Análise

PATRICE TROVOADA

No seu sóbrio e elegante gabinete da Fundação Solidariedade, há três posters. Barack Obama está no meio, ladeado por Martin Luther King e Malcolm X.  Patrice Emery Lumumba, o herói e mártir da independência do Congo, a quem deve o nome, não está.

Um currículo invejável: várias vezes assessor presidencial, ministro dos Negócios Estrangeiros, segundo candidato mais votado nas presidenciais de 2006, duas vezes primeiro-ministro. Exceptuando o XIV governo, a efemeridade foi o traço comum ao exercício dessas funções.

O chefe do XIV governo constitucional será porventura o caso mais atípico e, quiçá, paradoxal da política são-tomense. Líder incontestável do ADI, Patrice Trovoada é, a um tempo, a maior força e a maior fraqueza do partido vencedor das legislativas de Agosto de 2010.

É a garantia da funcionalidade logística e operacional do ADI.

O peso mediático do partido depende do seu carisma.

Os espinhosos anti-corpos que o governo do ADI suscitou ao nível da classe política e da sociedade, têm muito a ver com a sua personalidade e o seu estilo de liderança.

Alterna uma grande capacidade de sedução e uma fria sobranceria.

Domina o Francês, o Inglês e, menos, o Espanhol. Não fala nenhum dos crioulos são-tomenses.

A sua pose de patrício, contrasta com o culto da proximidade praticado pela maioria dos políticos são-tomenses.

Duas horas após ter recebido a pasta das mãos do seu antecessor, efectuou uma inesperada e demorada visita ao Hospital Central Ayres de Menezes, sinalizando a saúde como prioridade das prioridades. A falta de medicamentos no Hospital Central foi uma das principais armas da oposição contra o seu governo.

Tendo-se erigido em instância de sistemática denúncia e reprovação dos erros, malfeitorias e alegadas malfeitorias dos anteriores governos de sinal contrário, colocou-se a jeito para as cacetadas, ( e não só de adversários e inimigos), protagonizando um estilo de governação marcado pela fuga à prestação de contas, pelo secretismo e pelo horror ao contraditório. À oposição, onde pontificam elementos nunca conformados com a derrota de 2010, foi dado campo fértil para atacar.

Envolto numa aura de superioridade moral, chegou ao poder empunhando a bandeira anti-corrupção. Em várias ocasiões, indicou ter assumido em nome do Estado e do povo são-tomenses, compromissos que, em seu entender, o povo e a globalidade do Estado são-tomenses não precisam de conhecer.

O nebuloso dossier Kosovo exemplifica uma perversa redução do Estado ao governo e do governo à pessoa do seu chefe.

Patrice Trovoada definiu, com lucidez, a urgência da reforma da Justiça. Fê-lo num clima de permanente guerrilha com os Tribunais.

As prerrogativas da Assembleia Nacional parecem ter sido, por vezes, encaradas como mera sugestão. As prerrogativas do Tribunal de Contas, também.

Aprovado o seu programa, o executivo rapidamente se começou a esquecer de apresentar ao parlamento os relatórios trimestrais de execução orçamental.

As interpelações em sessão plenária foram abordadas como exercício fútil.

Para bloquear um debate sobre o empreendedorismo juvenil, o ADI evacuou da sala os seus deputados.

Para bloquear o debate da moção de censura e impor eleições, esvaziou, sine die, meio parlamento.

Pela mão de Patrice Trovoada, o edifício da lota de peixe deixou de jazer sem destino frente ao mar, para se transformar no maior e mais bem apetrechado supermercado do país. Contudo, apesar de todas as tentativas do parlamento, continua-se sem saber em que termos legais se deu a metamorfose. Depois de o ADI se ter juntado a sectores da opinião pública para questionar o valor da construção do edifício apresentado pelo governo do MDFM-PCD, Patrice Trovoada dispôs de um património doado ao Estado são-tomense, definiu os parceiros e estabeleceu os termos da parceria sem dar, como se diz, cavaco a ninguém.

Recentemente, o MLSTP-PSD acusou o chefe do governo de  envolvimento em operações nocturnas ´´ultra-secretas’’ a bordo dos navios ancorados na costa, exigiu a divulgação dos termos do acordo e esclarecimentos acerca da natureza das operações.

Américo Barros, o vice-presidente do MLSTP que leu o comunicado, foi demitido das funções de direcção no Banco Central. Contra a sua pessoa e a do líder do MLSTP, Jorge Amado, Patrice Trovoada interpôs uma queixa-crime. Responsáveis de sectores intermédios do Estado foram incumbidos de apresentar meias explicações.

Se o MLSTP- PSD revelou uma espalhafatosa e censurável alacridade no modo como fez a denúncia e se foi nítida a percepção de que Américo Barros tomou posse como deputado para não responder à queixa-crime, mais uma vez, Patrice Trovoada deu mostras do que amiúde parece configurar um profundo desdém pelos governados. Nunca divulgou os termos do acordo que trouxe os barcos e nada disse sobre a natureza das operações.

Na campanha para as legislativas, firmou um pacto com a Região Autónoma do Príncipe. Como primeiro-ministro, só viabilizou o crucial projecto HBD após um feio confronto entre os governos regional e central, com mobilização popular e queima da bandeira nacional na ilha do Príncipe.

Candidato às eleições presidenciais em 2006, apoiou-se no MLSTP-PSD contra Fradique de Menezes, de cuja candidatura triunfal em 2001 fora baluarte. Quando acusa o PCD de ter forjado uma aliança contra-natura com o partido social-democrata, Patrice Trovoada passa uma esponja sobre esse momento da sua trajectória.

Em 2008, por força de um arranjo com o então Presidente da República, assumiu a chefia do XII governo constitucional, encetando uma insólita experiência que durou três meses. O ADI fora o partido menos votado nas eleições.

O slogan ‘’Quem ganha, governa’’, rasurou esse momento da sua trajectória política. Rasurou igualmente a demissão, a menos de um ano do fim do mandato, do governo de maioria de Guilherme Pósser da Costa, cujo sucessor contaria com Patrice Trovoada como ministro dos Negócios Estrangeiros.

Alguns meses antes das legislativas de Agosto de 2010, no extinto programa televisivo Em Directo e na sua primeira e única grande entrevista à imprensa nacional enquanto líder da oposição, explicou a lógica de ter assumido a chefia do XII governo, sobrepondo um partido minoritário à coligação MDFM-PCD vencedora das eleições. Mais coisa, menos coisa, a resposta foi fleumática e cristalina: o que conta é o grau de sustentabilidade dos governos.

Reconfigurado o xadrez em Agosto de2010, Trovoada fez duas coisas: a primeira, foi confessar que não estava à espera do resultado obtido, num louvável rasgo de sinceridade. A segunda foi declarar-se indisponível para negociar a sustentabilidade parlamentar do seu governo com os partidos remetidos à oposição, enquanto estes mantivessem as respectivas lideranças.

E não há indicações de qualquer passo sério para negociar o alargamento da base parlamentar do seu executivo. Em contrapartida, sobram sinais de aproximação pontual a deputados da oposição, ilustrando um estilo que prefere a facilidade dos arranjos avulsos ao labor, por vezes lento e tortuoso, dos entendimentos institucionais.

Ciente do poder dos meios audiovisuais, Patrice Trovoada investiu fortemente no apetrechamento da TVS, permitindo o visível melhoramento da grelha de programação. Simultaneamente, inspirou a repressão e o controlo da agenda noticiosa e informativa num grau sem precedentes e caucionou um modelo de gestão denunciado como despótico e totalmente desregrado.

Num país que se divide ainda entre os que têm e os que não têm energia eléctrica, a Rádio Nacional permaneceu ignorada.

Na sua primeira grande entrevista na qualidade de primeiro-ministro eleito, excluiu a Rádio Nacional, privilegiando a TVS e a RDPÁfrica.

Quando, após a aprovação da moção de censura ao XIV governo, concedeu, telefonicamente, uma entrevista exclusiva à Rádio Nacional, foi para brandir o espectro do caos, caos, caos.

( Nenhum dos chefes dos incontáveis governos da IIª República travados a meio do mandato vaticinou o caos como cenário apres moi.)

Profundo conhecedor do relacionamento entre o poder e a imprensa em democracias avançadas, nunca, enquanto chefe do governo, deu uma conferência de imprensa no país.

Tendo definido que o conta é o grau de sustentabilidade dos governos, governou sem maioria como se dispusesse de maioria qualificada.

Defendeu a coesão nacional como uma prioridade – ao longo do mandato, emergiu mais como factor fracturante do que conciliador.

Conhecedor dos modernos conceitos de liderança, parece ter excluído o conjunto dos seus colaboradores mais próximos dos processos de tomada das grandes decisões, criando a casta dos ‘’eleitos’’ (poucos), e a casta dos ‘’outros’’.

O seu recente discurso de despedida à nação, veio confirmar os termos de um relacionamento com o Presidente da República que já se suspeitava ter sido tudo, menos pacífico.

Os que se apressam a escrever o epitáfio político de Patrice Emery Trovoada, incorrem num grave erro. Porém, dificilmente se poderá deixar de reconhecer que os seus percalços políticos devem muito à sua personalidade e ao seu estilo de liderança.

Na vitória e na derrota, a sua solidão é maior.

Por : São de Deus Lima

    81 comentários

81 comentários

  1. stp avante

    11 de Dezembro de 2012 as 11:59

    Com uns bons conselheiros para lhe por os travoes nas suas petulancias ate q dava um bom PM…

    • Bingo

      12 de Dezembro de 2012 as 10:03

      É incrível como as pessoas votaram tanto a favor do comentário de STP avante!

      STP avante acha que as coisas graves que PT fez são só ”petulâncias??!!

      Para ele, o que é abuso do poder? O que é má-gestão? O que é má governação? O que é cambalacho?

      Será que as pessoas não pensam com a cabeça?

      Por tudo o que é dito nesse artigo e que ninguém consegue rebater porque os exemplos estão todos aí, o homem que passa a vida a chamar corruptos e larápios aos outros governou como se o país fosse a sua roça.

      Num país sério, estaria agora a ser seriamente investigado pela Procuradoria-Geral da República. E se não explicasse tudo muito bem explicadinho, poderia perder direitos políticos e bater com os ossos na cadeia.

      Não tendo maioria, Patrice Trovoada governou assim. E se tivesse tido maioria?

      Mas como estamos em São Tomé e Príncipe, ele ainda pode chamar corruptos aos outros.

      Passar bem, pessoal!

  2. Carlos Moreno

    11 de Dezembro de 2012 as 12:18

    Obrigado Conceição Deus Lima

  3. são tome

    11 de Dezembro de 2012 as 12:27

    São de Deus Lima no seu melhor.
    Com muita lisura, sem dizer uma palavra sobre o seu despedimento.
    Parabens

  4. Emilio Pontes

    11 de Dezembro de 2012 as 12:28

    Numa simples palavra. Bestial.

    Parabéns Sáo Deus Lima.

  5. amor com amo se paga

    11 de Dezembro de 2012 as 12:43

    A São esta visivelmente decepcionada com a promessa de amor que ela pensava que ia durar para sempre, mas que cedo acabou e agora deu-lhe coragem romântica para escrever as memorias de um homem que desapaixonadamente a despediu da boca do trombone e das vuvuzelas intupidas da TVS. Que Fazer São, não te esqueças que desamores com amor se paga!.A TVS não é a Sala VIP de loucuras da TVS.

  6. malebobo

    11 de Dezembro de 2012 as 12:52

    tudo por causa do odio, obrigado, fui

  7. Neto Keta

    11 de Dezembro de 2012 as 12:54

    Ola a todos,acredito k o Patrice T.tem alguma potencialidade para gerir,mas deu-se mal por tentar fazer do Pais o seu negocio pessoal.Nenhum partido governa sem prestacoes de conta seja ele de maioria absoluta ou nao,a ASSEMBLEIA NACIONAL e e sera sempre a casa dos representantes do Povo.VIVA A DEMOCRACIA.

  8. sotavento

    11 de Dezembro de 2012 as 12:57

    Artigo fabuloso …verdades verdadeiras…majistralmente escrito …parabens senhora jornalista

  9. pida

    11 de Dezembro de 2012 as 13:00

    “Na vitória e na derrota, a sua solidão é maior”.Sem duvida alguma isto so vem provar a pessoa fria e mesquinha que e este individuo”amante de poder e defensor da idelogia do culto ao chefe” tentando de formas frustradas enaltecer a sua pessoa sem ter carisma para isto,por pouco que nao encendiava a “Roma” assim como fez o “Nero” na mitologia romana.

  10. Observador

    11 de Dezembro de 2012 as 13:12

    Nunca se devia ter deixado calar uma voz que se exprime assim! São is back! Thanks!

  11. omali uxi

    11 de Dezembro de 2012 as 13:13

    tas de parabens,são deus lima…

  12. Danilton Will

    11 de Dezembro de 2012 as 13:25

    Pena que vem a conta-gotas!
    Mas é pleno e enche, por ser completo…
    Contudo aumenta a sede, pois quer-se mais e mais,…
    E fica o anseio de um novo trago!
    Oh como é doce esse sal que tempera a medida!
    E que aroma! Daqueles que só se ouve falar,
    Apelando a imaginação, pois são fragrâncias raras e caras!
    Mas tu nos das de graça,
    Obrigado São de Deus Lima.
    Bem-haja.

  13. s.tome

    11 de Dezembro de 2012 as 14:10

    Sao vai plantar bananas.tonta,ma e frustada.nao vales nada,tu e que es arrogante.,nao patrice,vies.te recambiada do estrngeiro onde eras supostamente jornalista,nao vales nada,e n tira namorado dos outros……

    • Paracetamol 500mg

      11 de Dezembro de 2012 as 15:29

      Kê Kua, briga de mulheres aqui também…Batimborala credo intriga…

    • Professor

      12 de Dezembro de 2012 as 15:29

      Lamentável (na escrita e no conteúdo) o comentário do estimado leitor. É de pessoas como tu que se faz a bandalha em que se encontra o país, a saber, mal-educadas e ignorantes. Conceição Deus Lima é nossa e ninguém pode calar tua voz.

      • Paracetamol 500mg

        12 de Dezembro de 2012 as 17:04

        Caríssimo Sr. Professor.
        Antes de tecer críticas ambulantes, convém análisar o conteúdo. Fiz um comentário irónico na sequência de um outro comentário feito pelo participante S.TOMÉ, que porventura, tem as suas desavenças com a autora do texto. Sou eu a causa do mal estar? Ou é culpa dos políticos que a colocou no desemprego?
        Não vire as suas facas para mim, porque não sou eu que ando a roubar o país.
        Foca na realidade meu caro.
        Se o país estivesse diferente, de certeza que não ias preocupar com o meu comentário.
        Estúpido e mono.

        • Professor

          13 de Dezembro de 2012 as 10:56

          Peço- te imensas desculpas, retrato- me publicamente ao senhor ou senhora que assina Paracetamol500, pois meu cometário não era pra si, mas para o sr ou sra que assina saotome e muda o foco do assunto da Conceição Deus Lima.

          • Paracetamol 500mg

            14 de Dezembro de 2012 as 10:41

            Caro Professor.
            Desculpas aceites e também o peço desculpas pelo modo como responde ao seu comentário.

            Sem mais nada acrescentar, meus cumprimentos.

  14. Assuncao

    11 de Dezembro de 2012 as 14:15

    Adoro-te Sao…!!!Ainda li k deram-te taxo para calar a tua boca!!…alguma vez alguem conseguiu tal coisa!!!
    Deveriam todos ler este artigo.A arrogancia do Patrice congelou-lhe os miolos.
    Beijinhos Sao.
    Com cumprimentos.

  15. Paparazzi

    11 de Dezembro de 2012 as 14:30

    Parabens sao nao se paga mal com mal sao tem educacao tem lisura e formada mostrou ser uma pessoa de bem na hora de partida belo discurso que ele saiba interpretar o sinal dos tempos

  16. Mimi

    11 de Dezembro de 2012 as 14:30

    Lá se foi o Patrice… mais uma vez!

  17. Victor Ceita

    11 de Dezembro de 2012 as 14:40

    Cara São Deus Lima,

    Obrigado por (re)aparecer. Fiquei com a sensação de ter lido uma “prosa política”, que guardarei no meu arquivo sobre factos políticos de STP.
    Bem haja.

  18. Argenezio Antonio Vaz

    11 de Dezembro de 2012 as 14:45

    Afé quando, tanto odio. Pessoas que trabalham para “nossa” presidencia. Francamente. Depois dizem que são santomenses, pois é, é assim o forro. Odio e mais odio, até onde?
    O que ganham com isso? Desenvolvimento de STP, nada. Ainda vamos ver o resultado de tudo isso. Credo forro.

  19. Argenezio Antonio Vaz

    11 de Dezembro de 2012 as 14:47

    Digo ” Até quando…”

  20. Eusebio Neto

    11 de Dezembro de 2012 as 14:55

    Parabens Sao por esse fabuloso trabalho que antes de critico, baptizo-o de educativo. Os pecados conscientes do nosso ex-chefe do governo sao inumeros, sem contar o desprezo com que ele tratava os seus seguidores do governo. Ao Levy e Abilio Neto (comentador politico da RDP Africa) ele garantia muito e tudo. Caidos na orfandade, acredito que nao os esquecera. Alias, hoje ja se ouvir mais uma das habituais manifestacoes de brutal ignorancia e rancoroso Abilio Neto. Como sempre nao conseguiu reconhecer a forma transparence, correcta e politicamente elevada como o Presidente Pinto da Costa decidiu sobre a situacao! No minimo e doente e muito parvo quem acha/va que Patrice Trovoada podia ser reconduzido depois de ser demitido atraves de uma mocao de censura. Afinal onde que estamos? Entao, um aluno que chumba nos exames pode frequentar a classe seguinte so porque os seus familiares, amigos e membros da gang assim acham? Onde e que ja se viu isso? Importa nao esquecer que os eleitores da ADI nunca elegeram Patrice Trovoada como Primeiro Ministro. Elegeram sim, a ADI para ter a maioria simples de deputados. A designacao do Patrice como PM foi pura e simplesmente de um punhadozinho de cidadaos santomenses seus amigos. Dizia Abilio Neto na sua intervencao na RDP Africa que o Presidente devera reflectir para encontrar solucoes que lhe deem estabilidade. Sinceramente, quem devera reflectir de forma seria e rapidamente sobre o seu comportamento e o Patrice Trovoada que nunca conseguiu terminar qualquer mandato para o qual foi nomeado. Sera que toda gente esta contra o Patrice? Ou sera que, na verdade o mal esta nele? E preciso ter a coragem e se questionar: porque nao sonsigo cumprir integralmente os meus mandatos? Para concluir, pergunto, se o Patrice Trovoada e tao patriota e esta tao preocupado com a situacao deste povo que, alias nao o viu nascer, porque ele preferiu deixar o poder ser entregue a oposicao em vez de ter indicado um dos elementos do seu grupo para o substituir na chefia do governo. Maeus senhores, preparem-se muito em breve ainda vamos ouvir falar de Patrice Trovoada, muitas explicacoes ele ainda tera que dar ao pais e ao povo santomense. A Sao Deus Lima enumerou alguns dossiers que carecem de explicacoes e o Gabriel Costa tera de exigi-las ao Patrice Trovoada. Atencao nao o deixem sair do pais antes de nos dar essas explicacoes. Viva S. Tome e Principe e parabens Sao.

  21. Verónica

    11 de Dezembro de 2012 as 15:01

    O Senhor ou Senhora s.tomé deve ter ciúmes da São.
    São força. Ainda bem que existem oportunidades para se desabafar. Mas fique atenta, no dia que o PT voltar ao poder, se voltar, vais ser submetida a uma queixa crime, por dizeres a verdade.
    O que escrevestes deveria ser lido por todos os Sãotomenses, particularmente aqueles sequazes do Patrice que o seguem cegamente. Não disseste nada que não seja verdade. A razão da tua demissão da TVS. As verdades amargam e o povo pequeno do Patrice gosta de mentiras.
    Estamos na democracia, porque razão estes sequazes do Patrice não dizem a verdade? Estou esperançado que um dia terão a coragem de dizer a verdade, porque o Patrice vai deixar de dar bolo. Em breve virá. Gostei do que escreveste, minha amiga e prima São Lima

  22. malagueta nos olhos do outro!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    11 de Dezembro de 2012 as 15:02

    Belo artigo da Sã Deus lima.
    diga a patrice que temos um proverbio santomense que diz o seguinte;
    A ca tchila n´nguê ni çon ,ê ca n´da ni çon.
    aqui é mundo ,aqui se deve e aqui se paga …..
    atenção patrice trovada,isso é só começo,vais ter muito pela frente…..

  23. manuel

    11 de Dezembro de 2012 as 15:14

    Olá! Tu que de nome designa por São Deus Lima.

    Existe como falar contigo? ou tens facebook.

    Responsabilidade do se escreve é bom ter.

    • Tio Antonio e gente burra

      11 de Dezembro de 2012 as 18:31

      Sr Manuel isto não é um panfleto,pelo que observo a autora se identificou exprimiu-se num espaço cibernatico publico,o Sr se acha que do exposto consta matérias irresponsáveis susceptíveis de se configurar como crime,vá ao Ministério Público enquanto o detentor da acçao penal.peça que se investigue,asseguro-lhe já que o Raposo indefirá a sua pretenção,com fundamento em falta de matéria para prosseguir o processo,mas se o Sr.tiver sorte e investigarem,o Sr. passará vergonha porque aquele cujo tenta proteger deve ter muito que explicar ao povo,interrogue apenas, no porquê deste,querer se esquivar de ser interpelado pela Assembleia,faltando com respeito não aos deputados,mas ao Povo afinal estes são os nossos representantes…o Sr quer endereço dela eu tenho,esta perto da esquina…vai dar mais é uma volta

      • Tio Antonio e gente burra

        11 de Dezembro de 2012 as 18:33

        quis dizer indefirirá,e cibernautico

  24. MALADOI

    11 de Dezembro de 2012 as 15:20

    Parabéns pelo artigo e parabéns também pelo seu aniversário natalício. Bem haja para S. Tomé e Príncipe.
    Neste artigo não vejo ódio se não alguém que observa de cima ou de fora o que passou, retratando de forma elegante os passos ou etapas politicas desde senhor Patrice Trovoada, e nada mais.

  25. O Analista e Censurador

    11 de Dezembro de 2012 as 15:40

    Quem sabe,sabe,parabéns São Deus Lima, continua com seu perfil e com esta postura,assim alcançaras os teus objectivos.
    Mais uma vez parabéns.

  26. mina di célivi

    11 de Dezembro de 2012 as 15:46

    nota 100!
    obrigado.

  27. Helves Santola

    11 de Dezembro de 2012 as 16:03

    Sou novo mas já senti tudo o que foi descrito no artigo de opinião de São Lima… obrigado por partilhá-la connosco!

  28. Non molé

    11 de Dezembro de 2012 as 16:11

    Sabias palavras minha cara amiga e ilustre SAO DEUS LIMA, o teu artigo està muito bem elaborado e estruturado.UM BEM HAJA A TI E AOS TEUS.

  29. Eusébio Pinto

    11 de Dezembro de 2012 as 16:18

    Ainda que a fotografia não viesse estampada no cabeçalho deste artigo, ao começar a lê-lo não teria dificuldades de adivinhar que São Lima era a autora. Ao seu peculiar e formidável jeito de transmitir o que pensa através da escrita, mais uma vez a autora deixa-me impressionado, no bom sentido!

    Parabéns Sra. Conceição Lima!

    Eusébio Pinto
    Luanda, Angola

  30. Paulo.Portas

    11 de Dezembro de 2012 as 16:53

    Reapareceu. Esta a procura de tachos. Quem sabe directora da TVS. Assim mesmo o mundo foi feito para espertos.

    • Bingo

      12 de Dezembro de 2012 as 10:23

      Se a Conceição de Deus Lima desse importância a tachos, teria sido chefe do Gabinete de Comunicação e Imagem do Dr. Patrice Trovoada. E como o Dr. Patrice Trovoada tem fama de ser muito generoso com quem lhe faz os fretes todos, ela não estaria hoje a andar a pé, de certeza.

      ( E talvez, quem sabe, o Dr. Patrice Trovoada não tivesse feito tantas asneiras, incompreensíveis num político tido como inteligente.)

      Tenha juízo, ó homem!

  31. Gilmara Cardoso

    11 de Dezembro de 2012 as 17:08

    Com este texto a São de Deus Lima soube susbtilmente prescrutar e revelar o verdadeiro político Patrice Trovoada. Gostei.

  32. Mafili

    11 de Dezembro de 2012 as 17:25

    Artigo simplesmente magistral…
    Só peca por ser tardio…
    Isso é que é escrever, refletir..
    São Tomé é muito pequeno para to São.
    parabéns

  33. Octávio Bandeira

    11 de Dezembro de 2012 as 17:31

    Querida amiga, estive em 2010 em S.Tomé, quando de surpresa assisti a aquilo que chamei de incompetência dos dirigentes da TVS. Um programa seu e de grande audiência fora eliminado. São Lima, alguém que um dia qualifiquei de melhor cabeça que já passara pela comunicação Social, principalmente, Rádio Nacional, Um cérebro que tive o privilégio de conhecer e trabalhar junto e reconhecer as suas capacidades e competências. Peço ao novo responsável da Comunicação Social, que num despacho seu, inclua a Conceição Lima nos quadros da TVS e que de imediato retome o seu programa de grande audiência que fora brutalmente eliminado na grelha de programação da TVS. Parabéns Conceição Lima

  34. Maria Graça

    11 de Dezembro de 2012 as 17:42

    A grande verdade é para ser dita, jornalista! São Deus Lima força ai de graça Patrice tomou o poder mas para dar exigia muito esforço porque ele agarou negocios sujo logo a história dirá.

  35. Eduardo Santos

    11 de Dezembro de 2012 as 17:45

    São estou de acordo com todas palavras suas e digo mais perdemos um Primeiro Ministro que não sei se vamos encontar outro igual tão já o que faltou foram alguns acertos pk todos nós na vida temos a nossa parte negativa mas vamos rezando para que o tempo dita o resto. Abraços de quem muito te admira e que é uma personalidade tb singular do nosso País.

  36. TAYSON

    11 de Dezembro de 2012 as 18:03

    Quero vê-la escrever o mesmo sobre outros políticos e Governos que São Tomé e Príncipe já conheceu e que deixaram rastos de verdadeira corupção, como DELFIM NEVES, ALZEMIRO DOS PRAZERES(BANO), ALCINO PINTO,JAIME E BENJAMIM VERA CRUZ, COSME RITA & Cª…
    Texto bem redigido mas muito imparcial, pois, tantos líderes governamentais cometeram erros cruciais e nunca lhe vi fazer referência a nehum deles.
    Que Pena

  37. Dondô

    11 de Dezembro de 2012 as 19:07

    Quando se sente o peso da rotina, deve-se levantar e dar uma volta. Não é em vão, que os que lançam canas à água, mesmo sabendo que este rio não tem peixe, ou mesmo, estes não mordem isco, fá-lo com prazer. O Patrício á partida tinha toda razão, mas acabou perdendo-a por excesso de confiança. Para quem não acompanhou o ensaio da instabilidade, e tomando o conhecimento desta, atribui a culpa ao primeiro-ministro cessante. Pois bem, a vida não para por aí. Este terá o tempo para reflectir sobre o seu comportamento, e os que conduzia. ADI vai estar posicionado para melhor ver o comboio a passar.

  38. ASantos

    11 de Dezembro de 2012 as 19:42

    Excelente texto, sendo o seu aspecto negativo alguma parcialidade notada. Embora com alguns pontos menos positivos, acho que o governo demissionário foi dos melhores governos que passaram por São Tomé e Príncipe, pelo menos no que diz respeito a idoneidade. Se esse artigo fizesse uma comparação entre alguns governos do passado, perceberíamos o quanto bom foi o governo demissionário, principalmente quando deparamos com a actual conjuntura económica.
    Volto a dar os meus parabéns a São Deus Lima, queremos jornalistas desse calibre.
    Ps: Mais imparcialidade no futuro.

    • Bingo

      12 de Dezembro de 2012 as 10:37

      ASantos ou ANCA:

      Ou você concorda com o artigo ou não concorda.

      Se concorda, tem de dizer que a São Lima foi generosa com o ex-primeiro-ministro.

      Evitou adjectivar Patrice Trovoada, deixando esse trabalho para os leitores inteligentes.

      Não disse uma palavra sobre a forma como foi despedida da TVS pelo governo e pelo Óscar. Não atacou Óscar Medeiros e reconheceu a parte positiva do seu trabalho como coordenador da TVS.

      E deixou de fora muito coisa que deve saber e poderia ter dito. Pode ser que venha a dizer, mais tarde, estimulada por pessoas como você.

      Apesar de PT a ter desempregado, ela tratou-o com todo o respeito e reconheceu os seus méritos.

      Se os seus defeitos são maiores que os seus méritos, a culpa é só dele.

      O título desse artigo deveria ser:

      O INCOERENTE PATRICE TROVOADA.

      Passar bem!

  39. Zédon môlô!

    11 de Dezembro de 2012 as 20:48

    São ê!Dêçu ca paga bô damu!!!npiãn so ca tchila npiãn!mundu sé tê pézu luma.san zudon ca pincé PT antê 5°fundura di nfénu!cua cu bô sclêvê toma mu cada!
    Thanks!

  40. venicius santos

    11 de Dezembro de 2012 as 20:59

    São esta de parabens. Artigo bem elaborado que so peca por nao referenciar aos grandes corruptos do MLSTP e PCD. Vamos São, esquece o teu lado Pecedista e mostre o teu lado profissional de jornalista e fale-nos das “estrelas” da corrupção em STP.

    • João

      12 de Dezembro de 2012 as 10:45

      Venicius Santos:

      Muito obrigado por ter dito o que a São Lima não disse: que Patrice Trovoada é a estrela da corrupção no ADI. Foi isso que você acabou por dizer, não foi?

      Thanks!

  41. Barão de Água Ize

    11 de Dezembro de 2012 as 23:53

    Nas democracias, por vezes surgem pessoas que se assumem como politicos, mas mais não são que olheiros do oportunismo, procurando exercer o poder para proveito próprio, para riqueza pessoal, quer material, quer do seu ego. Alguns apresentam capacidade financeira sem provarem de onde ela vem. Tão senhores se sentem que até fundam partidos e compram a conciência da maioria dos seus principais militantes, através de dádivas e concessões diversas.
    São pessoas perigosas que se não forem impedidas pelo voto e pela legalidade de assumirem poder politico, abrem caminho às maiores vilanias.
    Até acham normal gastar verbas atrás de verbas do Estado em viagens ao exterior, das quais não apresentam o porquê e o seu resultado.
    O Sr.Patrice enquadra-se neste texto?

  42. Ademar Vera Cruz

    11 de Dezembro de 2012 as 23:54

    O problema de STP esta precisamente nalgumas pessoas que em determinados momentos aparecem como verdadeiros profissionais para criticar,talvez porque neste caso nao houve cumplicidade economica/financeira ou mesmo sexual.Nao se compreende como é que perante tantos casos de corupçao que lesaram gravemente o pais,nao ter aparecido até entao jornalistas que possam apresentar o mesmo tipo de raciocinio sobre os nossos politicos.É bom nao esquecermos que para alem da corupçao que tem sido transversal em todos os partidos politicos,existe tambem aqueles politicos que perderam a vergonha nao cara e se evolvem em atos de adulterio com jovens estudantes com promessas de bolsas de estudo no exterior.Por isso,acho que ha muita materia para que os verdadeiros jornalistas sem cumplicidade possam escrever…

  43. zeme Almeida

    12 de Dezembro de 2012 as 2:39

    De tudo isto e resumindo a Sao Deus Lima deve gostar mesmo de Patrice Trovoada.Ela elogia-o e muito no paragrafo que diz.Um curriculo invejavel{varias vezes assessor presidencial,ministro dos negocios estrangeiros,segundo candidato mais votado nas presidencias de 2006,duas vezes primeiro ministro{3 vezes}incluindo o XIV governo.Poucos tem e isto e que ninguem os tira e de louvar este reparo da senhora Sao Deus Lima.Esta senhora ate poderia ser muito amiga do Patrice Trovoada.Esta toda desavenca, toda foi criada, desde que a senhora Sao foi afastada da TVS.Este artigo e de notar que aparece novamente a questao da TVS que a mesma diz que foi fortemente apetrechada pelo Patrice Trovoada.O Patrice ja esta fora a TVS ficou apetrechada e e bem do estado S.Tome nao dele!Tenho visto certos que me antecederam nao passa de meras propaganda sem saber o que passou examentamente com esta senhora jonalista.Tenho apreciado muito a postura desde homem que sempre assumiu varios cargos neste Pais e nunca veio a praca publica responder os tem acusado de forma direta ou indireta.Exprime os meus sentimentos como qualquer um vem usando este espaco de comentarios criado por vos{Tela-Non}espero que voces nao me censurem porque nao ataquei ninguem,so limitei a relatar o que artigo diz.Desejo boa sorte a todas que o proximo apareca com inovacoes para STP para que o Pais saia de uma vez por toda desta pobreza.

    • Observador

      12 de Dezembro de 2012 as 11:57

      O facto de se reconhecer algum mérito em alguém não quer dizer que se goste dele. Da mesma forma, apresentar um aspecto negativo na actuação duma figura pública não que dizer que não se goste dela.

      A São é uma profissional que embora tenha todas as razões para não nutrir qualquer simpatia pessoal por Patrice Trovoada, não pode deixar de reconhecer o lado positivo do percurso do homem. Até porque isso até confere uma maior credibilidade ao que ela disser de negativo.

      De resto, não posso estar mais de acordo com tudo o que ela escreveu.

  44. zeme Almeida

    12 de Dezembro de 2012 as 2:43

    Os que tem o acusado de uma forma direta, ou indireta.

  45. Jaime T. Duarte

    12 de Dezembro de 2012 as 7:08

    Uma obra-prima de jornalismo de excelência.Uma escrita acutilante mas fabulosa de uma mulher que é grande demais para o seu País. Bem hajas, São!

  46. António Raposo

    12 de Dezembro de 2012 as 8:38

    Sabia que o Patrice Trovoada nâo fez curso nenhum. Andou na Roménia e França nos clubes nocturnos como filho de Pápá. Que o gajo aproveite este momento para estudar. Seu mentiroso!

    • VIOGO

      14 de Dezembro de 2012 as 16:55

      Esse gajo não é formado e porcarias de chamados jornalistas de stp trata-o por doutor… que miséria de país. Se ele não mostrar diploma deve ser considerado criminoso e aldrabão como o pai. Bandido.
      Os levys, agostinhos, e aquela catraja que sem vergonha deu cara para esse diado de patyrice ulimamente devem estar a fazer mea culpa… desgraçados.
      Estamos cá para ver esses judas que só agiram por força do dinehroi do patrice. Mais é esse levy que até maltratou o PR para salvar o cacau.

      Patrice é um nojo, aldrabão e sem escrupulo como o pai. Não vale nada. Pôs coitado de pessoas que não tem meios a fazer falsa-manifestação e agora vai comer o seu dinheiro os outros que se lixem.

  47. Felisberto Bandeira

    12 de Dezembro de 2012 as 9:19

    Temos que agradecer a DEUS e a te por este lindo e grande trabalho S.D. Lima.

  48. Zugú-Zugú

    12 de Dezembro de 2012 as 9:31

    O pássaro não pousou em nenhuma das árvores, então, as asas cansaram-se e ele acabou por cair. Ele não estava no deserto do Shara,havia árvore do MDFM/PL, mas ele não quis dar-lhe muita satisfação, porque confiou muito na força do coração do ADI. Adeus, pássaro ingrato. Se chover, possas até estar molhado e beber um bocado da água de chuva e ressuscitares. Duvido muito. Adeus.

  49. Tiberio

    12 de Dezembro de 2012 as 9:39

    Muito bem São Deus Lima. Agora espero que continue a ser essa jornalista atenta aos actos de corrupção dos nossos governantes. Digo e repito, dos nossos governantes e não só o Patrice Trovoada porque eu não acredito, e mais ninguém em STP acredita que ele seja o único mau governante do país. Seja sempre uma jornalista pro favor.

  50. agua viva

    12 de Dezembro de 2012 as 10:56

    bela e

  51. agua viva

    12 de Dezembro de 2012 as 11:07

    bela exposição acerca do percurso politico do ex Primeiro Ministro

  52. Elias Diakum

    12 de Dezembro de 2012 as 11:37

    Dama boa!

  53. Eugénio

    12 de Dezembro de 2012 as 12:31

    Intelectualidade a funcionar na sua máxima força.
    a perfetabilidade está visível na sua alma
    olha há um cientista que disse, se é pra fazer mal a alguém mais vale sofrê-lo.

  54. crédo

    12 de Dezembro de 2012 as 19:07

    São não tenho palavras!

    Parabéns

  55. Caos, Caos , Caos

    13 de Dezembro de 2012 as 8:43

    São está louca. A Dr. Esperança ainda vai ti internar.

  56. Sãotomense

    13 de Dezembro de 2012 as 9:05

    São
    Sou um grande admirador seu.
    Este artigo é mais uma obra que os ditos
    jornalistas deste País deviam ler e aprender. Quando você foi afastada da TVS, fiquei muito triste, mas ainda tenho a esperança que um dia terei o privilégio de voltar a vê-la na TV, quer seja a TVS ou uma outra qualquer que vier a concorrer com a “Televisão de todos nós”, que é apenas de alguns. Aproveito para lhe desejar um Santo Natal com muita saúde pra si e pra toda a família.

  57. Armindo

    13 de Dezembro de 2012 as 9:16

    caos,caos,caos,
    sabes me dizer quanto esta uma fruta de pau bóbó no mercado, e uma razoavel, maspombo, arroz, sal, agua e luz, petroleo, tomate, massa alimentar farinha de mandioca. banana, azeite.

    Agora te pergunto teus filhos tenhem tomado leite!

    • Bingo

      13 de Dezembro de 2012 as 12:29

      São de Deus Lima:

      os cães ladram e a caravana passa!

      Abraços

  58. Grigorio Peseiro

    13 de Dezembro de 2012 as 12:06

    Parabéns São. O pais dos bandidos não gosta de gente seria. A tua forma de fazer o jornalismo não é melhor nem pior, é diferente e isto doi a muita gente. Avante São

  59. dor de dente

    13 de Dezembro de 2012 as 13:49

    Deus castigou patrice trovoada por ter-te demitido… ele é um grande vingador…
    um dia, são tomé e príncipe não terá nenhum corrupto.
    boa sorte para ti

  60. Carlos Jorge da Silva

    13 de Dezembro de 2012 as 15:35

    Acabou o mito de único jovem do berço palaciano. Patrice já era. Nunca mais.

  61. preta de s.t.p

    14 de Dezembro de 2012 as 8:23

    MUitos têm medo do Patrice Trovoada será por medo ou inveja……

    • Carlos Marx

      14 de Dezembro de 2012 as 12:35

      SE PATRICE FOSSE UM BOCADINHO HUMILDE, ESSE ARTIGO DAVA-LHE UMA GRANDE AJUDA PARA SER MELHOR POLÍTICO E MELHOR PESSOA. MAS COMO ELE TEM REI NA BARRIGA…

  62. Milagrosa

    17 de Dezembro de 2012 as 11:41

    Todos falam a volta do Ditador.
    Em Africa Ditadura faz falta.
    Afinal qual e avossa real posição? são contra ou a favor do Pinto em toda a essencia???
    Convenhamos!!
    Patrice falhou e o Presidente?
    Quem viver verá!!

  63. Milagrosa

    17 de Dezembro de 2012 as 11:46

    Ela não gosta do Patrice.
    Sobre linguas criolas nem o varão sabe. Basta ver as musicas do João Seria.
    O Pai que devia ensiná-lo a falar, esqueceu-se.
    Mas não devemos confundir todo o Governo, com o Patrice Trovoada.

  64. ERC

    19 de Dezembro de 2012 as 3:03

    Um dos melhores textos que alguma vez li aqui no Tela-non. Que os pseudo-analistas politicos e comentadores se inspirem na São! Um bem haja ao povo de STP.

  65. Bingo

    5 de Maio de 2013 as 13:21

    ERC

    Concordo e subscrevo por baixo.
    Cumprimentos.

  66. seabra

    10 de Dezembro de 2013 as 17:16

    Observador, nao concordo consigo, sobre o percurso do Patrice Trovoada…se falàmos do mesmo.
    O percurso dele, resume-se no cambalacho…em Paris sobia e descia as discotecas l’Alizée e companhia,em STP nada fez para o bem do povo, senao para o bem pessoal. Onde està o mérito dele?
    Agora que nao é mais ministro, “caiu fora” de STP… eis o respeito e o amor que ele tem para STP e para o povo!

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo