Sociedade

Oficialização da  União Lusófona na Rússia

No mundo contemporâneo a união e a coesão social constituem um dos factores de grande relevância para o desenvolvimento e crescimento de qualquer sociedade.

Muitas vezes, essa união e coesão entre Países ou comunidades na diáspora vem de certa forma fortalecer e dinamizar muitos dos interesses que esses Países ou essas comunidades possuem em comum, uma vez que as mesmas partilham a mesma ideologia e consequentemente estão  unidos num só objectivo.

Em virtude desses dois factores que consideramos crucial no processo de desenvolvimento de qualquer sociedade actual, foi feita uma actividade no dia nove de Dezembro do ano em curso na Universidade Russa de Amizade dos Povos que culminou com a abertura,bem como a  oficialização de uma das primeiras organizações sem fins lucrativos que une toda a comunidade e falante da língua portuguesa na Rússia denominada União Lusófona na Rússia “ULR”.

Nesta actividade que marcou a oficialização desta organização no qual faz parte São Tome e Príncipe, foram apresentados todos os objectivos pelo o qual a mesma foi criada e os seus representantes legais, bem como a importância que a organização terá em toda a Federação da Rússia no que concerne a valorização e expansão da língua portuguesa nas Instituições Russas “Universidades”.

Não obstante a isso, tivemos a oportunidade de sermos brindados com a apresentações de algumas músicas tradicionais dos Países pertencentes a organização , assim como a apresentação dos trajes culturais e respectivos discursos dos representantes da mesma organização.

A mesma organização esta  constituída por todas as comunidades falantes da língua  Portuguesa na Rússia e consequentemente possui vários cargos,como a presidência,vice-presidência, e os secretariados.

Neste elenco das funções distribuídas na “ULR” ,São Tome e Príncipe ocupa um dos cargos fundamentais que é a vice-presidência representado pelo estudante São-Tomense do 3 ano do curso de comunicação, publicidade e relações publicas “Laime de Assunção José”.

No fim da actividade houve sessões de fotos e as respectivas entrevistas rápidas onde os participantes tiveram a oportunidade de dar  seus pareceres fazendo perguntas e dando sugestões  sobre a “ULR” e consequentemente as expectativas e os caminhos nos quais a mesma deverá seguir para chegar a terra prometida.

Fonte : “União Lusófona na Federação Russa”

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo