Sociedade

“Eu diria que o tribunal funciona mal…todo nosso país funciona assim”

Declaração do Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Manuel Silva Gomes Cravid, na abertura do curso para os escriturários e oficiais de justiça.

Segundo o Juiz Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, a formação dos quadros do sector da justiça, está enquadrada na reforma em curso do sistema de justiça. Uma forma de travar o mau funcionamento dos Tribunais.

Cerca de 50 pessoas estão a ser formadas no domínio de escriturários e oficiais de justiça. A formação que dura 6 meses, é organizada pelo Supremo Tribunal de Justiça, e pretende elevar a competência técnica e profissional dos funcionários judiciais.

O Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, considerou a formação dos escriturários e oficiais de justiça como sendo histórica. «Pela primeira vez na história da democracia de São Tomé e Príncipe, um curso de formação para escriturários judiciais para os oficiais de justiça, e para outros graus que habitam na nossa estrutura funcional», afirmou Manuel Silva Gomes Cravid, Juiz Conselheiro e Presidente do Supremo Tribunal de Justiça.

O Supremo Tribunal de Justiça, quer munir os profissionais da justiça de capacidades técnicas, para ajudarem na reforma do sistema de justiça, exercendo as suas funções com dedicação, mestria e zelo.

«O Juiz por melhor que seja, se os funcionários não estiverem a altura para trabalhar com esses juízes o tribunal não anda, o tribunal não existe», destacou o Juiz Presidente do Supremo Tribunal de Justiça.

O Juiz Manuel Silva Cravid, contesta as opiniões as quais, o Tribunal não funciona. «Quando se diz que o Tribunal não funciona eu refuto esta opinião. Eu diria que o tribunal funciona mal. Funciona com muitas deficiências, como o país todo. Todo nosso país funciona assim», frisou.

O Supremo Tribunal de Justiça reconhece que os Tribunais funcionam mal, e manifestou afinco na reforma da justiça. «O que pretendemos é melhorar. A reforma da justiça é melhorar as qualidades de trabalho, dar competência aos funcionários de forma ter melhor produtividade» ,pontuou.

Ivete Lima, Ministra da Justiça, participou na abertura na última semana do curso para os escriturários e oficiais de justiça. «É uma das formas de valorizar os quadros nacionais», afirmou a Ministra.

Ivete Lima, realçou várias acções em curso, sobretudo de melhoria das infra-estruturas do sistema nacional de justiça, como prova da materialização prática da reforma da justiça.

O curso de capacitação dos escriturários e oficiais de justiça, termina em Janeiro do ano 2021. Durante os 6 meses de formação os profissionais dos tribunais vão receber vários conhecimentos nomeadamente relacionados com o código de processo civil e penal, organização judiciária, e tramitações processuais.

Abel Veiga

    10 comentários

10 comentários

  1. Original

    18 de Agosto de 2020 as 11:27

    Deves ser um dos culpados.

  2. Adeliana Nascimento

    18 de Agosto de 2020 as 14:22

    Pois, se tomassem posição consigo, quando tomaste logo 2(duas) casas do Estado e fundiste numa só, e quando hexistem milhares de jovens a procura de pelo menos um quarto para esconder a cabeça, nunca dirias que todo o país funciona um pouco assim.

    A culpa não é tua. Gatuno

  3. Paulo Durães

    18 de Agosto de 2020 as 15:53

    Eu diria que os tribunais estão infestado de seres vivos técnicamente medíocres e preguiçosos, onde reina o peculato e tráfico de influência. No caso do Supremo tribunal, diria que é somente um mero crachá distintivo insignificante que em nada abona o estado de direitos e garantia dos cidadãos. Diria que o País funciona mal porque os juízes são políticos com mente fretista, quadrada e obtusa.
    Tenho dito!!!

  4. Barão de Água Izé

    18 de Agosto de 2020 as 20:13

    Para quando o afastamento da judicatura dos juízes incompetentes e corruptos? O mesmo se poderá dizer de alguns oficiais de justiça
    Juízes e Juízas competentes e honestos não podem achar normal que circulem suspeitas sobre
    a sua gestão da Justiça e viver em silêncio, sem clarificar tais suspeitas e boatos.
    O Presidente do STJ tem razão no que afirma, mas poderá ser mais interventor.

  5. Mece Suba

    19 de Agosto de 2020 as 8:28

    Este tal de Silva Cravid, armado em grande intelectual. Esse sr. que sempre vem como o Deus da verdade, que nem de longe chega a ser, usa da sua influencia e da fragilidade dos outros para comnseguir o que quer. Um grande manipulador e campeao no assedio as catorzinhas, que nao perde tempo para sacar papo a qualquer mulher, nao importa quem seja. Este homem num pais serio nunca chegaria a ocupar o cargo que ocupa e ja ocupou na sua vida. So em STP tais pessoas ocupam cargos que ocupam. Este sr. fenge empregar funcionaria, so por nao dormir com ele, tem a corragem de saca-la do posto prometido. Silva, o sr. nao devia falar em corrupcao porque o sr. chega a ser o campeao do mesmo.
    DOCTOR COM “d” PEQUENO..

  6. bintu

    19 de Agosto de 2020 as 8:58

    Os tribunais já tem pessoas a mais e mesmo assim querem meter mais gente aí? Francamente. Só podem estar a meter aí dentro os filhos, sobrinhos,primos, boquitas ou familiares de camaradas de partido no poder. Aliás aquela instituição aí é só familia mesmo. E assim o país vai andando.

  7. Zeca Neto

    20 de Agosto de 2020 as 1:03

    Cuidado Senhores,

    Se esse indivíduo sabe quem vocês são, manda vos perseguir. Na minha opinião, ele é um dos principais problemas do nosso país. Controla e manda em toda a gente, até o Primeiro ministro.
    Se fossem só as secretarias seria bom, colocou la na quinta dele aqueles que quis e ninguém diz nada. Não há ninguém que entra no sistema judicial se ele não quiser – é o mais cinico dos santomenses.

    • Como será

      23 de Agosto de 2020 as 11:29

      Kkkkkk. Oh Zeca Neto, entao estes nao vistos como os verdadeiros donos da terra os ditos chamados”Fôros”, nao apresentam nada construtivo para o país, apenas arrogancia, nariz impinado, cruéis, falta de amor ao seu proximo, e armado em muito gostoso, tudo que é mulher, os olhos ja esta por cima, muitos deles ate sao pedofílos, o nosso pais anda mergulhado na profundeza do abismo devido tanta maldição praticada nela. Depois querem vir com tribalismo; Ora este é Tonga, ora porque sao Gabáo, ora os que sao descendentes de Caboverdianos nao sao tidos nem achados na Sociedade, e querem mudar quadro deste pais assim com tantas complexidade? So DEUS com nosco.

  8. Brincadeira tem hora

    21 de Agosto de 2020 as 12:47

    …uma das maiores vergonhas deste país:tomou duas casas do estado, ameaça cidadão comum com prisão por causa de posse de terreno, pôs sobrinho sem diploma no sistema, rancoroso e invejoso…esse traduz tudo o que há de pior no sistema judicial. Reforma da justiça é piada…quem está na frente não é um tal que este mesmo senhor fez queixa por causa de envelopes de dinheiro da Rosema?? Esse aqui é um dos piores problemas dos tribunais..é o espelho de tudo o que vai mal.Todos na praça o conhecem…catorzinha não escapa nenhuma…familia toda metida no sistema…este concurso deve ser para dar mais tacho a sobrinhos/as..

  9. Como será

    23 de Agosto de 2020 as 11:37

    Desgraça !!!! deste pais. Terra linda que Deus criou, mais as pessoas que ele permitiu povoar esta Ilha, é uma desgraça.Nao têm sentido patriótico, enfim…….

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo