Sociedade

Comunicado

O Bastonário da Ordem dos Médicos de São Tomé e Príncipe vem por este meio comunicar a todos os médicos inscritos, que será realizado o V congresso Ordinário no dia 18 de julho de 2019, das 14h:00 às 17h:00, na sala de reuniões do Centro de Formação Brasil São Tomé e Príncipe.

Desde já conta-se com a presença de todos.

São Tomé, 26 de Junho de 2019. –

O BASTONÁRIO,

_______________________

Eduardo Martins de C. Neto

 

 

 

 

    6 comentários

6 comentários

  1. Nanana

    9 de Julho de 2019 as 17:15

    Mas é um congresso ou uma reunião?

    É que nunca vi um congresso com três horas de duração…

  2. Pedro Costa

    9 de Julho de 2019 as 20:22

    Congresso!?
    Das 14h:00 às 17h:00 ? Tudo gira em torno do tamanho do país! Pelo menos que arranjassem qualquer actividade intercalar, como por exemplo “bisca 61”, contos, “jogo de malha”, “provas com prémio para quem comesse jaca com safú em menos tempo”; assim o dito congresso levaria mais tempo.
    Enfim. Quem não tem cão caça com gato.

    • flaceto

      10 de Julho de 2019 as 14:30

      Quem não tem cão caça como gato.(pk o gato caça sozinho).kkkkkkkk

  3. Josimar F

    9 de Julho de 2019 as 22:34

    Estes quadrados da Nova nem boa estrategia teem. Nem sabem o que se passa a frete dos seus narizes. Program ar um Workshop quase em concorrencia com a FILDA – Feira International de Luanda foi dar um Tiro no proprios pe. Gaandes empresas da CPLP incluindo as da China nunca abdicariam da FILDA para virem a STP. E os resultado nos dois eventos estao a Vista de todos. Crescam e aparecam. Para ter exitos, O Governo deveria construiram um PREDIO “assombroso” de 10 andares para acolher condignamente os delegados/participants da CPLP.

  4. Bagatela

    11 de Julho de 2019 as 10:02

    Ao realizar este vosso V Congresso Ordinário a ter lugar no dia 18 de corrente mês, esperemos que, para além do ponto de ordem de trabalho, por favor, meditem conscientemente e profundamente no juramento de hipócrates que fizeram aquando da vossa formatura.Pois bem, sabemos que os nossos pacientes que recorrem aos serviços nacional de saúde são de uma maneira geral tratados desumanamente. Este alerta não só diz respeito a classe médica, como a todos que lidam com os pacientes. A imagem que transparece a maneira como os doentes são tratados é que, quando vão ao hospital, não esperam mais nada, senão uma destruição psicológica e consequentemente uma morte lenta.Decorridos 44 anos, depois da libertação do jugo colonial deveríamos ter um sistema de saúde mais condigno, a fim de restar um melhor atendimento a esse povo sofredor.

  5. Vedé

    16 de Julho de 2019 as 9:18

    Muito bem o congresso. Eu queria sugerir que no congresso fossem descobertar os maus médicos, os maus enfermeiros, os maus técnicos, os maus serventes e não esquecendo de elogiar e homenagear os excelentes e os bons porque estão todos misturados em vez estarem juntos. Para isso , deviam criar caixas de reclamações no hospital central e outros centros de saúde. Eu me lembro de um verso nacional que diz “Dotolô di kulá doentxi fika pocô, machi montxi bilá stlijon ku ça i ská matá ninguê.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo