Política

ADI denuncia agressão e tortura alegadamente perpetradas por “JBJ” e por membros do gabinete do PM

Num comunicado que distribuiu â imprensa o partido ADI, maior força política na oposição acusa membros do gabinete do Primeiro ministro, e o próprio Chefe do Governo, de tortura e agressão bárbara contra o funcionário de uma empresas privada.

Segundo a ADI, a empresa em causa, foi contratada para exibir as suas mensagens políticas através de um painel afixado na Praça Yon Gato na capital São Tomé.

«Deliberadamente impedido de todo acesso à meios de comunicação públicos, nomeadamente a TVS e a Rádio Nacional ….o ADI decidiu contratar os serviços de um privado que dispões de um painel na Praça Yon Gato para exibir as suas mensagens e o seu ponto de vista sobre as mais diversas questões que interessam a comunidade», explica o partido.

No entanto diz o comunicado, no final da tarde do dia 1 de Setembro, «o funcionário do proprietário do painel foi barbaramente agredido pelos empregados dos gabinete do primeiro ministro….e por um grupo de seguranças afectos ao próprio primeiro ministro», refere o comunicado.

ADI é mais contundente na acusação contra o Primeiro Ministro Jorge Bom Jesus. «O primeiro ministro ordenou que o funcionário fosse levado à força para as instalações do seu gabinete, onde durante 4 horas foi submetido a um torturante interrogatório pervertendo a ordem e a separação das atribuições de cada órgãos de poderes», diz o comunicado.

O leitor deve acompanhar na íntegra a denúncia feita pelo partido ADI. Consulte o documento seguinte –

Abel Veiga

rem

16 Comments

16 Comments

  1. E

    5 de Setembro de 2022 at 9:39

    Agora falta ouvir outro lado da historia por parte de acusado afim de ter um julgamento justo..

    • Antonio Nilson

      6 de Setembro de 2022 at 1:59

      Existe um caminho muito longo para os Santomenses valorizarem o sector privado. O sector privado é onde sai a inovação tecnológica e prosperidade da receita do orçamento geral do estado. É essencial criar mecanismos legais e promover um judiciário independente para promover o efeito rumo ao desenvolvimento. Eu não venho por este meio fazer comento sobre este tema porque não tenho todos os dossiês das ambas partes para fazer um julgamento objetivo sem bias. Venho sim fazer um apelo a situação de corrupção em STP em particular e no continente Africano em geral.

      Amigas e amigos,

      Existem formas criativas de promover descoragem aos dirigentes Africanos de parar de roubar os recursos financeiros e dinheiros do fundo público.
      Por exemplo, porque não criar uma pensão mensal de $3,000.00 à $5,000.00 dólares US mensal para toda a vida até a morte dos dirigentes nos governos após a sucessão do poder? Disponibilizar um carro, e uma casa acima da mesada mensal para se ver se a corrupção diminui. Fundamentalmente, levar ao processo criminal e prender os violadores de forma perpétua na prisão se forem apanhados sem justificação financeira ou investimentos de grandes capitais e compras de propriedades no país estrangeiro.
      Para o nosso continente arrancar, o corrupção terá que ser destruída de forma severa e seria.
      Se o Brasil condenou o presidente deles por corrupção, porque razão não se condena os corruptos em São Tomé e Príncipe, Angola, etc., por exemplo?
      Se eu entrar na política, a minha maior preocupação será meter essa gente na cadeia e também procurar mecanismo de incentivar honestidade e amor ao nosso continente e fazer de tudo para melhorar as vidas dos povos e crescer e desenvolver a nossa terra. Angola precisa disto o mais breve possível. Eu faço este apelo ao João Lourenço, Presidente da República de Angola, e ao Presidente da República Democrática de São Tomé e Príncipe, Carlos Manuel Vila Nova.

      Já chegou a hora de se tomar sério sobre esta situação de mediocridade na gestão dos recursos do estado!

      Referência do Wikipedia:

      Prisão de Luiz Inácio Lula da Silva (ex Presidente do Brasil)

      Extraído verbatim do site

      “A Polícia Federal do Brasil (PF), ou Departamento de Polícia Federal (DPF), é uma instituição policial brasileira, subordinada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, que, de acordo com a Constituição de 1988, exerce com exclusividade as funções de polícia judiciária da União.

      No dia 12 de julho de 2017, Sergio Moro, então juiz federal de primeira instância, condenou Lula a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na ação penal envolvendo um tríplex no Guarujá. Na segunda instância a pena foi aumentada para 12 anos e um mês. Em seguida, no dia 5 de abril, Moro expediu o mandado de prisão.[5] Em abril de 2019, numa decisão unânime, 5ª Turma do STJ manteve condenação de Lula e reduziu a pena por corrupção passiva e lavagem de dinheiro de 12 anos e 1 mês para 8 anos e 10 meses de prisão.[6] O caso do tríplex foi investigado no âmbito da Operação Lava Jato.[7] Lula cumpriu pena em Curitiba, no prédio da Superintendência Regional da PF no Paraná.[8]
      Em agosto de 2018, o Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas solicitou ao Brasil que fosse garantido a Lula o direito de exercer seus direitos políticos enquanto estivesse preso, incluindo o acesso aos membros do seu partido e à mídia e a participação na eleição presidencial no Brasil em 2018.[9][10] O Itamaraty questionou o Comitê e encaminhou a deliberação ao Poder Judiciário.[11]
      No dia 8 de março de 2021, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, anulou as condenações de Lula no âmbito da Lava Jato, por considerar que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região julgou o processo fora da área de jurisdição daquela corte, utilizando como base uma decisão anterior da segunda turma do STF no caso Transpetro, em que estavam envolvidos políticos do MDB, tendo sido determinado que o processo fosse julgado em Brasília. Com isso, Lula recuperou seus direitos políticos e os processos judiciais contra o ex-presidente foram transferidos para a Seção Judiciária do Distrito Federal, que integra o Tribunal Regional Federal da 1ª Região.[12][13] Posteriormente, o caso do tríplex do Guarujá, que levou a prisão de Lula, foi arquivado pela justiça.[14]
      No dia 28 de abril de 2022, o Comitê de Direitos Humanos da ONU publicou a conclusão de uma análise onde aponta que houve parcialidade por parte de Sergio Moro no julgamento dos processos contra Lula.[15] Segundo a decisão do Comitê, Lula teve seus direitos políticos violados em 2018 após ter sido impedido de participar das eleições presidenciáveis naquele ano e determinou que o Brasil apresentasse as medidas adotadas para reparar danos causados ao ex-presidente em até 180 dias, e a prevenir que outras pessoas não sejam alvos de processos semelhantes no futuro.[16][17]
      Lula foi o primeiro ex-presidente do Brasil a ser preso por causa de uma condenação por crime comum. Antes dele, outros seis ex-presidentes do país foram presos, mas todos por motivos políticos.”

      Disclaimer: Desculpa-me por falta de tempo para corrigir a situação gramática. Se tivesse tempo, escreveria melhor porque tenho a inteligência e capacidade mental e intelectual de o fazer.

  2. mezedo

    5 de Setembro de 2022 at 13:52

    Deviam ter vergonha,
    Vai inventar outra historia, Povo já não esta burro.
    Tão a pensar que isso é como na vossa era que vosso líder fugitivo mandou torturar até mesmo matar aguem que até hoje não houve justiça.

    o MLSTP e seu líder são pessoas de bem, não é fascista nem maltrata seu povo.

    arranja outra forma de convencer povo e não com essas mentira deslavadas.

    Vosso partido ADI é amaldiçoado só sabe trazer desgraça a esse povo e país.

    • Carlos Alberto do Espirito Santo

      6 de Setembro de 2022 at 7:17

      Ñ existe tribunal?

      Vai là queixar

      Aqui se faz, aqui se paga, esqueceram-se
      Mataram O nosso Jorge Santos

  3. Joao Carlos Silva

    5 de Setembro de 2022 at 14:14

    Nem o ADI nem ninguem tem o Direito de fazer isto, caso seja verdade.

    Contudo, o ADI não é exemplo para isto, ou melhor faria o mesmo.

    • Andorinha

      6 de Setembro de 2022 at 10:16

      MLSTP é que fez agreção e violência mas você prefere falar só do ADI que foi agredido kkkk com pessoas como você S.tomé e Príncipe não safa.

  4. Jfernandes

    5 de Setembro de 2022 at 19:22

    O povo e quem sabe …

  5. Andorinha

    6 de Setembro de 2022 at 7:50

    O desespero tomou conta do MLSTP a cêdi do poder e tachos esta a falar mais alto,tivemos um militante do MLSTP que disse que MLSTP tem que ganhar as eleições do próximo dia 25 mesmo com batota em 2018 queimarão carro da juíza mais não pode valer tudo povo vai dar resposta firme nas urnas.

  6. Tudólogo

    6 de Setembro de 2022 at 13:35

    Chê ADI está a reclamar porque não tem acesso a comunicação social? Eu não acredito.

    Agressão e tortura ? Que cena mais macabra . Quem não conhece STP lê o título desta noticia e nem tem mais vontade de cá vir.

    Arranjem outros argumentos para convencer o povo a votar em vocês. Alias quem se recorda dos bons tempos em que tínhamos por cá os ninjas e as tropas ruandesas já não cai nestas cantigas.

    PT – doutorado em Tudologia pelo ISEI – Instituto Superior de Estudos Incompletos

  7. Verónica

    6 de Setembro de 2022 at 15:29

    Quem não está contente com o que já viu nestes 47 anos após a independência MUDA.

    O pais tem tudo para crescer. Gente séria e grandes profissionais que querem trabalhar.

    • Apolinario

      7 de Setembro de 2022 at 6:10

      “Quando ja nao somos capazes de mudar uma situaçao, … somos desafiados a mudar a nos proprios” Victor E Frankl

  8. Carlos Alberto do Espirito Santo

    6 de Setembro de 2022 at 17:32

    Se o ADI, nāo quiser fazer queixa ao tribunais, vāo queixar o papa.

    Voçês esqueceram o que fizeram 4 anos atràs. Nas vossa governaçāo.
    Houve enterro a noite, houve morte do senhor Jorge Santos, investigaram, nāo..

    Estamos jo mundo de: aqui se faz, aqui se paga

    Bandidos ( ex ministro da Finanças) foi preso. O que ele tem, dinheiro, carros escondido na garagem, foi investigado, cm ele conseguiu?

    Vāo queixar a justìça

  9. Observador Atento

    6 de Setembro de 2022 at 17:37

    No periodo do Pinta cabra nao somente bateram mas assassinaram barbaramente cidadoes Saotomenses, como foi o caso De Dr Jorge Pereira dos Santos. Ninguem fez nada, pelo contrario abafaram tudo, fizeram desaparecer provas e mais ainda…ADI nao tem licoes a dar MLSTP nessa materia.
    Estou contra todo o tipo de violencia, e condeno este caso se isso aconteceu como dizem. Mas ADI e o seu guru nao teem licoes a dar ninguem. Que ele compareca primeiro responder pelos crimes que cometeu; Que os assassinos de Jorge Santos e outros assassinatos que foram perpetrados em STP sejam julgados e condenados primeiro.
    E so depois poderemos falar da justica em STP com ADI!

  10. Martelo da Justiça

    6 de Setembro de 2022 at 17:44

    Jorge Bom Jesus, Primeiro-Ministro, agrediu um membro do ADI.ahahahahah
    Essa gente de ADI piraram de vez. Estão completamente desorientados!!
    Se calhar deve ser um outro JBJ.

  11. Matabala

    7 de Setembro de 2022 at 10:42

    Cansado de todas essas jogada politica. Povo não quer saber de vossos esquema entre uns e outros e campanhas suja. Falem coisa que preste quer ADI quer MLSTP: energia eléctrica falha todos os dias várias horas, água não corre nas torneiras (zona Quilombo, Maianço, Desejada sem água faz mais 10 dias), hospital decente, preços de produtos alimentares a subir todas as semanas. ISSO QUE POVO QUER SABER!!! Ardam todos no inferno e djabo leve vocês

  12. SEABRA

    18 de Setembro de 2022 at 1:23

    Patrice TROVOADA, vamos arrancá-lo aí do seu buraco para lhe fazermos justiça sobre o assassinato do economista Jorge Pereira dos Santos. Você pode fugir, esconder-se aonde quer que seja, mas esta justiça sobre a morte cruel e violenta do nosso amado Barboy mandatada por si, terá lugar…você não escapará.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top