Política

Crianças pedem o fim do abuso sexual de menores em STP

Chega de abuso, chega de violência para crescermos com amor e sermos felizes. Foi com esta mensagem na ponta da língua que um grupo de crianças saiu às ruas e percorreu diferentes instituições do país e se concentrou diante da casa das nações unidas em S. Tomé e Príncipe.

Pedem o fim do abuso sexual de menores que se transformou em doença na sociedade santomense.
Da UNICEF, a organização das nações unidas para a infância as crianças receberam uma garantia.

«Estamos sensibilizados e continuaremos a trabalhar no sentido de aliviar e tentar fazer com que esta questão de violência sexual seja bem encarrada pelo governo, pelo poder e que possamos combater, pouco a pouco, com o contributo de todos esse fenómeno que é para nós uma doença da sociedade santomense», prometeu Adelino da Costa em nome da organização das nações unidas para a Infância.
A iniciativa é do jardim-de-infância da localidade de Bombom.

«Esse tipo de criminalidade está a ganhar uma proporção cada vez maior no país. É por isso que devemos levantar a voz para despertar a atenção das famílias para denunciar, à sociedade para proteger as nossas crianças. Não podemos deixar as nossas crianças vulneráveis nessa onda de criminalidade que poderá acompanhar as crianças por toda a vida» – frisou Elizabeth d´Abreu, directora do jardim-de-infância de Bombom.

Dezembro é o mês da família e estas crianças com o laço vermelho, pretendem sensibilizar as famílias, a sociedade, o estado e as confissões religiosas sobre a necessidade de juntos lutarem contra o abuso sexual de menores e a violência doméstica em S.Tomé e Príncipe.

José Bouças

1 Comment

1 Comment

  1. Preço de Ambição

    6 de Dezembro de 2023 at 19:48

    Patrice Trovoada quase nada fáz para proteger as crianças e defende-las contra o abuso sexual. Patrice só quer esquemas, negócio escuro, e fazer dinheiro para ele.
    Os São-Tomenses pagam com fome e na pele, a miséria devido o preço de ambição desmedida e sem limites à riqueza do Patrice Trovoada, ou seja, vantagem injusta de dinheiro que não é dele. Má gestão e apropriação indébita do dinheiro do povo.
    Chega dos roubos! Olhem para o futuro das crianças. “Chega de abuso, chega de violência para as crianças crescermos com amor e serem felizes. Patrice Trovoada só falha nos assuntos que têm haver com o bém do povo, e bém do país.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top