Sociedade

Mário Lopes vence o Prémio Alda do Espírito Santo, “Jovens que Inspiram”

O activista social Mário Lopes, Vice-Presidente da Conexão Lusófona, e representante do Conselho Nacional da Juventude de São Tomé e Príncipe em Portugal, venceu o Prémio Alda do Espírito Santo, – Prémio – “Jovens que Inspiram”, uma iniciativa da Associação Mén Non, que tem como objectivo incentivar os jovens de São Tomé e Príncipe ao empreendedorismo social.

Mário Lopes, jovem santomense residente em Portugal, considerado a mente Brilhante que está a mudar a visão dos Jovens São-tomenses, tem-se destacado também no seio da CPLP, por ser um agente de mudança e promotor das políticas da juventude e comprometido com a construção de uma nova geração de jovens líderes dessa Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

“É uma honra para mim, ser galardoado com um prémio com denominação de sua mentora é de grande simbolismo, pois fui em tempos um dos pupilos da Poetisa Alda do Espírito Santo. É também muito especial, porque este reconhecimento vem do público, de todo um percurso que tenho feito, e reforça o comprometimento da minha parte no empoderamento dos jovens matéria de empreendedorismo social, liderança, e ODS (Objectivos de Desenvolvimento Sustentável), particularmente os mais vulneráveis e em meios desfavorecidos.” Afirma Mário Lopes em reacção ao anúncio do prémio.

Mário Lopes esteve recentemente em São Tomé e Príncipe empoderando os jovens em matéria de implementação dos ODS (Objectivos de Desenvolvimento Sustentável), tendo sido a figura central  do 2º Fórum do Objectivo de Desenvolvimento Sustentável organizado pelo Conselho Nacional da Juventude com o apoio das Nações Unidas. O evento tem percorrido o território nacional, e dando a conhecer aos jovens e a população em geral o conceito, a responsabilidade do Cidadão, Estado e das Empresas para o cumprimento da Agenda 2030.

“Esta iniciativa da Mén Non, é também um indicativo claro que devemos dar atenção e apostar nos jovens da diáspora, que têm desenvolvido acções meritórias de reconhecimento nacional quanto a promoção do nosso país e da nossa identidade. O país constrói-se também com a sua diáspora, que deve ser vista como um dos pilares chave para a construção de um São Tomé e Príncipe que todos almejamos.” Conclui o Mário Lopes.

O anúncio do vencedor foi feito no âmbito dos festejos comemorativos alusivos ao 44º aniversário da Independência da República Democrática de São Tomé e Príncipe em Portugal.

Alda do Espírito Santo, foi figura emblemática da luta pela independência do país, autora do hino nacional de São Tomé e Príncipe, uma referência política, social e cultural da nação santomense. Uma referência da literatura de língua portuguesa, que sempre rejeitou vanglórias e com humildade continuou a batalhar pela conquista do progresso do país soberano até o seu último suspiro em 2010.

associação ONG diás Nomeados:

Fábio Guadalupe- Fundador da Revista e TV Zunta Cloçon
Guedes Medeiros – Fundador da Rádio Somos Todos Primos
Mário Lopes- Vice-Presidente da Conexão Lusófona, Co-fundador do Téla Digital Media Group e elemento fundador do TEDxSãoTomé
Neusa Sousa – Produtora de Conteúdos da RTP África
Mirco Santiago – Luta contra o desperdício alimentar, recolhe alimentos desperdiçados e distribui aos sem-abrigos
Olimpia Barbosa –Jovem promessa do atletismo em Portugal

Fonte : Associação Mén Non

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo