Sociedade

“Matemática é a ciência mais importante do ensino moderno”

A declaração é da Ministra da Educação e Ensino Superior, Julieta Rodrigues no encerramento esta tarde da 2.ª edição dos Campos da Matemática Gulbenkian em São Tomé e Príncipe.

A iniciativa da Fundação lançada em 2019, em parceria com o Ministério da Educação de São Tomé e Príncipe, com o objetivo de estimular o gosto dos jovens pela matemática e ajudá-los a atingir o máximo do seu potencial foi nesta 2.ª edição, adaptada às contingências da pandemia.

Os Campos funcionaram em sistema misto: a distância e presencial, em duas salas da Universidade de São Tomé e Príncipe, entre 31 de agosto e 11 de setembro e sem a admissão de novos alunos.

Os 30 alunos que participaram na 1.ª edição e que ao longo do ano continuaram a ter classificações mínimas de Bom, estão atualmente no 11.º ano e tiveram, durante o período de suspensão das aulas devido à pandemia, o acompanhamento semanal a distância, através do zoom, pelos professores das sociedades Portuguesa e São Tomense da Matemática.

Os Campos despertaram nos alunos o interesse pela matemática e têm-lhes proporcionado oportunidades que não teriam de outra forma. Têm “respirado” a matemática e é notória a satisfação demonstrada durante as sessões”, afirmou Ilvécio Ramos(na foto), professor e um dos responsáveis são-tomenses pelos Campos.

O professor considera que “a onda” gerada pelos Campos não se limita aos alunos que participaram, já que “poderão contagiar os colegas”.

O Campo prevê atividades educativas que pretendem estimular o gosto pela Matemática e promover a autoaprendizagem e o desenvolvimento individual de capacidades matemáticas.

Foram ainda realizadas previamente três ações de formação a distância a 12 professores de matemática do ensino secundário, para uma melhor integração e adaptação às atividades dos Campos.

São Tomé e Príncipe ainda tem muitas carências de professores de Matemática, Física, Química e de muitas outras áreas que requeiram uma boa base da matemática. Com esta iniciativa, estaremos a receber “fórmulas” sobre como mitigar a desfasagem que existe na Matemática, envolvendo os professores e trocando experiências.” Sublinhou Ilvécio Ramos.

O professor destacou ainda a importância pelo facto de o evento ter decorrido no contexto da pandemia. “Por um lado temos os alunos a aprender Matemática, ao mesmo tempo que aprendem ferramentas informáticas, e do outro estão os professores a lidar com as novas tecnologias para o ensino, numa altura em que o ensino a distância vai passar a fazer parte da realidade santomense.”

Para a Ministra da Educação e Ensino Superior de São Tomé e Príncipe, Julieta Rodrigues, presente na sessão de encerramento dos Campos, o desenvolvimento do país só se atinge com uma aposta nas áreas científicas e tecnológicas e considera que a matemática é a “ciência mais importante do ensino moderno“.

Fonte : Fundação Calouste Gulbenkian

    1 comentário

1 comentário

  1. Outro aspeto

    11 de Setembro de 2020 as 19:49

    Ai Ai Ai!
    Metendo os pés pelas mãos, esta assumida ministra a cada pronunciação mostra o seu desespero, coitada, anda perdiada num labirinto, teremos uma Alice caida recentemente na toca do coelho?
    Então a senhora assumida ministra declara a sua preferencia pela matematica em detrimento de outros saberes, que erro de casting, sabera a senhora o que é o ensino moderno?
    Esta escola + que doutrina e não ensina, que emburrece e não torna ninguém lúcido também é preciosissimo, certo ?
    A Matematica nada mais é do que a resolução de calculos abstratos com possibilidade de aplicação na realidade e no quotidiano, a peça chave para qualquer ensino é a interpretação, a criação de elementos e signos que permitem aos individuos a descoberta de si, pois a primeira trarefa é conhecer e dominar a si propio para posteriormente dominar os elementos abstratos, como acontece nas tarefas matematicas, por isso que o pai da Ciência o Aristoteles ensinava a Lógica e Gramatica, pois estes são elementos chaves de qualquer ensino.
    Volte a Universidade, por favor, a senhora carece de bagagens elementares.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo