Estudos

Vulnerabilidades dos pescadores artesanais de São Tomé e Príncipe diante das ameaças dos fenômenos climáticos: ondas gigantes

A limitada capacidade institucional de países insulares condiciona possíveis ações de prevenção, preparação, resposta e reconstrução a mitigação dos danos/desastres que ocorram, conforme também foi considerado pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, 2007) para o continente africano.

Vulnerabilidades dos pescadores artesanais de S-o Tom- e Pr-ncipe

    4 comentários

4 comentários

  1. Matabala

    27 de Setembro de 2010 as 13:13

    Ha países que têm inclusive um fundo disponível para casos de catástrofes…São Tomé, será que tem?
    Acho que esse fundo se existe foi aplicado em casas e carros de luxo…

  2. Digno de Respeito

    28 de Setembro de 2010 as 2:12

    E por falar neste assunto, acho que já é tempo de existir em STP um destacamento de Protecção Civil Nacional minimamente equipado porque nunca sabemos quando o mal nos acontece.

    “Antes previnir que remediar”…..

  3. Venâncio

    28 de Setembro de 2010 as 10:55

    Bom trabalho meu caro estudante.

    A pesca artesanal precisa de mais atenção do governo.

    Queremos estudantes que vão além de conseguir uma bolsa mas, mas que pesquisam a nossa realidade, ou tecnologias simples que possamos agregar para o desenvolvimento do país.

    fui bom trabalho,
    sucesso para todos estudantes santomenses, independente do país que estuda.

  4. vinho de palma

    28 de Setembro de 2010 as 14:41

    matabala fizeste boa pergunta sera que tem? o que duvido muito talvez agora com nova mudança podemos ter

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo