Sociedade

Reflorestação de 100 hectares em São Tomé e 16 no Príncipe

É a missão lançada pelo Fundo Mundial para o Ambiente(GEF) em parceria com o PNUD, à 3 comunidades rurais em São Tomé e 1 na ilha do Príncipe.

São comunidades, onde vão ser reactivados projectos de produção de energia hidroeléctrica. Comunidades, localizadas nas bacias de rios cujo caudal, vai ser desviado para produzir energia limpa.

Santa Adelaide dependência da antiga roça Milagrosa, foi a primeira a receber a visita do projecto de reflorestação e restauração das florestas. Os agricultores da comunidade receberam machins(catanas), botas de borracha, e outros materiais de trabalho agrícola, e dezenas de plantas de árvores de sombra para serem lançadas nas terras de Santa Adelaide.

A reflorestação desta comunidade que está na pista rural que dá acesso a Bombaim, e localizada nas margens do Rio Manuel Jorge, é fundamental para a protecção da bacia hidrográfica.

Claudino Faro e e Bernardo Faro, outras duas comunidades rurais vizinhas de Bombaim estão na lista do projecto de reflorestação e restauração das florestas.

O projecto pretende proteger a floresta e a biodiversidade de 5 bacias hidrográficas. Sendo 100 hectares em São Tomé e 16 na ilha do Príncipe.

É financiado pelo GEF-PNUD, está a ser executado pela Direcção dos Recursos Naturais e Energia.

Abel Veiga

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo