Sociedade

Novo lar para Bordadeiras de Santa Catarina

Foi inaugurada esta quarta-feira, na vila de Santa Catarina, extremo norte da ilha de São Tomé, a primeira casa de bordado da região. A casa de madeira foi construída para abrigar a sede de um grupo de mulheres artesãs empreendedoras, as Bordadeiras de Santa Catarina. O Instituto Renato Imbroisi elaborou o projecto para construção da sede para o grupo, patrocinada pela Sra. Sílvia Ribeiro de Aquino, empresária brasileira da área metalúrgica.

O grupo de 30 bordadeiras de diversas idades foi criado em torno de Noémia Albertina Cabalé, que fez formação em bordado no projecto brasileiro de cooperação técnica “Apoio ao Desenvolvimento da Produção de Artesanato de São Tomé e Príncipe”.

Noêmia Cabalé, desde que entrou no projecto de cooperação, ensinou o que aprendeu às mulheres de Santa Catarina – vizinhas, amigas, parentes – formando-se, assim, um grupo que, na falta de uma sede, reuniram-se, durante anos, sobre as pedras da praia, para bordar, conversar, trocar conhecimentos.

Parabéns às bordadeiras de Santa Catarina. Não foi fácil a caminhada dessas guerreiras do extremo norte, que têm na arte do bordado o seu ganha-pão. Foram dias de muita luta e muito sacrifício para estas mulheres, que vêem hoje concretizado um dos seus maiores sonhos, o de ter um espaço adequado para a realização das suas actividades de bordar.
O sonho hoje concretizado, com a inauguração desta infra-estrutura, servirá daqui para frente como um ponto de referência turística na localidade, frisou a bordadeira Noémia Albertina Cabalé.

A Casa das Bordadeiras, que está localizada na rua do antigo escritório de Santa Catarina, terá a disposição dos amantes da arte de enfeitar peças de roupas, sacas, cortinados, panos de cama e mesa. As bordadeiras prometem corresponder às expectativas dos turistas (nacionais e internacionais), realizando obras com alto padrão de qualidade e para todos os bolsos.

A Residência terá nesta primeira fase as suas portas abertas, de segunda a segunda, no período diurno.

A cerimónia de inauguração contou a presença das bordadeiras e de seus familiares e amigos, bem como grupos de turistas, e de personalidades como o Embaixador do Brasil, Vilmar Rogeiro Coutinho Júnior, o Presidente da Câmara Distrital de Lembá, Albertino Barros, e representantes de estâncias hoteleiras.

Gil Vaz

    1 comentário

1 comentário

  1. Frederico Ferreira Major

    29 de Junho de 2019 as 5:51

    Tudo que contribui para o desenvolvimento humano BEN Vinda em STP

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo