Sociedade

Campos da Matemática Gulbenkian

Educação de qualidade em Matemática

Área de atuação: Educação em Matemática
Promotor: Fundação Calouste Gulbenkian
Financiador principal: Fundação Calouste Gulbenkian
Parceiros: Ministério da Educação de Cabo Verde, Ministério da Educação e Ensino Superior de São Tomé e Príncipe, Sociedade São Tomense da Matemática, Sociedade Portuguesa da Matemática e Universidade de Cabo Verde
Localização: Cabo Verde e São Tomé e Príncipe
Beneficiários: Alunos do ensino secundário 
Fase do Projeto: Em Desenvolvimento
ODS: 4. Educação de qualidade

Os Campos da Matemática Gulbenkian são campos não residenciais de 10 dias com atividades educativas que estimulam o interesse pela disciplina em estudantes do ensino secundário, aplicando-a na resolução de problemas do quotidiano e proporcionando aos jovens um ambiente privilegiado para descobertas e desafios, que estimulam a sua curiosidade e aumentam a motivação para a aprendizagem.

Os estudantes trabalham habilidades e estratégias, através de resolução de problemas, que facilitam a aproximação entre os conteúdos de matemática estudados e os conhecimentos vividos no seu quotidiano e desenvolvem ainda competências nas áreas da concentração, raciocínio lógico-dedutivo, cooperação, organização e autoconfiança.

As atividades são elaboradas pelos professores da área científica de Matemática e Estatística da Universidade de Cabo Verde, nos Campos de Cabo Verde e pelos professores da Sociedade São Tomense da Matemática e da Sociedade Portuguesa da Matemática, nos Campos São tomenses. 

Edição de campos da Matemática em Cabo Verde

Um dos objetivos deste projeto é o acompanhamento progressivo dos estudantes do 10.º ano, no 11º e 12º anos, com sessões com os professores, promovendo a autoaprendizagem, a autonomia e o desenvolvimento individual das suas capacidades matemáticas.

Os alunos da primeira edição podem participar nas edições seguintes, desde que mantenham notas elevadas à disciplina de matemática, e obtenham aprovação pelos professores nas avaliações a que são submetidos.

Este projeto contribui para as seguintes metas

Meta 4.6

Até 2030, garantir que todos os jovens e uma substancial proporção dos adultos, homens e mulheres, sejam alfabetizados e tenham adquirido o conhecimento básico de matemática

Meta 4.9

Até 2020, ampliar substancialmente, a nível global, o número de bolsas de estudo para os países em desenvolvimento, em particular os países menos desenvolvidos, pequenos Estados insulares em desenvolvimento e os países africanos, para o ensino superior, incluindo programas de formação profissional, de tecnologia da informação e da comunicação, técnicos, de engenharia e programas científicos em países desenvolvidos e outros países em desenvolvimento

Fonte : Fundação Calouste Gulbenkian

FAÇA O SEU COMENTARIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top