Sociedade

Jornalista José Bouças apresentou a defesa de mestrado no V Congresso Ibero-Americano

Participação via zoom

Perceções de Responsabilidade Social e de Desenvolvimento Sustentável: Estudo de Caso na Cooperativa de Produção e Exportação do Cacau Biológico em S.Tomé e Príncipe

José Bouças de Oliveira

Afiliação:

e-mail

FátimaJorge

CICP e Universidade de Évora

mfj@uevora.pt

Marta Silvério

Universidade de Évora

mcs@uevora.pt

Esta proposta de comunicação tem por base a investigação realizada no âmbito da dissertação de mestrado em Gestão da Universidade de Évora. A pesquisa teve como objetivo geral compreender e analisar o grau de desenvolvimento das práticas de responsabilidade social e de sustentabilidade organizacional, sobretudo nos domínios interno e externo e nas áreas ambiental, social e económica, na Cooperativa de Produção e Exportação do Cacau Biológico (CECAB) em S.Tomé e Príncipe.

Toldo (2002, p.82) considera a responsabilidade social como “o comprometimento permanente dos empresários de adotar um comportamento ético e contribuir para o desenvolvimento económico, melhorando simultaneamente a qualidade de vida dos seus empregados e das suas famílias, da comunidade local e da sociedade como um todo”.

Num país subdesenvolvido, com um índice de pobreza que atinge mais de 60 por cento da população, sobretudo, do meio rural, o presente estudo é deveras relevante por se tratar de um caso de sucesso no seio dos pequenos agricultores. A organização objeto de estudo respeita as condições particulares de S.Tomé e Príncipe de preservação dos ecossistemas e da biodiversidade, coopera para a melhoria do nível de vida do seu povo. Contribui, igualmente, para as exportações do país, que tem uma balança comercial muito desequilibrada, assim como para a economia.

A metodologia deste estudo de caso teve por base uma investigação bibliográfica e outra empírica, através de uma metodologia quantitativa e qualitativa, suportada por um questionário e entrevistas semiestruturadas, com base num guião e em análise documental.

Deste modo, tomando como referência o estudo de caso na CECAB em S. Tomé e Príncipe, é importante mostrar em que moldes a responsabilidade social é entendida como parte da componente da estratégia da referida cooperativa. São analisados, igualmente, os mecanismos e os vetores que atuam como estratégia de sustentabilidade dentro desta organização que congrega 42 associações de produtores de Cacau Biológico e mais de três mil agregados familiares do Centro e Norte de S.Tomé.

Os resultados obtidos permitem concluir que práticas de responsabilidade social e de sustentabilidade são percecionadas como realidade na CECAB. Na opinião dos entrevistados, a produção biológica representa, à partida, uma atenção ao ambiente e a CECAB é como se fosse uma cobaia ao nível do país nesta prática. E hoje já se fala de produção biológica de diversas culturas e todos querem utilizar cada vez menos o produto tóxico nas suas parcelas. Aliás, esses resultados garantiram à CECAB a certificação de produção biológica. Um elemento curioso na análise quantitativa dos resultados é o predomínio de respostas positivas em relação às práticas de responsabilidade social e de sustentabilidade social, nas vertentes internas e externas, o que demonstra o engajamento dos respondentes em relação às ações que são desenvolvidas no seio da organização, e o papel transformador da própria organização nas suas vidas, o que leva muitos agricultores de diferentes comunidades agrícolas do país a espreitar a oportunidade de integração nesta cooperativa que ainda, de acordo com os resultados revelados no presente estudo, tem contribuído para a redução da pobreza nas comunidades onde intervém.

Este estudo fornece pistas para orientar e inspirar outras cooperativas a enveredarem pelo mesmo caminho.

José Bouças é jornalista, jurista, pós-graduado em gestão, mestre em Gestão de Recursos Humanos.

Palavras-chave:

Responsabilidade Social das Organizações; Desenvolvimento Sustentável; Objetivos de Desenvolvimento Sustentável; Cacau Biológico de STP; Estudo de Caso.

O leitor tem acesso ao conteúdo da dissertação de mestrado do Jornalista José Bouças :

8 Comments

8 Comments

  1. Abílio Pontes

    26 de Novembro de 2023 at 22:24

    Não se faz tese no mestrado, mas sim dissertação. Tese é só no Doutoramento.
    Aprendamos e não sejamos vaidosos e eternamente ignorantes. Universidade de Évora?

    • adalberto gomes

      27 de Novembro de 2023 at 10:16

      Abilio Pontes respeita teu chefe.
      Quem mandou você não estudar ?!

  2. Sem assunto

    27 de Novembro de 2023 at 5:33

    A universidade de Évora é a versão moderna, quiçá, europeia da nossa badalada UICAI.
    Afinal todos quanto podem pagar a propina são agraciados com um diploma de mestrado.
    Falo com provas, bom parte deles têm espreitado cadeiras na USTP, e é só atropelo atrás de atropelo, quadros vazios que nem uma referência bibliográfica conseguen passar aos estudantes. Este também é um dos problemas da desistência em massa no ensino superior que ninguém ousa em falar.
    É tempo de repensar mos isto. A sociedade está tornando muito vaidosa, todos querem títulos de mestres, e doutores para pendurarem nas gavetas, e aguardar por um oportunidade no Estado acreditando de que isto é desenvolvimento, do contrário, é mais probreza e frustração.
    Precisamos de pessoas engenhosas, criativas, empreendedores corajosos que arriscam, políticas públicas facilitadoras, bancos que dão créditos de verdade com taxas de juros baixa quando o assunto é investimento.
    Só assim vamos descolar este país.
    Mande estes títulos para “taboa”.

  3. Henos Martins

    27 de Novembro de 2023 at 11:48

    Meus Parabéns Carissimo,José Bouças de Oliveira

  4. Início Silveira

    27 de Novembro de 2023 at 12:33

    Os meus parabéns carro colega por mais uma conquista, muita força e muitas felicidades. Abraços

    • Ana Sousa

      27 de Novembro de 2023 at 14:16

      “…caro colega…”

      Carro dos 2 Rs é apenas para veículo automóvel.

  5. Se acha hábil a distrair

    28 de Novembro de 2023 at 10:46

    Bolças, és mesmo engraçado !!!
    Afirmas seres ao mesmo tempo jornalista, jurista, pós graduado em gestão e mestre em recursos humanos.
    Queres distrair as pessoas?

  6. Carlos Sanches

    29 de Novembro de 2023 at 22:54

    Parabéns primo. Felicidades sempre!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top