Sociedade

Direcção da ENAPORT caiu – Inter-partidária acatou a decisão dos trabalhadores

Manuel Diogo Presidente da UDD, nomeado pela inter-partidária como director da empresa que administra os portos de São Tomé e Príncipe, foi demitido das suas funções.

Os trabalhadores da ENAPORT acusaram a direcção de gestão danosa da coisa pública, e exigiram ao ministro das infra-estruturas Osvaldo Abreu, que demitisse a direcção.

A revolta dos trabalhadores foi levada a Inter-Partidária. O órgão que congrega os partidos que em coligação governam o país, não conseguiu salvar o Presidente do partido UDD, que tem 1 assento no parlamento.

O líder sindical da ENAPORT, Adelino Silva, disse ao Téla Nón que as negociações com a inter-partidária decorreram durante o último domingo. O consenso alcançado permitiu pôr fim ao mandato do Director da ENAPORT, Manuel Diogo e toda a sua equipa de direcção.

Ministro das Infraestruturas – Intervenção na Assembleia dos trabalhadores da ENAPORT

Desde segunda – feira 6 de junho, que a empresa dos portos, é comandada por uma equipa de coordenação. Olinto Neves, militante da coligação parlamentar PCD-MDFM-UDD, foi indicado pela Inter-Partidária parea substituir o Presidente da UDD na direcçáo da ENAPORT.

Olinto Neves, que foi candidato âs eleições presidenciais do ano passado, quadro do Instituto Marítimo e Portuário de São Tomé e Príncipe, é o coordenador geral da ENAPORT.

Os trabalhadores da empresa indicaram o vice-coordenador. Octaviano Viegas d´Abreu, foi o homem escolhido para apoiar na coordenação.

Osvaldo Lomba quadro da ENAPORT foi nomeado Supervisor.

Abel Veiga

3 Comments

3 Comments

  1. Pedro Costa

    8 de Junho de 2022 at 6:25

    Ok. Caiu o Manuel Diogo, o que caminho a seguir e colocar na empresa gestores de provas dadas e depois privatizarem a empresa….

  2. Santo

    8 de Junho de 2022 at 10:14

    Quais esses gestores de provas?

  3. Carlos Alberto do Espirito Santo

    8 de Junho de 2022 at 16:07

    Um bando de parasitas.
    Ninguèm trabalha para Sao Tome e Principe, senāo para seus bolsos.

    A mà gestāo numa empresa, destròi a pròpria empresa e seus activos, como tambèm destròi a economia do pais.

    Nāo è a 1 vez, nem 2 vez que estes maùs gestores praticam mà gestāo.

    Agora que foram demitidos, deve o Estado, mandar fazer um balaço na Enpresa, para ver sua viabilidade e responsabilizar os maùs fectores.

    È isto que deve ser feito. Num pais sèrio.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top