Sociedade

PAM adverte que a crise climática impulsiona a fome

CRISE CLIMÁTICA IMPULSIONA A FOME, ADVERTE O PAM NO DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO

SÃO TOMÉ – O mundo enfrenta um aumento exponencial da fome agravado pela crise climática –  se uma ação global urgente para ajudar as comunidades a se adaptarem aos choques e estresses climáticos for ignorada, alertou o Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas PAM por ocasião do Dia Mundial da Alimentação.

“A crise climática tem o potencial de submergir a humanidade. O mundo não está preparado para o aumento sem precedentes da fome, que testemunharemos se não investirmos em programas que ajudem as comunidades vulneráveis a se adaptarem e criarem resiliência às mudanças climáticas ”, disse o Diretor Executivo do PAM, David Beasley. “A crise climática está a alimentar uma crise alimentar.”

As comunidades vulneráveis, a grande maioria das quais depende da agricultura, pesca e pecuária, que menos contribuem para a crise climática, suportam o peso dos impactos com meios limitados para amortecer o golpe.

Com São Tomé e Príncipe altamente dependente da importação de alimentos, a disponibilidade de alimentos é imprevisível: não há porto de alto mar e, com mau tempo, o desembarque é difícil na única pista curta do país. Além disso, nenhum cereal é cultivado na ilha. O país está sujeito a desastres naturais, como inundações e deslizamentos de terra, que afetam negativamente o desenvolvimento das safras e o acesso às estradas, além de destruir casas e bens domésticos.

Presente em São Tomé e Príncipe desde 1976, a assistência do PAM está focada no fortalecimento das capacidades do governo para implementar o programa nacional de alimentação escolar sustentável, que atinge mais de 50.000 crianças que frequentam as escolas (cerca de 25 por cento da população total) e facilitar o acesso dos pequenos agricultores aos mercados.

Com base no tema deste ano para o Dia Mundial da Alimentação, “Nossas ações são o nosso futuro – Melhor produção, melhor nutrição, melhor meio ambiente e uma vida melhor”, o PAM conclama aos líderes mundiais a reconhecerem a estreita ligação entre a fome e a crise climática e  exorta-os a redobrar seus esforços para enfrentar a mudança do clima, numa altura que o foco muda para a 26ª Conferência das Partes (COP26).

Veja e descarregue nesta ligação temporária uma mini-reportagem sobre o trabalho do PAM e seus parceiros em São Tomé e Príncipe, para ajudar a salvar vidas e mudar vidas rumo a fome zero: https://bit.ly/3jalWYB

#                              #                                 #

O Programa Mundial para a Alimentação das Nações Unidas é o Prémio Nobel da Paz de 2020. Somos a maior organização humanitária do mundo, salvando vidas em emergências e usando a assistência alimentar para construir um caminho para a paz, estabilidade e prosperidade para pessoas em recuperação de conflitos, desastres e o impacto das mudanças climáticas.

Fonte : PAM – São Tomé e Príncipe 

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo