Sociedade

“NRP Zaire” presta auxílio a barcaça no porto de São Tomé

Em 08 de abril de 2020, o NRP Zaire, a pedido da Guarda Costeira santomense, prestou apoio a uma barcaça que se encontrava em dificuldades durante transporte de contentores para o porto de São Tomé.

Respondendo prontamente ao pedido, os elementos de serviço do navio português projetaram uma equipa guarnecida com uma motobomba, através de um bote pneumático. A equipa de apoio efetuou esgoto aos porões da barcaça, tendo assim contribuído para evitar o naufrágio da mesma e a consequente perda de toda a carga, particularmente necessária nos tempos que vivenciamos.

Os militares do NRP Zaire a bordo da barcaça, apoiaram ainda os elementos da Empresa Nacional de Administração de Portos (ENAPOR), coordenando as manobras de esgoto, até a mesma se encontrar segura.

Como é do conhecimento geral, a inexistência de um porto de águas profundas, leva a que os contentores de mercadorias sejam transportados, entre os navios mercantes e o porto de São Tomé, com recurso a barcaças ou batelões rebocados. Estas barcaças, não obstante o seu estado vetusto, são utilizadas de uma forma intensiva, mas continuam a desempenhar um papel vital para o abastecimento do arquipélago.

O navio português Zaire, atualmente operado por uma guarnição mista, constituída por militares portugueses e santomenses, prossegue a sua missão de Capacitação da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, mantendo uma elevada prontidão de atuação no âmbito da segurança marítima da região e dos navegantes.”

Fonte : Adido de Defesa da Embaixada de Portugal em STP

    4 comentários

4 comentários

  1. José Roque

    12 de Abril de 2020 as 15:34

    Na qualidade de sócio gerente da empresa ESTALEIRO MANUEL ROQUE, Lda, operador portuário no porto de Ana Chaves, informo que a barcaça em causa não é propriedade desta empresa.
    O Estaleiro Manuel Roque, Lda é proprietário de duas barcaças e de dois rebocadores em perfeitos estado de operacionalidade.

  2. Victoriano Menezes

    12 de Abril de 2020 as 19:13

    Só sucatas!! País de só sucatas!!! Hospitais: sucatas!!!Aeroportos:sucatas!!! Avioneta para ligação inter-ilhas: sucata!!! Geradores de energia: sucatas!!! Edifício do Governo: sucata!!!
    Porto: sucata!!! Mercados: sucatas!!! Praça de táxis: sucata!!! Praça da Independência: sucata!!! Ministros: sucatas!!! Deputados: sucatas!!! Juizes dos Tribunais: sucatas!!! Tribunal de faz de Contas: sucata!!! Taxis (os amarelinhos): sucatas!!! NPR-Zaire: sucata!!! Rebocadores: sucatas!! Barcaça: sucatas!!! Carrões dos governanes, dirigentes e deputados: últimos gritos!!! Mansões dos Governantes, dirigentes, deputados: último grito!!! Salários dos Dirigentes, Ministro, deputados, PCAs: último grito!!! Salários dos funcionários e dos trabalhadores: umas sucatas!!! Até quando? Só sucatas?
    Nem ngue santome eh! Vamu Xingu’ubwe fam!!!!

  3. Zagaia

    13 de Abril de 2020 as 0:32

    Meu Deus, em quarenta e cinco anos de independência, os sucessivos governantes, não foram capazes de dar perioridade á uma obra de grande valor acrescentado…..

  4. José Silva

    13 de Abril de 2020 as 8:40

    É uma vergonha, a 40 anos não conseguimos ter um porto de aguas profunda, senhores governantes por favor resolvam essa situação se não, esse “país”não vai se desenvolver.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo