Sociedade

No Dia Mundial do Meio Ambiente, ONU pede fim de poluição plástica

A cada minuto, 1 milhão de garrafas plásticas são consumidas no mundo; e todos os anos, 8 milhões de toneladas de plástico são despejadas nos mares; secretário-geral da ONU suspendeu o uso de copos plásticos no gabinete dele, segundo recado dado em redes sociais.

O Dia Mundial do Meio Ambiente, marcado neste 5 de junho, tem como mensagem central a poluição plástica principalmente nos oceanos. Segundo dados da agência ONU Meio Ambiente, todos os anos, 8 milhões de toneladas de plástico são jogadas nos mares.

Segundo a agência, se nada for feito, até 2050 os oceanos terão mais plástico que peixes. A ONU Ambiente lançou a campanha “Acabe com a Poluição Plástica” ou #BeatPlasticPollution, na sigla em inglês.

Coleta

Vários eventos estão sendo realizados pelo mundo como coletas de lixos nas praias e palestras de conscientização sobre a importância de dizer não aos plásticos descartáveis. Por toda a semana passada, a ONU frisou incluindo em mensagens pelo próprio secretário-geral, António Guterres, que se o utensílio só pode ser usado uma vez, ele deve ser dispensado.

Guterres chegou a gravar um vídeo para as redes sociais dizendo que estava abolindo de seu gabinete os copos de plástico.

Oceanos

A ONU News conversou com a coordenadora do Dia do Meio Ambiente no Brasil e também da campanha Mares Limpos, Fernanda Daltro. De Brasília, ela explicou  que o plástico é um dos maiores desafios ambientais da era atual.

“O plástico se tornou um material presente em absolutamente todos os lugares do planeta, inclusive nas regiões mais remotas. E esta poluição tem uma relação direta com a sociedade de consumo em que a gente vive hoje. Este volume de lixo se mistura à cadeia alimentar. Todas as espécies nos oceanos acabam tendo contato e se alimentando do plástico de uma forma ou de outra.”

Para celebrar o Dia do Meio Ambiente, o Comitê Olímpico Internacional, COI,  anunciou uma parceria com a ONU para combater o plástico descartável.

Atletas olímpicos de várias modalidades incluindo triátlon, surfe, e rúgbi se comprometeram em cortar os utensílios de plástico.

Neste vídeo, chefe da ONU pede que o planeta “combata a poluição plástica.”

5 trilhões de sacolas

A cada minuto, 1 milhão de garrafas plásticas são consumidas no mundo. Já a quantidade de sacolas plásticas chega a 5 trilhões por ano.

De acordo com o diretor-executivo da ONU Meio Ambiente, Erik Solheim, já existe a consciência da situação alarmante, mas os impactos de longo prazo desta crise ambiental sobre a saúde ainda são pouco conhecidos.

Solheim comparou esta falta de informação ao pouco conhecimento que antes se tinha em relação ao tabaco, ao pó de amianto e ao mercúrio.

Ainda na entrevista à ONU News, Fernanda Daltro da ONU Meio Ambiente, no Brasil, destacou a importância da mudança na cabeça dos consumidores.

Canudo

“É muito importante entender que nós, como consumidores, temos um papel ativo e simples no combate à poluição plástica. E este papel está em fazer escolhas melhores. Não apenas em relação ao material, em deixar de usar o plástico descartável, em todas as situações, mas simplesmente abolir das nossas vidas alguns itens que não têm real necessidade. É o caso do canudo, por exemplo, que não chega a ter uma reciclagem e o consumo dele é relativamente desnecessário na maior parte das situações. ”

Entre as recomendações da ONU Ambiente para acabar com a poluição plástica estão ações simples que podem ser adotadas no dia a dia.

Entre elas, levar a própria sacola ao supermercado, recusar canudos e talheres de plástico, preferir garrafas de água reutilizáveis, catar o plástico que encontrar na rua enquanto estiver caminhando e apoiar políticas governamentais contra o uso único das sacolas de plástico.

Apresentação: Daniela Gross

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE|POLUIÇÃO PLÁSTICA|MARES LIMPOS

 

 

 

 

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo