00 239 - 9906263 contact@telanon.info

Get Adobe Flash player

PCD pede “Debate de Urgência” no Parlamento com Patrice Trovoada

O grupo parlamentar do Partido da Convergência Democrática (PCD), segunda força política da oposição, pediu ao parlamento a convocação de um debate de urgência sobre a governação do país e o Estado da Nação.

O pedido de “Debate de Urgência”, foi submetido a mesa da Assembleia Nacional na última segunda – feira 28 de Novembro. Numa cópia do documento que chegou a redacção do Téla Nón, lê-se que a bancada parlamentar do PCD, solicita «a presença do Governo na pessoa do senhor Primeiro Ministro Patrice Trovoada», no debate de urgência.

No documento que deu entrada na mesa da Assembleia Nacional, a bancada parlamentar do PCD descreve várias situações anómalas que ocorrem no país e que justificam o tal debate com Patrice Trovoada.

Diz o documento que passados dois anos de exercício do XVI Governo Constitucional, «a sociedade são-tomense tem vindo a assistir com alguma apreensão e muita preocupação a evolução do índice de criminalidade no país, associado ao aumento substancial de fome e miséria no seio da família são-tomense, facto que originou de acordo com a notícia tornada pública pelos meios de comunicação social a suicídio de uma mãe ainda jovem, que confrontada com a falta de alimentos para sustentar os seus filhos, decidiu pela sua eliminação física, de acordo com o relato dos familiares mais próximos».

Por outro lado, a bancada parlamentar do PCD considera que a promessa feita pelo Governo na pessoa de Patrice Trovoada de garantia de milhares de postos de trabalho e de oportunidades para os jovens, «tarda em chegar», o que na opinião do partido, «poderá estar na origem deste crescimento assustador da criminalidade».

O caso do empréstimo de 30 milhões de dólares contraído pelo Governo em nome do Estado são-tomense, junto a uma empresa privada chinesa, desde o ano 2015, é um dos muitos actos do Governo considerados ilegais, que a bancada parlamentar do PCD, quer ver esclarecidos no debate de urgência com Patrice Trovoada.

Abel Veiga

 

Notícias relacionadas

  1. img
    vicente Responder

    Depois de muito tempo de tolerância total das Bancadas de oposição, e dos shows dos Deputados do partido no poder e dos seus Desmandes, realmente chegou o momento da Oposição dizer ao poder que o povo lhes deu o poder para governar e não para desgovernar e as devidas prestações de contas, que S.TOMÉ E PRÍNCIPE è de todos os Santomenses e não somente dos ADISTAS. É necessário começar a por os pontos nos iii.

  2. img
    Sensa Responder

    Tanta coisa sem explicação acontece neste País através do Governo… até pensamos que o País não existe oposição!!! A oposição é o pilar da democracia… assim fazem o que dá na fussa como tem vindo a acontecer… Esqueceram dos Barcos Novos que está para não sei aonde!!! O arroz 13 mil dobras que fugiu do mercado… Coisas para parlamentares da oposição terem como justificativas em ouvir o Governo… são demasiadas, ou melhor buês. Fazem o vosso papel que o povo “eleitor” não está a dormir.
    Bem haja STP

  3. img
    Orginal Responder

    Porra!Até que enfim.

  4. img
    Jorge Druman Fernandes Responder

    Sim senhor. Pergunte-lhe onde está o relatório do STEP IN LONDON, oque é que isto deu, senão despesas desnecessárias para STP, quando se tinha organizado em 2013 um reunião dos parceiros em STP, e já se sabia o que os parceiros queriam que nós fizéssemos (as reformas) e se estava a negociar caso a caso os projectos de desenvolvimento de stp.

    Chegaste, ignorastes tudo e fizestes o que te deu na telha. E agora? Já nem falas no tal STEP IN LONDON. o tal STEP IN LONDON que dissestes que foi um sucesso. Como então? Explique para os senhores deputados e para o povo?

  5. img
    Deodorato Zaua Responder

    Agora é que a porca torce o rabo. Passado um longo tempo de benefício da dúvida, eis que chegou a hora da oposição parlamentar dizer a sua justiça. Pois alguém que defender o povo da ilusão da construção de um Dubai em África Haja coragem e tem que haver em couro um forte apoio popular para o Governo leve a sério que o povo está zangado com a promessa de vida melhor feita falsamente por pseudo Messias e a sua matilha que comem toda a caniça para deixa miséria para os são-tomenses. O mal não vai só tem que haver que tem que dar um basta a má governação, roubo através de falsas viagens ao serviço do povo e muitas outras coisas que estão escondidas.

  6. img
    Quidide Responder

    É de lamentar o facto de já haver suicídio por falta de recurso em STP. Infelizmente a situação económica já se torna sufocante para a classe média e acredito que esteja extremamente complicada para os mais desfavorecidos. Congratulo-me com a atitude dos partidos da oposição e espero que o debate traga soluções credíveis para o país.

  7. img
    realista Responder

    Viva Pcd

  8. img
    DANILO COSTA Responder

    Patrice não tem visão, não conhece o País, não é estratega, não entende de economia, só entende de negócios escuros. O Patrice trovoada não aparece no parlamento porquê? Depois de destruir o cofre do estado e de encher os bolsos dos regabofe e dos seu seguidores e messias, agora vem falar de aperto de cinto. credo DUBAI que não chega , quem deveria ter feito contenção e dar exemplo é o Patrice Trovoada com a sua viagem de luxo . Isto ainda vai afundar.

  9. img
    FÉDÉ KÁ DÓXI Responder

    Embora não resulte, a oposição deveria propor a interdição de viagens a Patrice Trovoada, até ele apresentar contas ao Parlamento.
    É um abuso, é uma falta de respeito.
    Ele foi ao Gabão fazer o quê?
    Foi saber dos barcos. Foi buscar os rendimentos do barco para pagar subsídio de Natal. O Sr. Domingos Preto (Nini) Bufo do Patrice na Embaixada é o intermediário/Mensageiro. O teu tempo virá, Nini. Vais pagar o que nos tens feito aqui na Embaixada.
    O Patrice veio de Portugal no Sábado dia 26 de Novembro, em silêncio. Os resultados da viagem.
    Como é que um Primeiro Ministro sai em serviço, regressa e não apresenta ao povo o resultado da sua viagem? Só em STP.
    Kadê Povo Pequeno?
    O arroz está a espera da véspera de Natal para ser vendido como prenda de Natal. Abram os olhos Povo.
    Até qdo vamos sair dessa?

  10. img
    Tony Miguel Responder

    Este Partido ADI está desorientado desde o seu chefe maior ATÉ os Directores das diferentes Instituições do País. O Director da Agência Nacional de Petróleo anda descontrolado, é um grande incompetente e tem grandes problemas de relacionamento com os altos quadros da instituição. É expert em insultar e humilhar os funcionários, além de menininhas do Liceu Nacional e só lidaR com alguns dos seus capangas dentro da Instituição em troca de viagens e outros favores.
    Viva gentes do ADI!

  11. img
    FCL Responder

    Podem falar, falar…mas com esta CNE e Mister Banderas estão reunidas todas S condições para uma nova maioria absoluta do ADI em 2018, alias os resultados já estão apurados desde 15/07/2016…vitoria com 50,1%

Deixe um comentario

*