processo de concessão…», referiu o Ministro Osvaldo Abreu.

Para o porto em águas profundas, as projecções da empresa do Gana apontam para 250 milhões de dólares. «A proposta inicial que recebemos para Fernão Dias, está por volta de 250 milhões de dólares. Já estão no terreno a trabalhar em Fernão Dias, efeitos de levantamentos», precisou o ministro.

Para além do porto em águas profundas em Fernão Dias, o projecto de concessão abarca o porto de Ana Chaves na capital São Tomé, e o pontão de Santo António na ilha do Príncipe.

«Estamos a falar de concessão mas dentro do princípio de parceria público privada. Não se vai concessionar 100% das nossas infra-estruturas, o Estado vai fazer parte dessas concessões.», sublinhou Osvaldo Abreu.

Segundo o ministro das infra-estruturas, o consórcio do Gana, tem tradição na construção e gestão de portos. «Para construção convidaram a empresa do Marrocos SOMAGEC, que construiu os portos da Guiné Equatorial», acrescentou.

Antes da intervenção do Ministro das Infra-estruturas, foi a voz de Krobo Edusei, Director Executivo do grupo privado “SAL” do Gana, que ecoou na sala de reunião do Ministério das Obras Públicas e Infra-estruturas.

«Estamos aqui porque acreditamos em São Tomé e Príncipe. Acreditamos no seu potencial. Em muitos países os portos constituem o principal pilar da economia. Singapura é um pequeno país, não possui recursos naturais, mas é um líder mundial na área da logística…», afirmou o líder da empresa.

Krobo Edusei, fez a comparação com Singapura para justificar porque acredita em São Tomé e Príncipe. Um arquipélago que diz ser estratégico no golfo da Guiné.

«Está localizado no golfo da Guiné, próximo da Guiné Equatorial, da Nigéria, do Gana, próximo do Benim e da Costa do Marfim. Tem uma posição estratégica», concluiu.

Abel Veiga

    15 comentários

15 comentários

  1. Ana Maria

    17 de Maio de 2021 as 10:13

    Osvaldo Abreu e o melhor ministro das obras públicas de STP. Em 2 anos no Governo ele ja contratou mais de 2 biliões de dólares para a economia de São Tomé e Principe. 20.000 casas, que e suficiente para STP junto a Gabão. Zona franca no valor de 1.300.000.000,00 de dólares. 3 portos no valor de 250 milhões de dólares. 9000 empregos e muito, muito mais. Só, que tudo isto e só escrito no papel, aliás no guardanapos. Nos trata de burros. Muita falta de respeito.

  2. Mais mentira

    17 de Maio de 2021 as 10:32

    Esse osvaldo ainda pensa que engana as pessoas.
    Se o chineses e o franceses não conseguiram fazer um porto, os ganeses é que vão fazer três?
    Senhor osvaldo ao invés de enganar o povo resolva mais é a crise energética.
    Demagogos.

  3. Sem assunto

    17 de Maio de 2021 as 10:34

    Está paródia não tem fim.
    Não sei se quem está saindo pior na fita se são os governantes que sempre iludem o povo com esta publicidade barata ou se é o povo ao acreditar nestes indivíduos.
    Pois está visto insistem tanto nesta empreitada uma vez que dali sairá dinheiro grosso para os vossos desvios, só pode ser.
    Estes são os camaradas, sempre com velhos hábitos, velhos vícios, hão de ser postos para fora à paladas, brevemente.

  4. Paulo Durães

    17 de Maio de 2021 as 10:44

    Vocês são mesmo busineiros… STP sem energia elétrica em mais de 90% do País, agora querem um projeto de 250 milhões$? Vieram com o projeto de zona Franca de 1300 milhões$… Meus medíocres, população não precisa desses projetos megalómanos sem fundamento. Queremos Saúde e Energia. Abreu Osvaldo, com tamanha ganância e petulância vais acabar no ridicularizado na praça.

  5. Céu

    17 de Maio de 2021 as 11:59

    Porto de águas profundas Pido.
    Desgraçados. Uma pessoa nem consegue distrair devido falta de electricidade.

  6. Pliguito

    17 de Maio de 2021 as 12:55

    Governo medíocre que não resolve os problemas básicos da população.
    Agora que está a terminar a legislatura é que vem com promessas.
    Burros e incompetentes o vosso dia está a chegar.

  7. Madiba

    17 de Maio de 2021 as 13:38

    Enfim. Deus acuda S. Tomé e Príncipe e os santomenses inocentes!

  8. Fuba cu bixo

    17 de Maio de 2021 as 17:10

    Em 2022 o governo da nova maioria chefiado pelo Jorge bom Jesus vai gostar.

  9. santola

    17 de Maio de 2021 as 19:08

    No ano passado divulgaram que o porto de aguas profundas ia ser construido pela China, agora pelo Gana… Mas quantos Porto de Águas Profundas váo ser implementados em STP???

  10. Escuro

    17 de Maio de 2021 as 19:53

    Que portos qual carapuça?
    Esse osvaldo pensa que somos palermas ou quê?
    A população está às escuras. Resolvam o problema da electricidade.
    É sou comerciante e estou a ter muito prejuízo com isso. Tive que deitar muitos produtos no lixo.
    Que porcaria de governo é esse? É só prejudicar as pessoas.

  11. Fla com vom

    17 de Maio de 2021 as 19:57

    Esse osvaldo pensa que ser ministro é andar por aí de fato e enganar as pessoas?
    Como estamos a porta das eleições vem com esse truque.
    Vai morrer longe.
    Gatunos.

  12. EX

    17 de Maio de 2021 as 20:12

    Uns falavam em Dubai, e vem esses falar em Singapura, quem sabe chegamos la agora com nossos irmãos Africanos

  13. Sam ponha

    18 de Maio de 2021 as 8:48

    Bando de gatunos que tentam manter no poder roubando o povo.
    Também com um tribunal de contas a fazer de contas e um ministério público de brincadeira dá nisso.

  14. Kidaleo

    18 de Maio de 2021 as 10:35

    Este governo é criminoso. Não se apercebem que o mundo está a mudar.

    Um pais que nem energia tem para alimentar um vamplega quer Porto de águas profundas???.

    Com tanta concorrência este porto só vai ser uma enorme dívida que STP vai contrair e hipotecar a sua soberania.

    250 milhões acrescido de juros nunca serrão pagos e não haverá criação de emprego para os santomenses.

    Alguém pode publicar/se existiu o estudo de viabilidade económica deste negócio de milhões?

  15. Matabala

    18 de Maio de 2021 as 11:06

    Bandido pah. Cala a boca. Aprendiz de feiticeiro. ..estou cansado. Praga para vocês todos político de uma figa

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo