Sociedade

Polícia retirou-se das instalações da Rosema

Guilherme Posser advogado do grupo privado angolano Ridux, que se encontra no interior das instalações da cervejeira Rosema, disse ao Téla Nón que alguns minutos após o assalto desta noite o contingente dos Ninjas, transportados em 7 carrinhas abandonou o interior da Cervejeira.

Segundo Guilherme Posser da Costa, o contingente liderado pelo inspector geral da Polícia, regressou a capital do país. No entanto deixou 10 dos seus homens em posição de segurança na parte frontal da fábrica de cervejas.

O advogado, manifestou para o Téla Nón enorme preocupação sua e dos outros companheiros seus que se encontram no interior da Cervejeira, em relação a sua segurança e integridade física.

Segundo Guilherme Posser, junto com o contingente de Ninjas que se deslocou esta noite a cidade de Neves, haviam pelo menos dois cidadãos que não são reconhecidos como membros do corpo da Polícia Nacional.

Guilherme Posser da Costa, disse ao Téla Nón que mantém-se firme assim como os demais companheiros, nomeadamente o fiel depositário Óscar Sousa.

O advogado não acredita que a operação policial desta noite já terminou. Guilherme Posser considera que a intervenção policial vai ser reactivada ainda esta madrugada, e tanto ele como os outros temem pelas suas vidas.

Cerca de 200 populares da cidade de Neves, se encontram no local em solidariedade para com o grupo angolano para o qual, o Supremo Tribunal de Justiça restituiu na quarta – feira a cervejeira Rosema. Em vigília os populares estão a tomar café para espantar o sono.

Neste momento forte chuva cai  sobre a cidade de Neves.

Téla Nón

    6 comentários

6 comentários

  1. homens de neves

    3 de Maio de 2018 as 0:02

    OSCAR SOUSA
    Posser da Costa
    Manuel Saozinha,
    Resistam!
    O Povo de Neves estão convosco.
    Se for preciso pegamos em armas.

  2. Ditadura da pedra

    3 de Maio de 2018 as 6:42

    Temos é única solução matar alguém uma bala a queima roupa para terminar tudo

  3. MIGBAI

    3 de Maio de 2018 as 7:40

    Nunca acreditei nesta democracia nem como ela foi implantada no país.
    Primeiro teríamos de destruir as raízes comunistas e depois sim mudarmos o sistema. Agora falarmos em democracia e mantermos um sistema de ditadura governamental nunca daria certo.
    Reparem na vergonha que estamos a passar com esta novela Rosema e o desrespeito total pelos órgãos de soberania do país.
    Tudo isto prova aquilo que já um dia escrevi aqui, ou seja preparemo-nos para uma nova ditadura.

  4. Metida a Besta

    3 de Maio de 2018 as 8:29

    Perderam juizo que ja era pouco e quero ver quem vai brincar com Oscarito

  5. JOAO CARLOS

    3 de Maio de 2018 as 10:20

    Que fiquem registados estes acontecimentos para que no dia em que o ADI deixar o poder, haver uma responsabilização de todos esses bandidos sem exceção, quer os que participaram e os que não participaram….

  6. Maria Silva

    3 de Maio de 2018 as 10:36

    Engraçado é o povo de neves que foram de uma certa forma determinante este processo ROSEMA ..
    Os Monteiros mesmo o patrice trovoada, nunca pensaram que a população de neves seriam tão fiel a seus princípios, ( tendo enconta que em STP nos dias atuais vendem-se por tudo e por nada ) dando uma lição de justiça e bom senso a todo o povo São -Tomense, um gesto que ambas as parte envolvida no processo irão recordar para o resto das suas vidas!!
    Que um dia patrice trovoada sobe avião vai e não regresse mais a STP!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo