Destaques

Americano encontra jardim do Éden no 193º país que visita

Jack Luheeler, natural da Califórnia – Estados Unidos de América, cumpriu o desafio de visitar todos os países do mundo. São Tomé e Príncipe, mais concretamente a ilha do Príncipe, foi o último território do mundo que pisou, após vários anos de digressão mundial, com o propósito de visitar os 193 países e territórios.

Com 70 anos de idade, o cidadão americano que é proprietário de uma empresa que promove expedições por lugares exóticos e pouco visitados, foi há alguns anos desafiado pela sua esposa, quando tinha somado 60 países visitados. «Um dia a minha esposa perguntou-me quantos países eu tinha visitado. Contei e chegou a cerca de 60, países. E a minha mulher me perguntou, porquê que não visitas os outros todos? Foi um desafio», afirmou Jack Luheeler, contemplando a paisagem da ilha do Príncipe.
ponteUm desafio que o americano da Califórnia venceu, ao pousar os seus pés na terra da ilha do Príncipe, coberta de um verde doido, mergulhada numa paz profunda, onde a natureza domina a vida. Jack Luheeler, sentiu-se no paraíso, no Jardim do Éden. «É fantástico terminar esta digressão mundial aqui na ilha do Príncipe, porque considero ser um jardim do Éden», pontuou.

Os olhos do cidadão americano, que já viram tantas maravilhas nos 193 países membros das Nações Unidas, e também em Taiwan e Kosovo, encontram algo invulgar, no Golfo da Guiné, no meio do mundo, a Ilha do Príncipe-reserva mundial da biosfera.  «Não é fácil descrever este sítio (Resort Bom Bom – Príncipe). É um lugar de muita paz, com uma beleza singular, que o faz ser o jardim do Éden», reforçou.

O cidadão americano, turista deslumbrado com a magia da natureza da ilha do Príncipe, disse que o seu nome está no grupo restrito de 100 pessoas que conseguiram visitar todos os países e territórios do mundo. Essa lista de 100 pessoas foi produzida após um trabalho de investigação feito pelo jornal norte-americano, New York Times. «Eu faço parte deste grupo restrito de pessoas que visitaram todos os países do mundo», assegurou.

Digressão mundial terminada, o turista norte-americano, prometeu regressar ao último ponto da terra, que os seus pés pisaram, nesta fascinante jornada turística.

Abel Veiga

    11 comentários

11 comentários

  1. lupuye

    23 de Maio de 2014 as 10:36

    Mais uma publicidade gratis que devemos aproveitar ao maximo. Espero que aqueles ligados ao turismo estejam a fazer a sua parte para usufruirem destas publicidades que descrevem a beleza singular de STP.
    Esse homem volta aos EUA e de certeza que um artigo (ou varios)serao escritos descrevendo o que ele viu e sentiu sobre o nosso belo e unico pais. Aproveitemos esse momento para lancarmos o nosso pais. Povo, temos que comecar a fazer a nossa parte sendo mais cordiais, mais limpos e mais responsaveis. O sector do turismo tem pela frente um grande trabalho de educar as pessoas a serem mais receptoras ao turismo.

  2. Pantufo Livre e Independente

    23 de Maio de 2014 as 11:36

    O Príncipe de facto é muito lindo. Além disso o atual governo regional tem feito bastante para que estas coisas aconteçam. Devemos dar a César o que é de César. O Príncipe merece o que está a acontecer por lá. Quem trabalha é sempre recompensado. Também é verdade que no Príncipe tem havido estabilidade política. Isto é importante. Que Deus nos ajude a encontrar um rumo para o desenvolvimento destas ilhas.

  3. Riboqueano

    23 de Maio de 2014 as 12:58

    O Príncipe é muito lindo. O governo regional fez muito bem em avançar com o projeto para a rede da biosfera da UNESCO e desenvolvimento de um turismo sustentável. Muito bem pensado. Os resultados estão a aparecer. Quando há pessoas com visão, que sabem o que querem para o país e têm um plano para materializar, as coisas só podem correr bem.
    Os governantes do Príncipe e o povo do Príncipe estão de parabens.
    Que Deus abençoe S.Tomé e Príncipe.

  4. Martelo da Justiça

    23 de Maio de 2014 as 14:48

    Nem mais….

  5. Rodrigo Cassandra

    24 de Maio de 2014 as 10:26

    quero em primeiro lugar agradecer os primeiros quatro que opinaram neste espaço a saber senhor Lupuye, Pantufo Riboqueano,e Martelo, o vosso sentimento é para mim justo honesto e claro, no entanto a gente ainda de muita má fé sem escrúpulos que passaram tempos idos aqui no poder e nada fizeram ,outros até criticam não sei se o fazem até fundo do coração ou se fazem com interesses políticos, houve gente que já foi dirigente e que disse que biosfera não trás nada de positivo E beneficio é atualmente um embaixador,, mas ficam certo que vamos continuar a trilhar o caminho que propusemos e a cumprir com a Plano de Desenvolvimento Sustentável que elaboramos e a honrar os nossos compromissos com a UNESCO como membro da família das redes bios do mundo,,, obrigado e um abraço RODRIGO CASSANDRA DIGO

  6. Colomba

    25 de Maio de 2014 as 12:49

    Éden poderá ser para ele, mas não, infelizmente para a maioria dos naturais que lá vivem…

    • Isaquente

      25 de Maio de 2014 as 19:56

      Meu caro amigo. Eu vivo cá no Príncipe e felizmente acho a minha terra linda. Muito linda. Na pobreza ou na riqueza acho a minhha terra linda. O Príncipe não é lindo em função da situação social das pessoas que cá vivem. É simplesmente lindo. Querer esconder esta realidade em função de interesses políticos ou é ignorância ou é cegueira.
      Meus cum+rimentos Colomba

      • Colomba

        26 de Maio de 2014 as 21:20

        Meu caro amigo Izaquente,
        Que o Príncipe é bonito e uma pérola perdida no meio do Atlântico está fora de questão. Eu também aí vivi, constatei essa realidade, adorei a ilha e foram bons tempos os que aí passei. Mas o problema é que o paraíso para ser paraíso, não pode ser só lindo. O paraíso para ser paraíso tem que ser muito mais. Tem que ter um mínimo de qualidade de vida para todos os que lá habitam, todos devem lá viver felizes e sem quaisquer constrangimentos.

        • Izaquente

          27 de Maio de 2014 as 10:39

          Meu caro amigo Colomba

          O que é que a beleza de uma terra tem a ver com paraíso? Portugal por acaso também é bonito. Mas salvaguardando as devidas comparações em Portugal também tem muita miséria, sobretudo agora que estavam até pouco tempo sob proteção da tróica. Há muita gente a dormir na rua em Portugal. Há muitos drogados em Portugal. Há muitas pessoas com problemas diversos em Portugal. Mas nem por isso Portugal deixa de ser um país bonito. Ou não?!

  7. Vladimyr

    16 de Junho de 2014 as 23:05

    Devemos aproveitar isto para colocar o nome de São Tome e Príncipe na boca do mundo.

    Eu já estou fazendo a minha parte divulgando São Tomé e Principe.

    Uma pena não ter mais do que um estabelecimento do Príncipe, ja tentei contactar o pessoal ali, mas parecem não estar sensíveis com a questão de publicidade.

  8. Adriano Moreira

    24 de Junho de 2014 as 20:24

    o Turismo é a chamada industria da paz. Para haver um turismo de qualidade não bastam as paisagens e as infra-estruturas hoteleiras. É preciso haver hospitalidade dos povos nativos do lugar. Lembremo-nos que o que impede o turismo em África são vários factores. O alto preço das dormidas nos hotéis, e das passagens aéreas, principalmente quando é da Europa ou América para África. E para acrescenta também a inospitalidade como factor nº 1 no enfraquecimento do turismo em África.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo