Política

STP define o “Sul Global” como a principal prioridade da sua política externa

A nova estratégia da política externa de São Tomé e Príncipe foi anunciada pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Gareth Guadalupe, numa cerimónia em que entregou a carta de missão a Aurélio Martins, o nomeado embaixador de São Tomé e Príncipe em Cabo Verde.

“Sul Global” é um bloco que agrupa os países em vias de Desenvolvimento, desde a América Latina passando pelo continente africano, o Médio Oriente e a Ásia. China, Rússia, Índia, Brasil e a África do Sul são os países que lideram o bloco “Sul Global”. O Sul Global pretende pôr fim ao mundo unipolar, e fazer nascer um mundo multipolar.

A Carta de Missão diplomática santomense orienta o embaixador a agir de acordo com as prioridades da política externa definida pelo Estado. Enquanto embaixador nomeado, Aurélio Martins, foi orientado também a promover uma diplomacia económica com Cabo Verde.

FOTO : Cerimónia de entrega da Carta de Missão nas instalações do Ministério dos Negócios Estrangeiros

As relações entre São Tomé e Príncipe e Cabo Verde são seculares, geraram ligação sanguínea e cultural. No entanto a cooperação comercial e económica entre os dois arquipélagos de língua portuguesa é praticamente nula.

Desde o ano 2009 que os dois países assinaram acordos para trocas comerciais, mas na prática nada aconteceu. Segundo o espírito do acordo, Cabo Verde abriu o seu mercado para consumo de produtos agrícolas de São Tomé e Príncipe. A produção agrícola santomense deveria alimentar sobretudo o turismo crescente em Cabo Verde.

Aurélio Martins ex-Presidente do MLSTP, e enquanto empresário em Angola, terá apresentado um projecto para garantir a ligação marítima entre São Tomé e Príncipe e Cabo Verde. Mas, a proposta de ligação marítima que poderia garantir as trocas comerciais entre os dois arquipélagos naufragou antes da primeira viagem.

Aurélio Martins, que também foi candidato as eleições presidenciais em São Tomé e Príncipe, abraça agora a nova política externa do país assente nas ideias do Sul Global. O embaixador político nomeado deverá ser investido nos próximos dias pelo Presidente da República Carlos Vila Nova.

Abel Veiga  

10 Comments

10 Comments

  1. A PIDE Secreta da Tuga Comprou Ele

    27 de Junho de 2024 at 12:16

    Mepoçom e um caso perdido: Mais um santomense antipatriota, com falta ou sem patriotismo.
    Mepoçom é uma espada bem afiada.
    Perigo! Da PIDE.
    Branco é nosso maior inimigo.
    Aprende!
    Teimoso!

    • ANCA

      27 de Junho de 2024 at 21:53

      Lembrem se quando aqui relatei que nao há paises, independentes, o tal sonho da independência total, existe sim países e povos inter dependentes

      Hoje sabemos que ha possibilidade de exploração de hidrocarbonetos e gaz, na nossa zona económica esclusiva, que sejamos capazes de nos entendermos nesta matéria, muitos que dizem nossos amigos, vão nos querer pôr uns contra os outros, nossos irmãos, mossos conterrâneos, filhos desta terra, depois de tudo que já passamos, escravatura, exploração, saqueamento de recursos,….mortes dos nossos antepassados

      Que tenhamos juízo e nos entendamos nesta matéria, ja vimos este filme varias vezes nos territórios e irmãos africanos, Angola, Nigeria, Moçambique, Congo, dentre outros, genocidio de Ruanda, que tenhamos juízo.

      Ama o teu país, ama a tua terra, a tua gente, a tua cultura, protege o teu ambiente.

      Precisamos de preparar melhor os nossos jovens, fortalecer as nossas instituições, para que a exploração de hidrocarbonetos e gaz no nosso solo jamais seja uma maldição, mas uma bênção, sabendo da difildades que o nosso povo passou até, então.

      Já pouco tempo existe, a terra está a aquecer, a degelos, aumento do nivel do mar, alteração climáticas, aquecimento global das temperaturas, desaparecimento de espécies, insustentabilidade alimentar, escasseamento de lençóis freáticos(lembrem se de vos ter relatados sobre as guerras dos proximos tempos, a guerra pela água, fonte de vida), que estejamos atentos a estas mudanças e conjunturas globais, que nos preparemos melhor que sobermos para o futuro, pois que nos encontramos no centro do mundo.

      Ama o teu país, território, população, administração, mar e rios

      Ajuda a desenvolver o teu país

      Abraca o teu conterrâneos, ajuda a desenvolver

      Pratiquemos o bem

      Pois o bem

      Fica nos bem

      Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  2. Sul Global

    27 de Junho de 2024 at 13:39

    Muitos dirigentes africanos não defendem o interesse do povo africano. Dirigentes, elite africana, classe política africana são tímidos ou têm medo de abrir a boca publicamente e internacionalmente para defenderem o continente e o povo africano. Razão pela qual da tal timidez reside na consciência dos negros porque roubaram
    muito e puseram dinheiro offshore nas contas privadas fora do continente africano. Estrangeiros conhecem segredos dessa gentinha desgraçada. Abri boca fica envergonhado devido os roubos. É uma pena.

    Quantos presidentes e primeiro ministros de África hoje em dia têm a voz no mundo ou pronunciam-se sem medo sobre a situação precária em que vivemos em África e sobre o estado de pobreza e degradação exorbitante em o povo africano sofre na pelo por muitos anos? O que fazem para mudar esta dinâmica negativa e a situação lastimável de atraso no nosso continente?

    Nunca vi o Presidente Carlos Vila expressando aos chefes de estado do continente africano apelando a proteção da nossa riqueza no continente e o valor cultural africano.
    Qual presidente d’Africa reconhece a extrema importância de haver armas nucleares ao nosso dispor para autodefesa do nosso continente? Hoje em dia só temos líderes fracos em África. Todos estrangeiros vêm, usam e abusam, França, Inglaterra, América, China, Rússia, etc.

    África é como uma Maria Mãe Joana, e São Tomé é como um bebé de baixo da saia da Joaninha.

    Até quando minha gente!
    Acorda e cheira a rosa de flor!

    Temos de tomar posição para defender os nossos interesses, defender o nosso continente, defender o nosso país e nosso povo, povo africano.

  3. ANCA

    27 de Junho de 2024 at 13:42

    Importa pesquisar o termo e o conceito de sul global, hoje cada vez mais no enfoque.

    As relações de cooperação antes desta concepção tinha somente sentido, norte o chamado ocidente com economias mais industrializadas a impor normas e definição, de progresso, aos paises do sul, rotulados de diferentes etimilogias,terceiro mundo, paises subdesnvolvidos, paises em via de desenvolvimento, termos de exclusão, quando assunto tratava de ter palavra, na assembleia da ONU, no conselho de segurança da ONU(realidade que ainda persiste), uma forma de perpetuar o dominio, exploração dos recursos, dos paises do sul, ex colonias, mercados ou paises com recursos a explorar, mantendo para isso esses paises, território, povos no subdesenvolvimento, atraves de de agencias como banco mundial, bem como aquilo que se chamava ajuda pública ao desenvolvimento(uma farça, pois o retorno, a protecção e aquilo gastava que se investia nas suas economias era o dobro ou triplo, orçamentos de guerra, orçamento para subsidiar os sectores da sua economias, agricultura, industrias, serviços).

    Decadas decorridas os paises, ex colonias ou paises da periferia(salvo a China, a Russia) começam a despertar para a realidade de um mundo duas velocidade, gracas a globalização, assim muitas vezes excluidos das grandes decisões ou dos centros decisores até então, percepcionando esta realidade, assumem criar um bloco sul, para discussão de desafios perenes e prementes persistente, a pobreza, a miseria, a fome, o financiamento, o ambiente, as alterações climaticas, o subdesnvolviento, o desenvolvimento, o acesso as tecnologias, a energias, as infraestruturas, etc…assim hoje ouvimos falar dos BRICS, hoje do sul global.

    De recordar que os chamados paises da periferia exceto China/Russia, tem caracteristica e desafios muitos distintos

    O sul global, ainda somente se reveste como um espaço de forum, de discussão dos problemas e desafios a ultrapassar, faltando uma linha de orientação(plano de investimento, plano financeiro, integração economica financeira), definição e coordenação de planos e acções regras, medidas a seguir para que estes paises possam suplantar o sudesenvolviemnto, acessoia ao bem estar ou industrilização global.

    Mas desfios de pobreza, miseria, fome, de desenvolvimento persistem, nestes paises, bem como em São Tome e Príncipe…a questão que se coloca é sendo a China, Russia, a India, Brasil, a Africa do sul, paises que necessitam também dos recursos para alimentar sua economias em expansão, se a questão voltara a se colocar, para paises nomeadamente da Africa, America do sul, e sul da Asia daqui, algum tempo, o gliché e bom, mas ninguém da nada a alguém sem esperar ter algo em troca, não há almoços gratis.

    Desafios para o continente Africano, integração economica e financeira, urgente, tem população, tem recursos, integração, valorização, organização, rigor, trabalho.

    São Tomé e Principe, sendo um pequeno país insular, com dupla insularidade, com mar a volta, necessita de definir planos de desenvolvimento, consistente com sua realidade geografica, fisica e humana, a sua vizinhança(ao norte, ao sul, a este, e oeste) e globalização, a sua localização estratégica.

    Questões, materias de cooperação, posicionamento geoestrategico, exige boa leitura da conjuntura no tempo e no espaço, mestria, estarmos atento a evolução do mundo, das tecnologias, da evolução das economias mundias em crescimento e aquelas já consolidadas, aos grandes centro de informação e conhecimento, sabermos posicionar,…

    Para isso precisamos também percepcionar, a nossa conjuntura interior, conhecer bem as nossas desvantagens, vantagens, handicaps e desafios, enquanto pequeno estado insular, com dupla insularidade,…pois estamos no centro do mundo.

    Primeiramente a nossa localização, a nossa dimensão, quer em terra, mar, população, e nível de desenvolvimento e consolidação das nossas instituições, da nossa economia e finanças, perceber a região que fazemos parte, o mercado mais proximo em transformação e necessidades,…integração, visão global do mundo.

    Outra da visão a ter em conta somos mais mar do que terra e pequeno estado insular, com muitos desafios pela frente, estar no centro do mundo…

    Necessidade de aprimorar a segurança a todos níveis e projectos.

    Necessidade de semos abertos e neutros ao mesmo tempo, lidar com todos, saber cooperar, estabelecer boas parcerias estratégicas e sinergias, quer internas quer externas, a questão da segurança e estabilidade para o desenvolvimento, a questão da comunicação, tecnologias de informação e comunicação(domínio destas ferramentas), dos tranpsortes, portoss, aeroportos, as energias renováveis, a produção e transformação, quer nos setores da economia azul ou do mar e so rio, do vento, na agricultura, agropecuária, pequenas indústrias, indústrias e serviços,…organização, rigor, trabalho, concepção de políticas sectoriais de desenvolvimento, quer na educação, na saúde, na administração, nos desportos na economia e finanças, nos serviços e no comercio, nas energias renováveis

    Ter noção da nossa vulnerabilidade a choques externos, guerras, doenças e pandemias, crises financeiras e económicas,…mundias, regionaias e local

    A conjuntura interna externa, aprofundamento da crise na Europa, desaceleração do comercio mundial, efeito da pandemia, da alteração climática, no arrefecimento da economia mundial, nos impôs, ainda nos impõe choques externos, que flagelam a nossa micro economia, ex turismo, ex, comercio, pois que estamos na periferia, pequeno estado insular.

    Cabe-nos politicas no sector de produção, transformação, pescas, agricultura, agropecuária, transportes, comunicação, economia do mar e do rio, energias renováveis, sobretudo a aducação, formação de qualidade, urgentes

    Investimento no capital humano, boa governance.

    Tem orgulho em ti, tu és daqui, cresceste aqui, és de São Tomé e do Príncipe

    Ajuda a desenvolver o teu País

    Trabalha, produz, estuda, investe, investiga,…trabalha, ganha dineheiro, poupa dinheiro, gera economia, investe.

    Tu és capaz

    Protege o teu ambiente, mar e rios, a fauna e flora

    Protege a tua família

    Respeita a tua esposa, ama a tua mulher, respeita o teu esposo, ama o teu homem, os teus filhos, os teus pais e irmãos

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Principe

  4. ANCA

    27 de Junho de 2024 at 14:41

    De relembrar que ainda persistem desafios

    Nos transportes entre ilhas, bem como ligações ao continente africano, e ao mundo, vias de acesso e comunicação internas

    Energias Renovaveis

    Na extração dos recursos hidrocarbonetos offshores- avaliação das percentagem de participação e das receitas para o País, território, população, administração, mar e rios, tendo em conta a conjuntura actual da evolução dos preços, do valor do producto uma vez que se encontra no nosso território, apesar de jamais disporto de tecnologias, questões a ser tratadas e negociadas de forma conciente e ponderação.

    Segurança ambiental

    Reforma da administração publica, com relevancia, para administração local e regional, modernização, suas atribuições e receitas

    Instituições fracas, seu fortalecimento, sobretudo na segurança, na justiça, na saúde, no desporto, na administração interna, na admistração publica, procedimentos administrativos, regras, organização, rigor, trabalho/produtividade, aprimoramento do sector das finanças, criação de fundo de suporte ou de emergencia, poupanças, fortalemento e robustez do sector financeiro nacional, captação de receitas e investimentos.

    Na educação, escolas, centro de formação profissional, faculdades, universidade, reforma na qualidade do ensino, formação interna, qualificação interna, especialização.

    Na saude, os numeros da malaria continuam elevados, persistem maus cuidados de saude, sobretudo no atendimento, a falta de medicamento, falta de organização, de trabalho, de rigor, de limpeza e higiene, cuidados de saude primarios, falta de camas, alimentação hospitalçar, falta de farmacias, falta de veterinarios, dentistas, medicos e profissionais de saude por numero de população ou por distrito, extensível na regiao autonoma do principe, sobnutrição, subalimentação, parasitoses, tuberculoses, hepatites, doenças sexualmente transmissiveis, com enfase para VIH, qualidade da agua para consumo, animais soltos, pulgas ratos, centopeias, mosquitos, ruas sujas.

    Gravidez precoce, violência domestica, violência infantil, trabalho infantil, morte nos partos, morte a nascência, maternidade sem condições, sem camas e quartos, sem equipamentos de neonatalogia, sem bloco operatorio,…

    Falta de produção animal, vacas, bois , porcos, galinhas, avestruz, perus, cabras, ovelhas, seus derivados, processamento dos seus derivados

    Desenvolvimento da economia do mar, etc, etc

    Transformação economica, diversificação economica, produção processamento interno, exportação, etc, etc acrescentar mais valias aos productos

    Tu és de São Tomé e Príncipe, ajuda a desnvolver o teu País

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tome e Principe

  5. Renato Cardoso

    27 de Junho de 2024 at 14:45

    Mais outro premiado face a vassalagem ao pintakabra!
    Pena que não há muitas embaixadas de faz de conta para gratificar outros vadios e medíocres.
    Em Cabo Verde esteve o rapazola padre convertido em macho que durante 5 anos esteve no come e dorme! Cortaram-lhe a dose de cachupa e vai ter que contentar com bobo fito e molho no fogo até que o pintakabra arranje outro petisco melhor!
    Infelizmente estas Ilhas não desenvolvem e só por falta de conhecimento e gentes com credibilidade e sérios na política.

  6. ANCA

    27 de Junho de 2024 at 15:29

    Ainda persistem desafios

    Na saude acrescentado ao referido atrás, no banco de sangue, nas consultas de especialidades, cirurgias

    Nas infraestruturas/equipamentos- nos transportes, acesso e comunicação, no desporto, no comercio(comercio digital), no sector do turismo, no sector da segurança interna, na agricultura, na informatização dos serviços, tecnologias de informação e comunicação, na industria, etc…

    Educação/Formação, qualificação, formação profissional, educação para cidaddania, alfabetização, literacia finaceira, empreendedorismo,etc

    Tu es daqui, ajuda a transformar, modernizar, desenvolver o teu país, a tua gente, os teus custume e cultura

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  7. ANCA

    27 de Junho de 2024 at 15:35

    Desafios persistem

    Ainda há pouco motivos para sorrir, tu que exerce cargo publico, tu ques és funcionario da administração publica.

    Quem muito ri, muito engana.

    O povo ainda continua na miseria, na pobreza, fome, muito ainda ha a fazer, tenha postura e sentido de estado.

    Quando estiveres a negociar, fecha os dentes diante das camaras, pois que os teus braços ainda continuam estendidos

    Lembra-te ninguem da nada a alguem sem esperar receber algo em troca.

    Trabalhemos para organização melhor do nosso país

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tome e Principe

  8. ANCA

    27 de Junho de 2024 at 15:47

    E será necessário a captação de mais investimento externo/interno, criação de parcerias, mais ferramentas e elementos de cooperação internacional, regional, e intra-continental relativo ao mercado africano em expansão e crescimento.

    Há necessidade de modificar o quadro jurídico administrativo dentro da pronunciada reforma da administração publica, ou reforma administrativa.

    De recordar o que vê a olhos nu, e o que efetivamente passa, nos sectores da administração publica, nos gabinetes, nas repartições, escolas, hospitais, finanças, etc,…o que é urgente alterar…

    Os funcionários entram a horas que querem, falta de assiduidade, falta pontualidade.

    Os funcionários sabem pouco, ou não querem cumprir prazos para respostas ao requerimentos, cobram um valor extra, para além daquele que está estipulado pelo estado,…

    -Falta de objetividade, falta de avaliação por objetivos, falta de produtividade, corrupção ativa e passiva.

    Aliciamento a pessoas por palavras, gestos, toques, á mulheres, á homens, á crianças com intuito de conseguir sexo e subjugação dentro do departamento ou sector da administração pública, exercício de pressão, maledicência, etc, etc,…

    Existência de assedio, poligamias, no trabalho e nas escolas, dentre outras praticas.

    Assim acontece na saúde, na educação, no serviço militar, nas câmaras municiais, nos ministérios, etc.,…que é necessário alterar, pois que tais praticas impedem o desenvolvimento efetivo dos serviços e do país(território, população, administração).

    Exige medidas legislação e acompanhamento.

    Código Procedimento Deontológico no Sector da Saúde para médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de saúde.

    Código Procedimento Pedagógico para o sector da educação, nomeadamente para os professores.

    Código Procedimento Administrativo

    Assim no desporto e afins

    – manual em que se indica e coordena, fiscaliza, avalia, responsabiliza, atividades dos funcionários do sector administrativo publico – desde ministro, diretor, funcionários públicos, no fundo as competências aquilo está estipulado fazer, se pede para fazer,..

    Assim também devera existir o tribunal administrativo, para que quando haja falta de observação e execução ou violação grave dos preceitos do código procedimento administrativo, possa haver punição, penas e afastamento.

    Um requerimento(um pedido por escrito) quando dá entrada num serviço, deve ter um prazo de resposta á emitir pelo serviço, ou vários serviços por onde passa, se se não há observância de cumprimento deste prazo, tem que haver penalização, isto requer um programa de definição de competências, de avaliação de competências e formação continua, dentro da administração pública, para que se melhore a produtividade e eficiência dos serviços, logo administração/instituições fortes e capazes.

    A não existência destes códigos nos serviços pressupõe a desorganização e anarquia

    Pois que desta forma seremos pouco atrativos para investimentos, ninguém investe num quadro jurídico organizativo caótico, desorganizado.

    Este tem sido nosso handicap de não acelerar o desenvolvimento.

    De referir ainda ausência de planos de desenvolvimento, quer local, quer regional

    O Homem São Tomense está habituado ao leve leve, quando se tem um diretor, um ministro que tenta exigir e impor rigor, normalmente é apelidado de ditador, isto se muda com avaliação das pessoas

    Do mesmo modo como candidatam a um emprego publico, devem saber e estar informado e formado ter formação, para execução deste trabalho, quando não se cumpre os objetivos proposto o estado pode suspender e afastar os profissionais.

    Deve haver existência de regras de funcionamento da administração publica, deve haver exigência, rigor, requisitos.

    Sendo o estado que gere o dinheiro publico, pagas as pessoas para trabalharem, gerir, planear, executar, deve haver regras, rigor, deontologia postura profissional publico.

    Dá a necessidade de uma escola de Administração Publica, só se entra e trabalha na administração publica central e local , quem tiver formação e competência para o efeito, necessidade de avaliação e formação continua.

    A reforma do sector da justiça se exige

    A reforma do sector da saúde e educação se exige.

    Se se és de São Tome e Príncipe, se nasceste aqui, ajuda a desenvolver o teu país, dá o teu contributo

    Pratiquemos o bem

    Pois o bem

    Fica-nos bem

    Deus abençoe São Tomé e Príncipe

  9. Pôr Ordem na Casa, Sim!

    27 de Junho de 2024 at 17:30

    Os países africanos em geral, e São Tomé e Príncipe em particular têm que pôr ordem na casa; dentro de linha certa. Não há outra via. Não é uma linguagem dura, é realidade. O que está torto tem que endireitar. Ponto Final
    Já não podemos conter o mal. É demais!
    Estamos fartos de abusos, exploração, roubos, e indisciplina.
    Ordem!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top