São Tomé e Príncipe elogia parceria com Brasil na formação de pessoal

Primeiro-ministro Gabriel da Costa disse à Rádio ONU que o país também tem ajudado a nação africana no combate à pirataria; líder do governo ressaltou ainda a cooperação de Portugal, da União Europeia e da ONU para a realização de eleições gerais, marcadas para 12 de outubro.

Gabriel da Costa. Foto: ONU/Cia Pak

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

São Tomé e Príncipe elogiou a cooperação com o Brasil na promoção do desenvolvimento.

Em entrevista à Rádio ONU, o primeiro-ministro Gabriel da Costa destacou um Centro de Formação construído com o apoio do Governo do Brasil.

Pirataria

O primeiro-ministro discursou nesta segunda-feira nos debates de líderes internacionais da Assembleia Geral da ONU.

“Eu quero dizer que este ano, nós inauguramos o maior Centro de Formação em São Tomé e Príncipe, financiado pelo Brasil e que custou quase aproximadamente US$ 5 milhões. Sobretudo, formação de jovens, de vários quadros, de vários níveis. Eu acho que é um dos maiores investimentos que nós fizemos com a cooperação brasileira. Tem uma cooperação muito intensa com o Brasil em matéria de combate à pirataria. Os nossos fuzileiros são treinados, equipados pela Marinha Brasileira e há outras ações em curso, e nós estamos muito satisfeitos com a cooperação brasileira em vários aspectos.”

Eleições gerais

O primeiro-ministro sãotomense disse à Rádio ONU que o governo tem feito esforços para combater o ebola, que já afeta vários países da região.

Gabriel da Costa explicou que a Organização Mundial da Saúde tem sido uma grande parceira na prevenção à doença que já matou mais de 3 mil pessoas na África Ocidental.

O líder de São Tomé e Príncipe também destacou a cooperação da União Europeia, da ONU e de Portugal para a realização das eleições gerais, marcadas para 12 de outubro.

Parceria Téla Nón – Rádio das Nações Unidas

Notícias relacionadas

  1. img
    APOLO/2010 Responder

    De facto esta cooperação com Brazil tem sido profícua a menos esta negativa mancha indelével do caso STP-Trading, ela estaria em patamar de excelência ao nível de comércio entre STP-BRAZIL.

    Espero que estas eleições decorre num clima de compreensão,civismo,
    tolerância e acima de tudo repeito pela diferença.

    Um bem haja à todos Santomenses.

  2. img
    Maguita Nglanje Responder

    Eleições Gerais?

  3. img
    António Menezes Responder

    Para quê formar técnicos, quando só aqueles que são da troika é que trabalham? Para quê? Explique por favor….Se não tens pai, mãe ou outro alguém que seja da TRIOKA, técnicos pra quê…e vêm dizer que está sendo bom formar gente. Francamente…que hipocrisia….

Deixe um comentario

*