MLSTP denuncia vícios no recenseamento eleitoral de raiz

A polémica está instalada no processo de recenseamento eleitoral de raiz que iniciou-se no último sábado. Tudo por causa de duplas inscrições. O MLSTP maior partido da oposição, visitou a base de dados da Comissão Eleitoral Nacional, contactou com os técnicos e detectou várias duplicações de nomes no registo eleitoral.

A polémica ganha proporções preocupantes, porque na passada sexta – feira, numa conferência de imprensa o Presidente da Comissão Eleitoral Nacional, Alberto Pereira, garantiu que as duplas inscrições nos cadernos eleitorais, «eram um bicho-de-sete-cabeças cá em São Tomé».

Na conferência de imprensa, o Chefe da CEN, esclareceu que este bicho-de-sete-cabeças, seria eliminado através do recenseamento eleitoral de raiz, que iria começar no sábado. «Para nós essa é uma grande melhoria. Ainda ontem (quinta – feira) estivemos com os técnicos, que neste momento estão a preparar os equipamentos. Ficamos a saber que agora com o novo sistema dificilmente haverá duplas inscrições», declarou o Presidente da CEN.

Alberto Pereira, fundamentou porque razão as duplas inscrições já não teriam hipóteses no quadro do novo recenseamento eleitoral de raiz. «Porque o sistema vai estar ligado a uma Pen- drive e a uma base de dados. Logo que alguém se registar vai estar automaticamente na base de dados. Se no dia seguinte a pessoa tentar registar num outro posto ela vai ser detectada», frisou.

No entanto o partido MLSTP, que visitou a Comissão Eleitoral Nacional, para se inteirar do processo de registo dos eleitores, diz que detectou situações contrárias. «O sistema de registo dos eleitores não pode aceitar a duplicação de inscrições. Com isso queremos dizer que com uma impressão digital pode-se obter vários cartões de eleitores. Fez-se o teste e no posto de registo conseguiu-se constatar dois cartões de eleitores como pode ser três ou mais cartões», referiu Aurélio Martins Presidente do MLSTP.

O Presidente do MLSTP mostrou para a imprensa os dois cartões de eleitor pertencentes a uma mesma pessoa, e que foram feitos com base no novo sistema de registo.

Mais ainda, após diálogo com os técnicos portugueses que segundo Aurélio Martins estão a comandar as operações na base de dados da CEN, o MLSTP constatou que «em menos de 24 horas do recenseamento registou-se no servidor central mais de 16 duplicações de nomes. Ao longo de 5 meses de recenseamento quantas duplicações poderemos ter?», interrogou.

O MLSTP considera-se gato escaldado, por isso tem medo de água quente. «Para nós é grave tendo em conta o passado que tivemos, naquilo que foi as eleições de 2016, as presidenciais. A comissão permanente do MLSTP analisando todos esses factores achou que todo esse processo deve ter uma fiscalização internacional, uma auditoria internacional», pontuou.

Aurélio Martins garantiu que «o processo está a ser viciado e isso põe em risco todo o processo eleitoral que se avizinha no país».

Nas instalações da CEN, o MLSTP diz ter constatado que afinal de contas o sistema instalado não bloqueia nem elimina a dupla inscrição. Tudo depende da vontade e consciência do homem que administra a máquina. «O sistema não faz eliminação automática. É o homem responsável do servidor que faz ou não a eliminação daquilo que foi a duplicação», sublinhou, o Presidente do MLSTP.

Processo eleitoral são-tomense continua envolto em polémica.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

  1. img
    Vexado Responder

    Mlstp agindo com sentido de responsabilidade.
    Cabe ao presidente da cne resolver as incongruências demonstradas.
    Este teste não foi realizado antes, pelo cine, porque há interesses ocultos de parte de certas pessoas em continuar a lesar o povo santomense.

    Afinal, que tipos de homens temos em stp?

  2. img
    Uisuk Responder

    MLSTP e os Seus aliados sempre a procura de uma desculpa descabida, jafoi detetada esclarecida, anunciada a Situacao, ja foi resolvida como esclarece o presidente do CNE, agora não comecem como sempre com desculpas descabidas, façam a politica limpa, preocupem se com o bem do Pais e do Povo, façam criticas mas apresentem soluções, não é so criticar, criticar, com criticas descabidas

    • img
      Vexado Responder

      Sr uisuk, foi o senhor Patrice trovoada que disse, aquando das eleições, que é muito inteligente relativamente às outras pessoas. Apanhou branca agora? Ele que tome remédio de fósforo para reativar a mente mentirosa.

      Não darei nenhum contributo ao vadio, preguiçoso, vingativo primeiro ministro.

      Até contrato de arrendamento Patrice interfere, como se fosse coisa do estado. Exige dele mais e mais, cadela tem mestrado em investimentos. Vai ali pedir ideias, pede Levy ideia, watson, lindlei, Mário bandeira.

      Faca como Pedro carvalho, escreve textos sem sentido…para Patrice ver….

  3. img
    mezedo Responder

    Quando no ano passado o MLSTP denuncio a fraude eleitoral, ninguém ligou, agora estão a ver a onde chegamos.

    O presidente da Comissão Eleitoral devia ser demitido na altura, mas como esta ao serviço do ADI e do seu líder.

    Tudo isto prova que CEN, não tem credibilidade e deve ser reestruturado antes de mais uma vez legar este mais a buraco.

  4. img
    EX Responder

    Gente dessa terra tem cabeça rija. O Presidente de CEN, deveria por cargo a disposição de forma a criar e deixar as coisas transparentes de forma a não haver duvidas e culpabilidade.

    Já se constatou erros, mas serão corrigidos, ou o Varela vai dizer também que os elementos do MLSTP serão responsabilizados porque não deveriam fazer visitas ao Posto de Recenseamentos para verificar o que se esta a passar.

    Os dirigentes do MLSTP deveriam apresentar queixas junto a Organizações Internacionais contra esses Malandros que andam na CEN.

  5. img
    Rei Artur Responder

    Estamos é bem Fo***

    Crédo crédo crédo descaramento . . .

Deixe um comentario

*