Desporto

Yoruba Pinto são-tomense que actua no campeonato distrital português operado com êxito

Vasco Antão Jornalista Desportivo, é o novo colaborador do Téla Nón a partir de Portugal. Os valores de São Tomé e Príncipe nos diferentes escalões do futebol português e nas outras modalidades desportivas, vão ser conhecidos através do Jornal Digital.

O jogador são tomense do Alfarim Futebol Clube dos campeonatos distritais de Setúbal, Yoruba Pinto, esteve cerca de dois anos com uma broca cirúrgica no osso, depois de ter sido sujeito a uma intervenção cirúrgica. A segunda intervenção cirúrgica foi efectuada desta feita com sucesso. O atleta continua a sua recuperação que decorre a bom ritmo. Yoruba Pinto, de 24 anos, teve parte de uma broca cirúrgica no osso da perna direita desde Junho de 2007, quando foi operado ao joelho no já extinto Hospital Ortopédico de Lisboa, hoje integrado no Hospital dos Lusíadas (HL).

O jogador de futebol do Grupo Desportivo de Alfarim (Sesimbra) garante que nem o cirurgião nem ninguém o informou que tinha ficado com um objecto na perna. Yoruba afirma que só ficou a saber disso em Dezembro de 2008.

“Desde a operação fiquei sempre com um incómodo no joelho, mas depois as dores ficaram insuportáveis e fiz um raio-x por minha conta e descobri”, revela o atleta filho de pai São Tomense.

Yoruba pretende recorrer à Justiça para pedir uma indemnização. Já solicitou apoio jurídico à Segurança Social mas foi-lhe recusado. “Tenho de arranjar advogado mas não tenho dinheiro, para mais agora que estou desempregado. Fui prejudicado. Continuo a jogar à bola mas não sou o mesmo, penso duas vezes antes de pôr o pé”.

GOLEADOR DO SEIXAL EM 2003/04

Yoruba Pinto nasceu em Luanda em 1985, filho de pai santomense (entretanto falecido) e mãe angolana. Veio para Portugal com três anos e começou a carreira de futebolista nas camadas jovens do Barreirense. Passou depois para o Seixal, onde foi o melhor goleador do concelho nos juniores em 2003/04, com 19 golos. A nacionalidade santomense complicou -lhe a vida por causa do limite de estrangeiros. Entretanto já se tornou português. Os seus dotes levaram o Alfarim a contratá-lo em 2008, apesar de no ano anterior ter estado sem jogar por causa da operação. “O meu sonho era ser profissional de futebol no FC Porto”, conta, lembrando o caso de Braga (Leixões) que só com 29 anos chegou ao topo.

Por Vasco Antão – Portugal

    16 comentários

16 comentários

  1. Leopardo

    24 de Junho de 2010 as 9:09

    Meu caro amigo …. começa a pensar noutra forma de sobrivivência, porque de futebol não vais mui longe … infezlizmente…

    • Mestrhy

      24 de Junho de 2010 as 16:32

      So os persistente conseguem chegar aos seus objetivos.. força cara

    • OrgulhoSTP

      25 de Junho de 2010 as 12:20

      O sr. Leopardo vive em STP por isso k tem esse pensamento e essa linguagem. Deh forca mazeh ao jovem. Eh sempre bom ver um futebolista sao-tomense nos palcos interncionais. Tendo a situacao do jovem eu desafios chamados advogados sao-tomenses a residerm em portugal que tomasse em conta a situacao do Yoruba e que lhe ajudasse. Mas nunca esquecendo de solicitar tb o apoio do parasita ministerio da educacao,juventude e de desporto nesse processo caso for necessario. Amor a patria! Orgulho STP!

    • sophie

      28 de Junho de 2010 as 23:45

      ola meus caros compatriotas”
      porque razao voces andam a discutir????

      devemos entrar todos num concenso.
      esse ” bla bla bla, eu que sei mais do que tu, tli tli tli” nao vos leva a lugar nenhum.

      concordo que devemos ter sao-tomenses a brilhar tambem no extrangeiro.
      aqui na Holanda, ninguem quase conhece o nosso pais.
      por isso ‘e bom que tenhamos cantores, jogadores, uma economia e politica estavel e independente de forma a dispertar a atencao turistica.

      vamos apoiar moralmente, psicologicamente aquele que tem sonho e que ainda tem chance de fazer algo que nao pudemos fazer para levar avante o nome do nosso pais.YORUBA ainda ‘e novo,pois ainda ha esperanca. ele ja tem BI portugues o que torna a coisa mais facil.

      tenho um primo em portugal que tem 20 anos e qu treina em Portugal,mas ve-se com problema para integrar-se no club so pele facto de nao ter o bi portugues.
      pois esses de Riboque,santana,etc precisam de mais apoio e sao de mais gastos do que o Yoruba.

      nao sejemos “politiqueiros “como os nosso dirigentes.
      discutir e ofender, nao leva ninguem a lugar nenhum

  2. PATRICIO

    24 de Junho de 2010 as 9:36

    Tambem eu jogava muito e agora estou nas obras em Almada no outro lado do rio(Portu), e com esperanca que eles comecem as obras do novo aeroporto de lisboa para ve se ganho um pouco mais. Tu ja fizes-te inscricao?

    • OrgulhoSTP

      25 de Junho de 2010 as 12:09

      Ignorante! Como santola, devias dar mazeh eh forca a ele. Esqueceste que eh com coisas dessas(futebol, musica, etc…)e nao com politicas(bla, bla, bla) que lancamos e promovemos o nosso pais?. E ao promovemos o nosso pais com esses craques, claro k a nossa economia ganhara com isso porque havera sempre mais pessoas(turistas) querendo ir visitar e conhecer os pais dos craques. Vá a universidade estudar e se fores perceberas e teras uma visao mais abrangente das coisas e da minha mensagem quanto ao impacto economico em que um futebolista daria ao seu pais.

      • PATRICIO

        26 de Junho de 2010 as 11:20

        “orgulho” estas bom filho? O outro antes de morrer disse “As pessoas teem ki pensar, pensar, pensar e pensar” agora vc quer me dar licoes de moral ou vc esta a gozar com minha cara? Portugal tambem esta a necessitar lancar a sua economia, porke nao pagam para ki o jovem poca fazer uma nova operacao, craques temos muito em VICTORIA DE RIBOQUE, CAIXAO GRANDE, SANTANA FC. e as outras eqpa. em STP. Esses sim estao a procura de apoio. Falando de univ. eu quando entrei a universidade o teu pai e a mae do teu craque estavam na fase de namoro por isso pensa bem dpois manda estudar as pessoas, ok? E de econom. vejo ki nao entendes mesmo nada,ou melhor entendes mas queres meter STP mas ao fundo com teus metodos pateticos. vou ti dar um trabalho “pensar, pensar e pensar”

        • OrgulhoSTP

          28 de Junho de 2010 as 4:20

          Sr. Leopardo…!
          De longe percebe-se quem eh o sr. O Sr. falou bem, que foi a universidade nos tempos da minha avo quando a economia socialista comunista se vigorava. Agora estamos no mundo globalizado, e de globalizacao o sr. nao entende. Pois, um Sao-tomense nascido em STP ou no estrangeiro, e desde que seu pai ou sua mae seja Sao-Tomense, ele tb eh Sao-Tomense caso queira ser. Assim sendo um Sao-Tomense residindo no estrangeiro goza do mesmo direito que um outro residindo em STP. Pois a sua forma de observar as coisas eh tao igual a dos nossos actuais dirigentes. Obervacao tradicional!
          Pensa nos outros e nunca somente em ti. Este eh um olhar de um bom homem com sentido de Estado!!!

          Obrigado!

  3. Betine Pistola

    24 de Junho de 2010 as 11:43

    è melhor ires para as obras em Lisboa!

  4. cesário verde segundo

    24 de Junho de 2010 as 12:02

    de certeza que ele se sente mais angolano do que santomense.
    pois infelizmente isso é o que se passa no universo actual dos palops. pois ninguem nascido em portugal ou filho de mistura quer prefere ser “santola” preterindo dizer que é “mangolé”. falo por mim aquando da minha infancia, pois passei lá 6 anos e quando regressei a sao tomé aos 13, nao me sentia santola. mas foram outros tempos. na actualidade o problema de inferiorizacao do santomense é pior. 1-dentro do proprio pais, mentem ser angolanos.

    2- os que vao residir em portugal e outras paragens( embora tendo nascidos em stp) e convivem com angolanos, mentem ser tambem angolanos.(tanto adultos, jovens como criancas).etc….

    esperemos que tenhas algo de carinho pela terra do teu pai tambem jovem, porque caso contrário, esse artigo tao bonito do jornalista santola que tanto te quer sobreestimar e valorar, possa ter sido todo um erro.

  5. Ulisses Neto

    24 de Junho de 2010 as 13:36

    Que que é isso Leopardo, aprenda algo, união sempre faz a força, se todos nós fossemos unidos toda a sociedade estaria bem melhor incluindo a de stp??
    Caro compatriota Yoruba, espero que consigas retomar a careira de futebol e que atinjas os objectivos, mas nunca se esquecendo, ter os pés bem assente no chão visto que esse mundo de futebol é traiçoeiro.
    Bem aja!

  6. gilker Nascimento

    24 de Junho de 2010 as 20:47

    Acho que deve recorrer a justiça sim!Os medicos portugueses as vezes brincam com a saude e vida das pessoas!A justiça tarda mais nao falha!Agora a embaixada de s.tome e principe ca em Portugal,devia colocar um advogado em favor do jovem.Força,espero que tudo dé certo!Felicidades e que Deus abençoe Sao tome e PRINCIPE!!!!

  7. Edson Costa

    25 de Junho de 2010 as 10:23

    Quem?

  8. Leopardo

    28 de Junho de 2010 as 9:26

    Meus caros amigos (OrgulhoSTP e Ulisses Neto, só estou a ser realista …. se preferem sonhar!…. Futebol tem time. Yoruba Pinto, pensa no plano B, que vais longe ….

    • OrgulhoSTP

      28 de Junho de 2010 as 10:27

      Leopardo!
      Tb sou realista como tu, mas nessas circunstancias estas a ser sim pessimista…, cada caso eh um caso…!

  9. Ubaldo Gomes(Treinador do futebol)

    16 de Setembro de 2010 as 9:26

    Olá, compatriota desejo muita força e curagem se és fã de jogar, cotinui a tua luta e que o dirá, boa sorte.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo