Turismo

Turismo gera US$ 5 bilhões de receitas todos os dias

Nos primeiros seis meses do ano, número de turistas internacionais aumentou 4%; por outro lado, gastos de brasileiros caíram 5%; esta sexta-feira, 27 de setembro, marca Dia Mundial do Turismo.

Em todo o mundo, as chegadas de turistas internacionais cresceram 4% nos primeiros seis meses de 2019, em comparação com o ano passado, de acordo com o último Barômetro da Organização Mundial do Turismo, OMT.

Esta sexta-feira, 27 de setembro, marca o Dia Mundial do Turismo. O tema desse ano é “Turismo e Empregos: Um Futuro melhor para todos”.

Totais

Entre janeiro e junho, foram registradas 671 milhões de chegadas de turistas internacionais, quase mais 30 milhões do que no mesmo período de 2018.

O maior crescimento aconteceu no Oriente Médio, com 8%, seguido da Ásia e Pacífico, 6%. As chegadas na Europa cresceram 4%, na África 3% e nas Américas 2%.

Gastos

Sobre os gastos dos turistas, a OMT diz que os gastos dos brasileiros caíram 5% e no México caíram 13%. Segundo a agência, isso “reflete parcialmente a maior situação das duas maiores economias da América Latina.”

Os turistas chineses continuam sendo os que gastam mais, seguidos dos americanos. Na Europa, países como Franca, Itália, Reino Unido e Alemanha tiveram crescimento nas suas despesas. A Rússia teve um declínio de 4%, após dois anos de forte recuperação.

Receitas

Segundo a publicação Destaques do Turismo Internacional da OMT, as receitas de exportação geradas pelo turismo cresceram para US$ 1,7 trilhão em 2018, um aumento de 4% comparado com o ano anterior. Esse valor representa US$ 5 bilhões de receitas todos os dias.

O ano passado foi o nono ano consecutivo de crescimento. O turismo representa agora 7% das exportações globais, crescendo a uma taxa mais rápida do que as exportações de mercadorias nos últimos sete anos.

Entre os 10 principais destinos mundiais, a França continua sendo a principal escolha de turistas internacionais. Já em relação a receitas, os Estados Unidos lideram.

Potencial

Em nota, o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, disse que esses dados “demonstram a força e o potencial do setor de turismo.”

Segundo ele, “esses resultados foram impulsionados por um ambiente econômico favorável, uma classe média em crescimento nas economias emergentes, novos modelos de negócios, aumento da capacidade aérea e facilitação de vistos.”

O relatório mostra que a parcela da população que precisa de visto para viajar caiu de 75% em 1980 para 53% em 2018. Quatro em cada cinco turistas visitam sua própria região.

PARCERIA – Téla Nón / Rádio ONU

    2 comentários

2 comentários

  1. luisó

    28 de Setembro de 2019 as 10:49

    Perguntem aos cabo-verdianos como se faz ……..

  2. manueluisarmando

    1 de Outubro de 2019 as 10:29

    Gostei do comentário do luisó. Acham que este país a funcionar em contra mão com roubo de areia, destruição das praias, abate de arvore, com a cidade em caos,falta de água e electricidade quando chove imenso, perseguição os estrangeiros que investem alguma vez conseguirá alguma coisa com turismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo