Destaques

Presidente da República acreditou primeiro embaixador da China pós Taiwan

Evaristo Carvalho, Presidente da República e Chefe de Estado, recebeu na quinta – feira as cartas credenciais de Wang – Wei como primeiro embaixador da República Popular da China em São Tomé e Príncipe, após a retoma das relações bilaterais entre os dois países em Dezembro de 2016.

Wang Wei , que desde Dezembro de 2016, exercia as funções de primeiro secretário da embaixada da China em São Tomé, conhece as prioridades do Governo são-tomense. Detalhou os sectores do turismo, infra-estruturas, agricultura e energia como prioritários, no quadro da agenda de transformação do país.

Garantiu todo apoio e empenho do seu país em apoiar o Governo são-tomense na implementação das acções que visam a transformação económica e social do país.

O diplomata chinês prometeu também agir para cimentar a confiança mútua entre os dois governos, e destacou as acções de cooperação em curso. No sector da saúde disse que já existem 4 equipas médicas em serviço no sistema nacional de saúde, com ênfase para o combate ao paludismo.

embaixador da china geralNo sector da educação, fez referência a formação de quadros são-tomenses, e salientou o apoio real que a China tem dado ao país para garantir a produção de energia eléctrica.

No entanto o novo embaixador foi cauteloso, quando questionado pela imprensa sobre o desbloqueamento a favor de São Tomé e Príncipe do donativo financeiro de 146 milhões de dólares, anunciado em Abril pelo primeiro-ministro Patrice Trovoada, após visita a Pequim.

Wang – Wei, explicou que está dividido em duas partes. Uma está a ser implementada através da assistência técnica chinesa aos mais diversos sectores, o que segundo ele implica dinheiro também, e a segunda parte tem a ver com a análise de oportunidades de investimento privado chinês em São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

 

    3 comentários

3 comentários

  1. explicar sem complicar

    15 de Junho de 2017 as 21:17

    O Embaixador Chinês foi bem claro ( telejornal TVS ) e disse, quando questionado sobre os 146 Milhões de Dólares anunciados por Patrice Trovoada :
    ” ASSISTÊNCIA TÉCNICA TAMBÉM É DINHEIRO ” .
    Para um bom compreendemos, meia dúzia de palavras, BASTA.

  2. EX

    16 de Junho de 2017 as 11:15

    Ele quis dizer que não vão dar dinheiro vivo.

    vão dar assistência Técnica e o restante vão criar credito para investimento Chinês, Isto quer dizer que o PT, omitiu os factos.

    Criou expectativas que com a entrada da China haveria dinheiro pra tudo.

    kkkkk, esse PT é um enganador malabarista e mentiroso, distorce a verdade para tirar vantagens.

  3. Martelo da Justiça

    16 de Junho de 2017 as 21:34

    Se pensaram que os Chineses são parvos enganaram-se redondamente.
    Patrice Trovoada arrumou-se em Chico Esperto e deu o que deu. É pena que todos nós vamos pagar essa fatura. É verdade, as promessas do STP-in de Londres em que o comentador Abílio Neto do Repórter RTP Africa fez tanta publicidade? Nunca mais se falou porque? O que é que se passa?? Realmente esse Patrice Trovoada é um grande propagandista, malabarista e mentiroso compulsivo.
    Quando Pinto da Costa dizia que o corte de relações com a China Popular foi um grande erro e que se devia reatar as relações diplomáticas com aquele Pais, ele desvalorizou e não teve em conta. Pinto da Costa até fez uma visita privada a China para facilitar as coisas para o Governo.
    Naquela altura as condições eram mais favoráveis devido o contexto económico financeiro em que se vivia e não só. O curioso é que logo que Pinto da Costa deixou a presidência na sequencia das ultimas eleições presidenciais, Patrice Trovoada reativou imediatamente as relações com a China Popular. Com essa jogada, conclui-se que Patrice Trovoada quis ser o protagonista desse processo como é seu habito. Só que me parece que as coisas não estão a correr bem por razões referida atras. Segundo o meu ponto de vista, os Chineses compreenderiam melhor essa iniciativa se fosse encabeçada por Pinto da Costa do que Patrice Trovoada que foi assessor do pai Miguel Trovoada quando se rompeu as relações com a China Popular há vinte anos. A resposta do Embaixador da China Popular que acabou de entregar as cartas credenciais diz tudo quando interrogado acerca dos 146 milhões de USD que o Governo esta a espera para o Orçamento Retificativo.
    Esta maioria absoluta esta a causar muito mal ao Pais porque ela esta a ser muito mal utilizada.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo