Política

MLSTP diz que o acordo militar com a Rússia é mais uma prova da falta de transparência do governo de Patrice Trovoada

Jorge Bom Jesus, presidente do MLSTP, considera o acordo técnico-militar assinado pelo governo de Patrice Trovoada com a Rússia, como mais uma prova evidente da falta de transparência.

«É assim que este governo tem agido com os dossiers importantes do país, com muito pouca transparência, com muito sincretismo», afirmou Jorge Bom Jesus.

O Presidente do maior partido da oposição lamentou o facto de o país ter tomado conhecimento da assinatura de um acordo de tamanha importância, através da imprensa internacional, mais concretamente da Agência russa de notícias, a SPUTNIK.

«Em momento nenhum ouvimos qualquer comunicado do conselho de ministros, a fazer referência sobre este acordo», frisou Jorge Bom Jesus.

O maior partido da oposição questiona se o Presidente da República, Chefe de Estado e Comandante Supremo das Forças Armadas Carlos Vila Nova teve conhecimento do acordo.

«Exige interacção entre os vários órgãos de soberania, governo, Presidente da República e a Assembleia Nacional. O Presidente da República enquanto comandante supremo das forças armadas, e sendo a defesa um sector partilhado entre o governo e o Presidente da República gostaríamos de ouvir o Presidente da República para sabermos se há alinhamento relativamente a este dossier», referiu Jorge Bom Jesus.

Segundo a constituição política de São Tomé e Príncipe, um acordo de cooperação técnico militar, deve ser assinado pelo Governo, seguidamente ratificado pela Assembleia Nacional, e só entra em vigor após a promulgação pelo Presidente da República.

No entanto, o acordo técnico-militar que o governo assinou com a Rússia na cidade de São Petersburgo, no dia 24 de abril entrou em vigor, ou seja, começou a ser implementado no dia 5 de maio.

«Isso mostra a forma ligeira como este governo lida com a gestão dos dossiers importantes do país. Está-se a colocar a carroça a frente dos bois. Só agora é que este acordo vai a Assembleia Nacional para a aprovação, quando a notícia da SPUTNIK diz que entrou em vigor no dia 5 de maio», pontuou o Presidente do MLSTP.

Por outro lado, em declarações a imprensa internacional, o primeiro-ministro Patrice Trovoada confirmou a assinatura do acordo técnico-militar com a Rússia, e considerou o acto como normal.

Abel Veiga

.

12 Comments

12 Comments

  1. Jorge Semedo

    9 de Maio de 2024 at 20:14

    As leis só devem ser cumpridas quando estamos na oposição. Quando estamos na oposição, deixamos de usar os óculos escuros, ao sim vemos e sentimos na carne todos atropelos a lei milimetricamente. Quando subimos ao poder, temos posses, além de passarmos a ser daltónicos, passamos a usar óculos escuros, e daí deixamos de ver as leis existentes. Passamos a atropelar-las a torta e a direita, esquecendo que a quando na oposição, exigimos aos quatro ventos, o cumprimento escrupuloso das leis e normas aos que governam. Pouca vergonha.
    Esse Jorginho é mesmo cabeça agua-agua. Só pode.

    • Manuel Costa

      10 de Maio de 2024 at 13:48

      Estes tipos de acordos feitos pela “calada da noite” poderão sempre ser suspeitas. Quando a iniciativa parte de um país que não dá ponto sem nó, como é o caso da Rússia, mais suspeita se torna ainda. Acresce que o mesmo tipo de acordo está ser estabelecido com a Guiné Bissau. Na caso, teremos a Rússia a controlar o Golfo da Guiné. Muita coincidência!.. Este tipo de negociação é e sempre será possível
      quando feito com líderes fracos, corruptos e traidores das suas pátrias.

  2. Original

    10 de Maio de 2024 at 8:25

    Em S.Tomé e Príncipe,muitas coisas estão sendo feitas e estamos muito distraídos.Quando acordarmos o temporal já estará à porta e não vai escolher amarelo ou vermelho.

  3. sempre amigo

    10 de Maio de 2024 at 10:57

    Será mesmo que nas ORGÃOS DE SOBERANIA da RDSTP veem seguindo com a devida atenção analítica a evolução no mundo de hoje,protegendo assim o nosso país da tomada de decisões avulças,prejudiciais aos objectivos estratégicos(será que já estão definidos?)do país soberano.Convidaria o presidente do MLSTP,antes de qualquer decisão avulça, a ler e refletir sobre o artigo publicado no TELA NON:Sul Global:O poder contra Ocidente.

  4. santomé cu plinxipe

    10 de Maio de 2024 at 10:59

    VIVA A RUSSIA, vcs é que deveriam fazer esse acordo e não patrice trovoada, mas como vcs tem medo e gostam de mendigar por isso não o fizeram e agora estão a latir….Prova da Coragem e decisão de patrice em abrir país a outros parceiros…

  5. Edson Neves

    10 de Maio de 2024 at 11:49

    Lamentável, um erro não justifica o outro, o fato do antigo primeiro ministro ter violado as leis não autoriza o atual chefe do governo também violá-la. Esse tipo de posicionamento demonstra uma visão deturpada dos atores políticos de STP. A seriedade deve direcionar no sentido de responsabilizar politica e juridicamente o antigo primeiro ministro pelos seus erros, jamais ser fundamento para violação grave da Constituição da República. Só nas autocracias o Poder Executivo acredita equivocadamente que não há limites para os seus atos, o que não é o caso, pelos menos do ponto de vista formal. No Estado de Direito, o Poder Executivo é obrigado a submeter os Atos, Acordos, Convenções ou Tratados Internacionais logo após a sua assinatura ao Parlamento antes da sua promulgação e publicação. Jamais um Ato internacional deve ser praticado na penumbra da sua Lei Maior.
    Num país sério em que há observância às Leis e Constituição a Assembleia Nacional estaria reunida debatendo a questão bem como a responsabilidade administrativa dos envolvidos nesse triste episódio da República.
    O Chefe do Executivo age às margens da Lei Maior e assim recebe aplausos? !

  6. Joao Batepa

    10 de Maio de 2024 at 23:09

    Eu confio que o Jorge tenha de fazer o seu trabalho, mas ele não deixa de ter cara de ladrão ou impostor. Mais um maluco!

    Relativamente a situação, o Patrice um dia vai vender o Jorge Amado aos russos.

  7. Eduardo Vaz de Almeida

    11 de Maio de 2024 at 0:51

    Quando estamos na oposicao è sempre assim
    Nunca sabem apoiar trabalho colectivo do pais so sabem criticar os outros, quando na sua missao depois de sobir o trono sempre trasem outras linguagens filosoficas de fazer esquecer a populaçao o que foi dito anterior.

    • Rapaz de riboque

      11 de Maio de 2024 at 11:45

      Isto é o princípio do fim logo Rússia

    • Rapaz de riboque

      11 de Maio de 2024 at 21:14

      Você escreve com muitas erros

    • Eduardo Santos Vaz de Almeida de Segundo II

      13 de Maio de 2024 at 18:37

      Rapaz de Riboque Dédé Karspov disfarçado Mezedo
      Em conjunto fazemos um apelo ao Mezedo Dédé Karspov: Arranje o teu jornal e escreva lá sem erros. Não és perfeito. Deixa de maninhas, deixa de insultar. Cresça!
      Mesmo alguns que estudaram nas universidades em Portugal escrevem com erros inclusive tu.
      Nem toda gente tem tempo para focalizar na correção gramatical ou fazer revista dos erros ortográficos.
      O importante é entender o conteúdo das mensagens ou comentários das pessoas, e se és um “granda” experto cientista da língua portuguesa vai a grota ensinar as nossas crianças Português e também o dialeto.
      Com certeza, concordo consigo que seria perfeito ler algo bem escrito em todas as instâncias mas não é realidade. Todos nós temos defeitos e Fortaleza (pontos fracos na vida e pontos fortes de reconhecimento).
      Tentar reduzir a contribuição dos outros denegrindo-os não te serve, não serve ao debate. Só revela a tua insegurança e infantilidade.
      Sabias que os presidentes, primeiro ministros, Reis e rainhas, celebridades e pessoas famosas até escritores famosos e professores universitários recorrerem as outras fontes para revisão da escrita?
      Mesmo os nativos/as portugueses cometem erros na escrita.
      Há muitas pessoas que não obtiverem nível académico em Portugal escrevem melhor do que tu.
      No Brasil falam e escrevem Português. Muitos/as escrevem em contraste com o português de Portugal. E isto não justifica todos Portugueses escreverem ou serem melhor do que todos os Brasileiros!
      Mentalidade deste comentador é medíocra. Deixa disso Helder Gomes de Almeida.

  8. Ziaurmarx Ramman Fernandes

    11 de Maio de 2024 at 14:34

    MLSTP, já sabe que quando o ADI, está no poder o feche do Governo não presta conta a ninguém e faz de São Tomé e Príncipe seu quintal, é novidade?
    Mesmo assim andavam a governar mal e o mesmo ADI, sempre volta ao poder e acontece sempre a mesma coisa. De quem é a culpa? Ou vocês têm memória curta ou estão com amnésia.

    Não concordo com muitas coisas feitas pelo actual primeiro ministro, mas esse é um ato de coragem, e seria bom que a Europa, principalmente Portugal começasse a proibir políticos africanos de toda PALOP, a entrar no seu país para serem tratados quando ficam doentes, para ver se não se começa a arranjar soluções para os nossos problemas.

    O medo é que Portugal tome posições agressivas, e seria bom. Portugal não tem que mandar no nosso País, se estão a condenar o acordo porque a Rússia invadiu Ucrânia, olha o que a França anda a fazer nos países africanos, França não é Europa.

    Aconselho o MLSTP a estudar a história e verificar o porquê desta invasão Russa na Ucrânia.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top