Sociedade

Neves retirou barricadas

No final da tarde de sexta feira a população da cidade de Neves retirou todas as barricadas que foram erguidas na estrada nacional número 1. O acesso à cidade de Neves designada cidade industrial de São Tomé, ficou normalizado graças a intervenção dos Presidentes do poder local do distrito de Lembá, e do distrito de Lobata.

O Téla Nón apurou que o Presidente da Autarquia de Lembá que tem Neves como capital distrital, acompanhado pelo seu homólogo da autarquia do distrito de Lobata, que tem Guadalupe como capital, reuniu-se com os populares e conseguiu convencer o povo sobre a necessidade de desbloquear a estrada.

O Presidente da Autarquia de Lobata teve que intervir em Neves, porque a população de Guadalupe, também fechou a via que liga cidade de São Tomé a Neves, em protesto contra a falta de combustíveis nos postos de venda na cidade de Guadalupe.

Os dois presidentes das câmaras distritais viajaram de Neves até a cidade de Guadalupe, num cortejo em que se destacava um camião cisterna que transportava combustíveis para a Empresa de Electricidade, a EMAE.

Segundo a fonte do Téla Nón, foi uma forma de os dois autarcas convencerem a população da cidade de Guadalupe, de que Neves já tinha retirado as barricadas, e que o fornecimento de combustíveis estava regularizado, tanto para a venda ao público, como para o abastecimento das centrais térmicas da Empresa de Electricidade.

Momentos depois da abertura da estrada número 1, enormes bichas de pessoas e de viaturas, foram registadas nas bombas de combustíveis na cidade de São Tomé.

O protesto das populações da região norte da ilha de São Tomé, através do corte da estrada nacional número 1, provocou rotura de combustíveis em todo o país. A estrada nacional número 1, liga o centro da ilha de São Tomé, à cidade de Neves, onde se localiza o único reservatório de combustíveis de São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

    6 comentários

6 comentários

  1. WXYZ

    1 de Dezembro de 2018 as 17:17

    Muita coincidencia. A ponto de deixar suspeitas. Assim que souberam que o bloco da oposicao ia ascender ao poder procedeu se a retirada das barricadas.

    • José francas

      2 de Dezembro de 2018 as 6:19

      O senhor não entendeu que foi o bloqueio que o Guadalupe impôs à Lembá que os obrigou a levantar a barricada?

      • plumozatona

        3 de Dezembro de 2018 as 12:43

        Ainda doi, sr WXYZ? Mude a musica!!!

  2. MadreDeus.igreja

    1 de Dezembro de 2018 as 19:39

    Cala a boca WXYZ.

    Se é suspeito, vai queixar-se a Ministério público. Aliás, o que esse governo, tem que fazer com os anteriores. Levar todos a justiça, para reporem o que roubaram.

  3. Zebra2

    2 de Dezembro de 2018 as 2:34

    Esse WXYZ que já é conhecido, Osvaldo Santiago Lima, tem que ver que a coisa já mudou. Ficaste sozinho. O teu deus fugiu. Ainda é tempo para mudares de opinião e pensar como santomense. Os teus comentários dizem logo que és um dos lambi botas do Patrice Pinta Cabra.
    Tudo isso para te dizer que não houve coincidência nenhuma. Houve uma negociação muito intensa entre alguém acompanhado do poder local e os manifestantes. Depois de chegarem a um consenso é que se conseguiu terminar com a barricada. Seja mais Santomense e faça comentários com mais responsabilidades que só sais a ganhar.

  4. luciano

    4 de Dezembro de 2018 as 6:49

    meus queridos e queridas deixem de julgar uns aos outros e vamos pensar no bem comum. veja como um pai so tem uma via de acesso pra a cidade de Neves e Lobata. vamos imaginar se fosse um catastrofes natural que fecho a via. ficariam sem combustivel ate conclesao da retirada dos trocos. o pai esta mesmo mal. cada Distrito tem que ter duas ou mais estradas de ligacao com a cidade capital. os nossos gorvenos tem que pensar nisso mais rapidamente. uma vez que existe a cooperacao com a China isso sera mais facil.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo