Sociedade

PAM acompanha CIAT na Inspeção Sanitária e recolha de amostras para análises químicas…

PAM acompanha CIAT na Inspeção Sanitária e recolha de amostras para análises químicas e microbiológicas dos produtos que serão entregues ao PNASE

O Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas (PAM) recebeu em maio deste ano, uma contribuição de USD 700.000 da Fundação Chellaram para financiar as atividades de alimentação escolar no país que foram suspensas devido a segunda vaga de infeções por COVID-19.

Na altura, Edna Peres, Encarregada do escritório do PAM, afirmou que “Com o apoio da Fundação Chellaram o PAM poderá fornecer refeições quentes e nutritivas diárias às crianças vulneráveis no país durante os próximos meses,”.

Desta feita, na manhã desta sexta-feira, uma equipa do PAM acompanhou os técnicos do Centro de Investigação Agronómica e Tecnológica de São Tomé e Príncipe (CIAT), ao armazém da SOMEX, empresa selecionada mediante um estudo de mercado das poucas empresas importadoras de géneros alimentícios do país, pelas boas condições de armazenamento e preço, com objetivo de inspecionar a qualidade dos alimentos que serão entregues ao PNASE para atender as crianças mais vulneráveis.

Após uma visita ao armazém e aos diferentes compartimentos do mesmo, os representantes do CIAT procederam a recolha dos produtos que serão adquiridos pelo PAM, nomeadamente, arroz, feijão, esparguete, óleo de soja, sal e açúcar. Depois dos procedimentos internos da instituição, será emitido um certificado que possibilitará ao PAM efetuar a compra dos produtos acima mencionados.

A par disto, o PAM tem financiado a implementação de hortas escolares comunitárias, que além de possibilitar que as crianças estreitem a sua relação com a natureza,  contribui para a consciencialização sobre os impactos das suas ações no meio ecológico, garante maior autonomia das escolas e ainda  permite que os pratos sejam mais nutritivos.

A segunda vaga de infeções por COVID-19 que assolou o país em fevereiro teve um grande impacto nos meios de subsistência e no rendimento de muitos santomenses, especialmente mulheres, crianças, idosos e pessoas com deficiência. Desde 2020, o PAM tem trabalhado em estreita colaboração com o Governo para fazer face ao impacto socioeconómico da crise nas populações vulneráveis em todo o país.

O Programa Nacional de Alimentação e Saúde Escolar (PNASE) fornece refeições diárias a mais de 50 mil crianças nas escolas primárias de São Tomé e Príncipe. A sua missão é complementar as necessidades nutricionais dos alunos e formar hábitos alimentares saudáveis, durante a sua permanência na escola, contribuindo para o seu desenvolvimento físico e intelectual. O PAM, de acordo com a sua agenda de fortalecimento de capacidades do governo, tem apoiado o PNASE no cumprimento da sua missão desde 2012, ano da criação da lei que o institucionaliza.

A Chellaram Foundation Limited é uma organização filantrópica que se dedica a criar um IMPACTO na vida das comunidades carenciadas e marginalizadas, incluindo na África e na Índia, e a ajudar àqueles que sofrem as causas e os efeitos das calamidades. A Fundação estabelece parcerias com organizações que podem aproveitar as suas doações para criar o maior impacto social.

Fonte PAM / Parceria PAM – Téla Nón 

 

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo