Sociedade

A dança da Rosema : A cervejeira voltou para as mãos de Melo Xavier

Segundo o Telejornal da Televisão são-tomense,  o Tribunal Regional de Lembá, devolveu esta quinta feira a Cervejeira Rosema, ao empresário angolano Melo Xavier.

A notícia diz que Manuel Martins mandatário do empresário angolano, recebeu a fábrica com base na decisão do Tribunal.

O Téla Nón que muito já escreveu sobre a novela Rosema, desde o ano 2009, tendo constituído o maior acervo jornalístico sobre esta novela, remete o leitor para o seu arquivo, para melhor compreender a história, marcada por muita acção política, jurídica e policial.

Segundo a TVS, o empresário angolano Melo Xavier, deverá chegar a São Tomé nos próximos dias para retomar as rédeas da sua cervejeira, que em 2009 passou para as mãos de uma sociedade são-tomense, dominada pela esposa e pelo irmão do ex-deputado Nino Monteiro, actualmente Presidente da Federação Santomense de Futebol.

Augério Amado Vaz, um antigo juiz do Tribunal de São Tomé e Príncipe, foi quem em 2009 inaugurou a novela, e deu a São Tomé e Príncipe, um problema que passou a ser mais político do que Jurídico, e que criou uma forte rede de corrupção político-jurídica no país.

O então Juiz Augério Amado Vaz, promoveu a venda da cervejeira a favor da sociedade privada composta pela esposa e pelo irmão de Nino Monteiro.

O mesmo ex-Juiz Augério acabou mais tarde por simpatizar-se com Melo Xavier, e decidiu pela devolução da cervejeira, ao seu proprietário inicial, o angolano Melo Xavier. Uma ordem de devolução que foi reforçada por outro juiz que substitui Augério Amado Vaz no Tribunal de Lembá.

Nenhuma das decisões judiciais, para devolução da cervejeira ao empresário angolano, foram acatadas. Polícia de Intervenção(Ninjas), foram mandados pelo governo no ano 2012 para impedir a execução da ordem do Tribunal.

Em 2018, o próprio Melo Xavier esteve em São Tomé, para receber a sua fábrica conforme a decisão tomada pelo Supremo Tribunal de Justiça. Não resultou.

O dono da fábrica teve que se ausentar de São Tomé, e os Ninjas a mando do então Governo, entraram em acção e só saíram de cena após a devolução da cervejeira novamente para a sociedade privada da esposa e do irmão de Nino Monteiro.

Segundo a TVS, esta quinta feira, novamente o Tribunal executou a devolução da fábrica de cervejas para o empresário Melo Xavier. Será que desta vez é definitiva?

As autoridades judiciais e os representantes do dono da fábrica devem responder a esta questão, de forma a que o país tenha paz definitiva, sobre o futuro da única cervejeira nacional. A Rosema movimenta e dá álcool a economia nacional.

Abel  Veiga

    19 comentários

19 comentários

  1. Seabra

    9 de Maio de 2019 as 23:05

    ROSEMA voltou para as mãos do seu verdadeiro dono…a justiça sãotomense agiu bem desta vez…está de parabéns !
    O proprietário recuperou o que lhe pertencia. Quem vai pagar o prejuízo cujo ele foi víctima durante os 4 longos anos de injustiça e abuso de poder ? QUEM ?

    • MIGBAI

      10 de Maio de 2019 as 12:07

      Finalmente.
      Já era sem tempo.
      Agora minha gente, está na altura de os antigos donos das roças e seus herdeiros começarem a exigir a devolução das mesmas.
      Só assim se acaba com o comunismo trazido pelo pinto da costa para STP e se faz justiça.
      Quando as roças forem devolvidas aos seus donos, vai iniciar-se uma nova era para STP com o investimento privado a suplantar o miserável investimento estatal.
      Iremos ter finalmente a iniciativa privada a movimentar a economia e avançarmos para uma verdadeira democracia.
      Que se inicie a devolução das roças aos seus legítimos donos.

      • MIGBAI

        11 de Maio de 2019 as 17:29

        Parece que existem muitos palhaços negros que ao querem que os donos das roças recebam de volta às suas propriedades?
        Porque será????????????

        • MIGBAI

          12 de Maio de 2019 as 7:41

          Desculpem “….não querem que os donos……..”
          Já está corrigido

        • Zagaia

          17 de Maio de 2019 as 18:47

          Nunca devia ter saído das mão deles(antigos proprietários). Metam os olhos no ZIMBÁBUE de (MUGABI),nas recentes intenções do partido opositor na Æfrica do Sul e outras,são todas as decisões sem pensamento e as consequências são trágicas para o desenvolvimento econômico . Um bem haja á todos.

  2. Separação de poderes violada

    9 de Maio de 2019 as 23:41

    Segundo a informação o Ministério Público e os adivogados dos irmãos Monteiro recorrerão para o constitucional e o constitucional ainda não decidiu então como é que podem entregar fabrica ao Angolano.
    Quer dizer durante a campanha eleitoral os dinossauros do MLSTP como Guilherme Posser o Oscarito o Guilherme Otaviano não apareceram na campanha andaram na sombra, no dia da tomada de posse do governo do MLSTP estes dinossauros apareceram a esfregarem as mãos e as primeiras medidas que tomaram foi substituir os juízes metendo os juízes do MLSTP entre eles o Silva que tem historia do envilope de 100 mil e em menos de um ano de governação estamos a assistir coisas que nem na Venezuela acontece.
    Depois de queimarem carros estamos a assistir usurpação, detenções arbitrárias contra adversários políticos.
    O que a justiça esta a fazer em S.tome nenhum investidor vem investir ca em S.tome estamos a afugentar investidores.

    • Metido a Besta

      10 de Maio de 2019 as 9:27

      Quem parece nao perceber de nada nem tao pouco apreendeu alguma coisa es tu.

      Diz me onde ja se viu um Tribunal Local a inverter orden de um Tribunal superrior ?

      Que pais deste mundo onde os deputado decidem expulsar Juizes ?

      Que pais neste mundo onde presidente da republica interfere no sistema judicial quando ha a separacao de poder?

      Que pais este onde governo passa a vida viajando sem dar satisfacao ao Parlamento, nao faz a passagem das pastas , nao da conhecer o paradeiro dos contratos assinado em nome da Republica de Sao Tome .

      Responde essas e outra perguntas antes mandar boca.

      Falas em teu nome e do ADI e nao em nome dos Santomenses em geral

    • Lino

      11 de Maio de 2019 as 11:44

      Muita gente nao sabe de Nada
      O problema nao e entregar fabrica ao angolano a fabrica e do angolano simplesmente foi assaltada pelos bandido mais corrupts de santomento OS evasores dos impostos
      Devem ao estando milhoes de euros dos impostors nao declarados com cliente denominado pca que levem diariamente parte de producao sem faturar
      Nem seguranca social pagan a mais de 1 ano
      A gestao danosa dos idmaos Monteiro levou a rosema a mais de 2 anos a fazer em chiquila no final de mes Para pagar em salario
      Tem saldo negative em todos OS bancos
      E nem tem Como importar material prima

      Quanto ao tribunal constitutional tenho a dizer que o relator do processo rosema e cunhado de Olympia Pina, diretora financeira da rosema e por conseguinte mulher do Antonio monteiro
      Refiro me ao senhor refer que tinha dado toda garantia de ter elaborado tudo ao favor dos irmaos Monteiro em troca de dos euros negociado recentemente no e control tido com Nino em portugal

  3. Vanplega

    10 de Maio de 2019 as 6:44

    Talvez seja desta vez.

    Que a justiça seja feita. Dar ao seu dono o que realmente é seu

    Aproveito pagar apelar a justiça, que não se esqueça da outra injustiça.

    É o caso de PEREIRA DUARTE

  4. selecionador para as eleições

    10 de Maio de 2019 as 6:52

    Acho que não ha mais nada a falar porque esse assunto já cansa.

  5. original

    10 de Maio de 2019 as 8:11

    Tudo que é feito de má fé tem dias contados e que sirva de lição a todos quantos ainda teimam em fazer tudo para prejudicar os outros.Aqui se deve aqui se paga.

  6. Crisotemos Café

    10 de Maio de 2019 as 8:25

    Se faz favor. Troque de pagina. Seguinte, a outra , e assim seguidamente. Porque isto já é demais.Até que intoxica uma pessoa

  7. Assim só já perdeu!

    10 de Maio de 2019 as 8:28

    Vamos ver se com essa devolução, incentiva o verdadeiro dono da fábrica a fazer algo no nosso “ex-lindo” Náutico. Parabéns para STP.

  8. Pedro

    10 de Maio de 2019 as 9:43

    Meus Srs se a justiça assim foi feita ningém tera que contestar isto porque ningém esta a cima da lei mas no entanto tambem gostaria de salientar que O Sr Melo Xavier tera que devolver ao estado STP a propriedade que ele comprou por USD800 mil Dolares salve o erro na poca, se o governo tem em sua agenda um plano para desenvolvimento do turismo sustentavel em STP não podera por em causa tudo aquilo ou ações que contradizem com o tal desenvolvimento, pois é nesta otica que peço ao tribunal q faça devolução do Nautico ao estado Santomense ou dê um prazo ao Sr Melo Xavier para execução do projeto. Meus Srs o Nautico é o espelho da nossa cidade, deixamos de brincadeiras.

    • Pedro

      10 de Maio de 2019 as 14:45

      O Melo nao pode pegar no espelho da nossa cidade e fazer de lixeira e casa de banho.
      Devolva o nautico ao Estado.
      Devolva o nautico ao Estado.
      Devolva o nautico ao Estado.

  9. Grupo Mé-Zedo

    10 de Maio de 2019 as 10:35

    Isto chama-se S.Tomé e Principe a se reorganizar, isto chama-se S.Tomé e Principe no periodo pós ditatorial do ADI.
    Como eu e os meus amigos temos dito,parabens meu S.Tomé e Principe. Parabens aos sectores da Justiça, da Policia judiciária e da Comunicação Social que estão a dar prova de facto de um país com as garantias das liberdades fundamentais do homem, do direito democratico e de credibilização do Estado. Assiste-se hoje a uma verdadeira liberdade de imprensa e liberdade de expressao em S.Tomé e Principe e graças a isso o paradigma do meu país esta a conhecer novos horizontes.
    Parabens senhor Jorge Bom Jesus. Continue assim, apoie seus colaboradores porque estao no bom caminho e STP esta a se reerguer depois de uma durmida de 4 anos.
    Verdade porém é que alguma peças do seu governo precisar despertar e fazer valer suas competências.

  10. selecionador para as eleições

    10 de Maio de 2019 as 12:10

    A Rosema deve quanto a segurança social? A Rosema deve quanto ao estado Santomense em impostos?.
    Não me interessa quem foi, quem é ou quem vai ser o dono da Rosema, o importante é que paguem o que devem de impostos. Andamos a bater palmas por algo que tem nos prejudicado grandemente, mas todos os governos e governantes só estão a tratar dos seus problemas porque se quisessem saber do povo obrigavam tanto o Melo Xavier como o Nino Monteiro a pagar todo o centavo que essa empresa deve ao estado Santomense. Muitos estúpidos andam a bater palmas sem saber o porquê…Rosema de Melo e Rosema de Nino, paguem a divida aos cofres do estado Santomense e deixem de pagar favores aos partidos que ficam no poder. Bando de marginais.

    • STP Terra linda e gente boa

      11 de Maio de 2019 as 17:31

      Concordo consigo. Independentemente da devolução da fábrica a Melo Xavier, todos temos que pagar impostos. Uma coisa não tem nada a ver com outra. Se o estado lhe deve ou não, existe entidades competentes para resolver o assunto. Não estou contra essa devolução, o que deve ser exigido, é que o Melo Xavier respeite a lei fiscal do país, e ponto final. Se eles (tanto Nino Monteiro, Melo Xavier e o estado Santomense) tiverem casos do passado com respeito às dívidas, existe o tribunal para o efeito. Agora, na gerência da fábrica, o Melo Xavier tem pela obrigação de pagar impostos.
      Um bem haja a todos.
      Que Deus abençoe STP.

  11. Ralph

    13 de Maio de 2019 as 7:25

    Sim, este tipo de coisa simplesmente não tem bom cheiro, dando a aparência de um país em que não se pode investir seguramente sem ter medo que o governo pudesse intervir a qualquer momento para mudar as regras. É bom que a decisão foi revertida.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo