Sociedade

PR do Tribunal de Contas foi transferido para a Guiné Equatorial

Acidente Vascular Cerebral(AVC), é o problema de saúde que subitamente provocou o internamento na passada terça feira, de Bernardino Araújo(na foto), Presidente do Tribunal de Contas de São Tomé e Príncipe.

Bernardino Araújo, que se encontrava na ilha do Príncipe, em missão de trabalho acabou por ser atendido no hospital Manuel Quaresma Dias da Graça da cidade de Santo António do Príncipe.

Um hospital regional, com menos capacidades técnicas e materiais do que o hospital central localizado na ilha de São Tomé, o Ayres de Menezes.

«Encontra-se num estado muito crítico», assim Sílvio Vera Cruz, delegado de saúde no Príncipe, definiu o Estado de saúde do Presidente do Tribunal de Contas.

Em estado de coma durante 4 dias, Bernardino Araújo foi transferido na sexta-feira, do hospital regional do Príncipe, para um centro de saúde especializado na Guiné Equatorial.

A aeronave de estilo ambulância, fretada pelo Governo santomense, deixou o aeroporto do Príncipe por volta das 12 horas de sexta-feira.

José António Monte Cristo, juiz conselheiro do Tribunal de Contas que acompanhou o Presidente Bernardino Araújo, na missão de trabalho a ilha do Príncipe, pediu calma a todos. «Gostaria de aproveitar este momento para pedir calma e serenidade aos familiares, aos nossos colegas que estão na sede (em São Tomé)», afirmou o juiz conselheiro.

Sua esposa e uma equipa de médicos acompanharam Bernardino Araújo, nesta viagem inesperada em busca de tratamento clínico na Guiné Equatorial.

Abel Veiga

    14 comentários

14 comentários

  1. STP unido

    16 de Outubro de 2020 as 21:41

    Estive no Príncipe esta semana e vi grande envolvimento das malta do Príncipe a dar cuidado para esposa, colegas e pacientes. Gente de príncipe não tem muito pra dar mas o pouco o tem da com amor. Mesmo assim nenhuma palavra do governo central para gente de príncipe que parou tudo para dar atenção. Parabéns Dr Sylvio e outros

  2. Saude

    17 de Outubro de 2020 as 4:36

    Rezo para que o mesmo possa melhorar.
    Porém um conselho aos políticos, criam condições nos hospitais em São Tomé e príncipe com aparelhos para estas situações e outras porque muitas das vezes são inúmeras vidas que podem ser salvas. Os hospitais de Agostinho Neto, Monte Café Uba budo podem ainda ser úteis. Porquê gastar mais dinheiro a construir um hospital de referencia em Porto alegre que quase não tem pessoas quando temos estas infraestruturas abandonadas e que podem muito bem serem aproveitadas?Nao consigo perceber isso. Só gente com mente quadrada é que toma essas decisões.

  3. Pedro Costa

    17 de Outubro de 2020 as 6:51

    Está mais que patente que este país precisa urgentemente de um hospital digno deste nome. Não vale a pena andar a apetrechar o Dr.Ayres de Menezes com equipamentos e se calhar sem técnicos capazes de lidar com as novas tecnologias dos equipamentos. O hospital central é velho, doente e sem condições. Não podemos andar nisto de evacuações em evacuações, de fretar em fretar aviões, de levar uma comitiva e ter de gastar neste sentido, de enviar doentes para tratar de coisas simples porque o país não tem meios para tal, etc.
    Já há muito que defendo um hospital novo, um aeroporto decente e um porto acostável. Nenhum governo consegue encontrar um parceiro que esteja interessado em investidor num hospital?

    • ONDE MESMO?

      20 de Outubro de 2020 as 11:12

      Pergunto, quantos anos tem o hospital Santa Maria ou o hospital Egas Moniz em Lisboa para além de outros espalhados pelo mundo todo. Não é só o hospital Ayres de Menezes que é velho. Este hospital precisa sim e apenas de ser requalificado e aumentado e temos espaço para tal.

  4. Sun Tintchi

    17 de Outubro de 2020 as 7:05

    Os políticos deviam ser todos julgados por não criarem condições de saúde no país. Com o dinheiro de corrupção podia se fazer muito neste país. É uma pena que os coitados é que morrem cá. Quanto ao presidente do tribunal de contas desejo força. Com as auditorias recentes provou se que estava a tentar ser isento mas acredito que os ditos camaradas não gostaram muito da sua intervenção. Há muita maldade neste país.

  5. Sotavento

    17 de Outubro de 2020 as 7:49

    É triste em 45 anos como país independente e com tantas ajudas externas, com tantos palavreados desses politicos reles,incompetentes que sempre fizeram vista grossa a bem estar social do povo não construiram um hospital com qualificação e meios para atender casos desses.O sr.Juiz foi a Guiné Equatorial e de coração desejo que supere esta situação.Agora pergunto…se fosse um pé rapado do Riboque ou outro local que sucederia?
    Mas este é o problema de Africa.Creio que os proximos governos têm que ter como prioridade o sistema sanitario de STP.

  6. Andorinha

    17 de Outubro de 2020 as 12:33

    Pensei que o governo ia deixa-lo morrer no Príncipe por causa do relatório da ponte de água grande , agora oportunidade para Jorge bom Jesus meter para Presidente do Tribunal de Contas um comissário do MLSTP para continuarem a roubalheira sem chatices
    Gostaria de saber com o dinheiro do Koweit anunciaram arranque da obra para Novembro gostaria de saber se é este Novembro ou ja sanunca?

  7. Fuba cu bixo

    17 de Outubro de 2020 as 14:05

    É lamentável depois de 45 anos de independência não temos um hospital de referência para os santomense este juiz tem a sorte de ser jente gordo e vai ser evacuado em um jato pricado para fora do país se fosse pobres teria morrido no nosso hospital onde doentes tem morrido por falta de oxigénio medicamentos falta tudo no nosso unico hospital falta tudo porque os dirigentes políticos e a suas famílias quando estão doentes vão tratar la fora do país e o camaradas lambibotas comissários políticos na rede social vão batendo palmas por enagoracões de pedaços de estradas e chafarizes enganando eles mesmos e o povo.

    O governo do Patrice Trovoada foi a luta conseguiu o financiamento para um hospital de referência com projectos para fazer o hospital novo este governo de Jorge bom Jesus que não ganhou as eleições queimaram carro da juíza chegaram ao poder prenderam o Americo Ramos injustamente por um dinheiro (17milhões) que eles não comeram e agora o investimento esta ca o atual governo da coligação preferiram reparar este hospital velho anunciaram inicio da obra para Novembro que nem sabemos se na realidade vai começar ou vão comer dinheiro enquanto isto os políticos vão engordando ficando ricos.

  8. ALDEMAR DIAS DO SACRAMENTO

    17 de Outubro de 2020 as 17:26

    Rápidas melhores Doutor…Força …

  9. Como será

    17 de Outubro de 2020 as 21:24

    Meus.senhores, sinto muito pelo nosso Procurador, mas um caso de AVC, santomense ate agora mesmo com tanto investimento para Covid no hospital nao conseguiram uma UTI capacitado para estes casos. Stome recebeu alguns ventiladores da china,estes devem ser tambem usados em pacientes com AVC, ou ainda estamos sem medicos Intenvista no pais? qual assistencia medica de qualidade este homem tera em Guiné Equatorial,se eles tambem estao como nós,com instabilidade politica, Corrupcao por todo lado,Presidente vitalicio,enfim…. senhor Ministro da Saude zela pela criação duma sala de cuidados intensivos no país, um dia podera ser voces a precisarem destes cuidados e nao tera, nao podemos pensar sempre na evacuação, tem situações que é preciso intervenção local. Ha coisas de 3 anos atras fui levar alguém no banco de urgencia por apresentar convulsoes e chegando ai no nosso banco de urgencia os Medicos nem sequer agiram como deve ser lidar com paciente em convulsões, nem espatula para proteger a lingua do paciente sequer tinha, eu tive que me identicar que também sou proficional, e pedi que eu podia usar ligadura ou algodão para ajudar o doente em nao morder a lingua. É vergonhoso e triste estas situações. Invistam no sector da Saúde

  10. ze Maria Cardoso

    18 de Outubro de 2020 as 6:01

    Caro amigo Bernardino Araújo, as melhoras e uma excelente recuperação!

  11. Tomas Mendonça

    18 de Outubro de 2020 as 15:07

    Desejo rápidas melhores ao nosso PR de Tribunal de Contas.
    Os milhões gerados pelo indicativo +239, as comissões que continuam do Negócio “Voz de América” e muito mais, tenho a certeza que dariam para construir muitos Hospitais e muito mais. Pena os que não comem é que estão a pagar.
    Assim estamos.

  12. Manuel Aragão

    19 de Outubro de 2020 as 7:43

    Pois assim vai o nosso STP
    Os santomenses deviam fazer o que os nigerianos fizeram na Alemanha. Quando um dos ministros da Nigéria ou de um país africano foi a Alemanha para tratar, os mesmos fizeram barricadas na porta do Hospital impedindo o mesmo de tratar e obrigando-o a ir-se tratar no hospital do seu país.
    Todos os africanos em Alemanha, Londres, Espanha, Portugal e toda Europa deviam fazer isto, para que cada um arranjasse as condições nos seus respetivos países. No dia que a Europa disser que já não vamos receber nenhum politico africano para ser tratado na Europa, vocês vão ver que os países africanos vão mudar e os corruptos políticos africanos vão mudar.
    O Presidente de S.Tomé encontra-se no hospital em Portugal para ser operado. O presidente da Guiné Bissau foi a França fazer chek up. O Presidente de Mali foi um país arrabe tratar da sua doença. Etc. Etc.
    Não têm vergonha na cara.
    Vão ao poder para buscar forma para tratar da sua saúde enquanto o povo morre as toneladas.
    Mas o povo africano gosta assim e assim vamos nos andando. Quando chegam as eleições o povo engoli algumas moedas e come pão com chouriço e anda nas pancadarias com seus vizinhos e amigos para elegerem estes corruptos.
    O Governo anterior tratou de arranjar dinheiro para saúde. 17 milhões. Este Governo anda apenas na sorna. A estrada que se lançou a pedra ultimamente foi tratada toda no governo anterior. Mesmo assim andam sempre a pregar que o outro não fez nada.
    Bôbo Só

  13. STP

    19 de Outubro de 2020 as 14:36

    Vamos pensar e propor melhores investimentos na saúde. Acesso a saúde de qualidade é um direito que assiste a todos todos não somente para os políticos que usam dinheiro do Estado para procurar o melhor par si.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo