Polícia Económica desmantelou rede ilegal de produção e distribuição de aguardente e genebra

As bebidas produzidas clandestinamente na antiga firma comercial da cidade da Trindade, -Novo Mundo- actualmente em obras, são rotuladas como sendo de origem portuguesa. Dois cidadãos portugueses e um camaronês, são os sócios da fábrica ilegal.

Tudo acontecia no maior sigilo atrás do portão do edifício que no passado funcionava como uma das principais firmas comerciais da cidade da Trindade, designado Novo Mundo. Um edifício que há vários anos está encerrado, e que nos últimos tempos está a ser alvo de obras de reabilitação.

O portão está sempre fechado, mas a Polícia Económica se apercebeu que regularmente saem viaturas carregadas de caixas de bebidas. Samuel António Director da Policia Económica, conhecida como Direcção de Regulação e Controlo das actividades Económicas, diz que há cerca de 1 mês que a instituição, vem seguindo as operações clandestinas no edifício do Novo Mundo.

O Director explica que não sabe precisar o momento em que a fábrica clandestina de bebidas alcoólicas começou a operar, mas que há cerca de 3 meses regista-se o movimento de viaturas que saem do edifício carregadas de bebidas.

Esta terça – feira a polícia económica entrou em acção. Invadiu o espaço secreto, e para o espanto encontrou no interior uma linha de produção de aguardente e genebra. «É tudo ilegal porque não têm qualquer documentação, que autoriza a realização dessa actividade. Não têm nenhuma autorização para fabricarem o que fabricam cá. O que fabricam tem um rótulo estrangeiro e é vendido no mercado como mercadoria estrangeira, quando é fabricado cá», denunciou Samuel António.

No rótulo da genebra, lê-se “Genebra 5 estrelas”. As garrafas de aguardente recebem vários rótulos portugueses. Aliás a polícia económica recolheu vários rolos de rótulos e mais de 300 caixas de Genebra 5 estrelas. «A fábrica também não pode ser representante da congénere portuguesa porque não tem nenhuma documentação que confirma isso», esclareceu o Director de Regulação e Controlo das Actividades Económicas.

Dois cidadãos portugueses, ambos ausentes do país e um camaronês são os donos da fábrica clandestina. O cidadão camaronês está a ser interpelado pela polícia económica e pela polícia de investigação criminal. «Temos aqui crimes de várias naturezas. Estamos a falar de crime económico, crime de contrafacção. Porque quando um artigo está a ser comercializado usando uma marca que não é a verdadeira estamos diante da contrafacção. Por isso vamos chamar a polícia de investigação criminal para trabalharmos em conjunto», referiu Samuel António.

A fábrica clandestina foi cancelada. A péssima condição higiénica do espaço onde as bebidas são produzidas, suscita mais interesse de investigação por parte da polícia económica de forma a provar outros crimes. Segundo Samuel António a água que é utilizada para produção das bebidas não é potável. Vários tanques de álcool etílico foram encontrados no local, o que deixa entender que a genebra 5 estrelas e vários tipos de aguardente são produzidos a base de álcool puro.

O produto ilegal tem sido colocado no mercado nacional há vários meses. A própria polícia económica diz que para provar o comércio das bebidas com rótulos falsificados, comprou uma garrafa da Genebra – 5 Estrelas numa firma comercial designada de Saimex.

Abel Veiga

  1. img
    José Silva Responder

    Acredito que existem pessoas sérias e com vontade de verem progredir o nosso País, infelizmente oportunidade ou imposição do orgão da soberania nunca funcionou e estas pessoas convictas na mudança vêm mostrar os seus ideais. Os meus cordiosos votos de coragem, determinação em prol de um STP melhor.

    • img
      Berna Responder

      Este deve ser início de uma série de actividades a desenvolver por essa Polícia. Faz-nos recordar a antiga Inspecção de Actividades Económicas. Espero, sinceramente, que assim prossigam para o bem público. Espero também que não sejam “banhados” e que não sofram pressão dos senhores detentores de poder.
      Continuem!

  2. img
    kimposso Responder

    Excelente iniciativa, uma luz no fundo do tunel.Repor a ordem jah eh um bom principio..Forca

  3. img
    António Veiga Costa Responder

    Não esqueçam-se de penalizar as firmas que compravam e comercializavam as bebidas irregulares. São coniventes com os crimes praticados.

  4. img
    juary carvalho: Responder

    e bom saber que a pessoas com vontade de trabalhar nesse pais, voces fizeram um bom trabalho, estao de parabens,eu espero que esse empenho vosso de trabalhar em coligacao com outras forcas continue, so assin podemos acabar com esses invazores.

  5. img
    hugo lima Responder

    Parabens pelo desmantelamento.
    Acredito que possivelmente a mais coisas desta acontecer no país, e por detrás a Santomense, investigação serrada.
    Isto provar quanto frágil está o país e o nível de corrupção instalado.
    Por favor os Senhores da Justiça não perdoa caem em cima com todas as leis possíveis aos infractores e se possível a expulsão no nosso país, são criminosos tentando contra a saúde da nossa população.
    Essas Maquinas passaram ou não das Alfandegas? Os produtos ( o álcool puro)?
    Onde anda a fiscalização das Alfandegas por favor desmantelem a rede toda a muito ainda para se desvendar.
    BOA SORTE
    PARABÉNS

  6. img
    Neanyl Ramos Responder

    esta foi uma acção valiosa, uma acção de respeito e de legalidade.
    as pessoas extrangeiras achão que somo pobre e estupidos, por isso devemos fazer justiça desses fraudes. não podemos aceitar contrabando nem o enriquecimento indevido de ninguem seja santomense ou estrangeiro…

    • img
      FALA VERDADE Responder

      FALA VERDADE, PODE ESPLICAR COMO AS COISAS SÃO.
      QUEM FOI QUE TOMOU ESTA DICISSÃO É UM INCOPITENTE”RESP DA ACTIVIDADE ECONOMICA” DA PRIMEIRA. PORQUÊ, A FÁBRICA NEM PRODUZIA AS BEBIDAS MAS SIM NUMA FASE ESPERIMENTAL.OK, AFABRICA FOI DETIDA,MAS A POLICIA ECONOMIC A NÃO TEM QUALQUER PROVA SOBRE ESTA ACUSACÃO,E APOLICIA DA ACTIVIDADE É QUE SE ENCONTRA COMO CULPADO DA ACÇÃO. A FIRMA TEM O SEU ESTATUTO.

      AS PESSOAS QUEM FIZERAM ESTA BUSCA,PRECISAM DE MAIS TECNICAS DE SERVIÇOS……VEJA,POLICIA DE INVESTIGAÇÃO CRIMINAL NÃO VIU QUAL QUER PROVA CONTRA ILEGALIDADE DA EMPRESA.
      PODES COMENTAR…………

  7. img
    A Voz do Povo -Karspov Responder

    Força Samuel Antonio, acredito que es uma dessa pessos que STP precisa, pessoas com coragem, podes crer que esse caminho é longo e espinhoso, por isso mesu votos de força e coragem

  8. img
    A Voz do Povo -Karspov Responder

    Força Samuel Antonio, acredito que es uma dessa pessos que STP precisa, pessoas com coragem, podes crer que esse caminho é longo e espinhoso, por isso mesu votos de força e coragem.

  9. img
    Manuel Jorge Responder

    VIVA STP LIVRE.

  10. img
    Adriano Málé Bobo Responder

    Pessoas como senhor Samuel António é que o Pais precisa,seriedade, honestidade, força, coragem,
    fui,
    obrigado

  11. img
    Pleto Responder

    A lei tem que ser uniforme. Todos tem que cumprir e ninguem esta a cima da lei, será que os fabricantes da nossa famosa CAXARAMBA estao dentro da lei!!!???
    Os venderores de produtos fora de prazo!!!? Pois espero que isso nao seja apenas uma falsa questao, se a lei existe ela tem que ser cumprida nao importa A,B ou C.

  12. img
    Polvo Paul Responder

    Agora resta saber, se os juízes não vão receber luvas para deixar fugir esse cidadão estrangeiro.
    Falta os nigerianos que andam em STP a fazer outro tipo de coisas ilegais, nomeadamente lavagem de dinheiro…

  13. img
    Doa a quem doer. Responder

    Esses dois portugues e camarones devem pagar uma multa e ser expulso do nosso país, chega de exploração, vcs potugueses ja nos escravisaram que chega e ainda tem uma divida impagavel com STP…como se não bastasse ainda aparecem para nos envenenar, é nisso que dá, cooperação com portugal, nem deveriamos valoriza tanto esses portugueses porque eles nem nos valorizam, Angola e Brasil que são bom pra eles, lhes colocavam ja no olho da rua….
    fui

  14. img
    Digno de Respeito Responder

    Será que existêm contiventes até a concretização de tal prática desagradável?

  15. img
    fernando Responder

    Não posso deixar de me associar aos que felicitaram a actuação exemplar desta nova Instituição. Parabéns rapazes, é disto que nos orgulhamos como são-tomenses.
    Agora a culpa não pode de nenhuma forma morrer solteira. Há vários factores a analisar. O circuito das matérias-primas, da impunidade na comercialização de produtos, na responsabilidade de instituições como Migração e Fronteira, Alfandega, da polícia Nacional, da Câmara Distrital, enfim, não quero citar todos. Pertenço a geração dos do antes da Independência e sem ser saudoso, naquela altura ninguém poderia comercializar produto algum sem que estivesse habilitado documentalmente para o fazer. Meus caros, suplico-vos que não fiquem por aqui, mesmo entre nós, existem vários exemplos destes a ser combatidos. Força…

  16. img
    Helves Santola Responder

    Muito bem, parabéns pela acção! Os são-tomenses já começam a acreditar mais na mudança, continuem neste caminho e busquem apoios que forem necessários! Vamos tornar STP num paraíso que acredito que é possível….. Vamos ao trabalho!!!

  17. img
    Bado Responder

    Esta iniciativa realmente reforça e encoraja muitas iniciativas.
    Em conversas com um trabalhador da firma SOMEX expulso da empresa por lesão contraída em serviço, sem indemnização alguma, o mesmo diz esta prática está cá há mais tempo. Alem disso essa empresa explora muito a mão-de-obra de forma barata, sem qualquer pagamento de horas extras. Esta firma tem a prática de camuflagem de bebidas espirituosas nos contentores, colocando o vinho e outras coisas na parte frontal dos contentores, para pagarem taxas mais reduzidas. Isto deixa transparecer que é uma firma que sub-factura as despesas. Possivelmente devem emitir uma factura para Alfândega e outra para o escritório, ou talvez notas de despesas. Alerta Direcção dos Impostos! Parabéns Polícia Económica! Isto é sério.

  18. img
    Zeca Jamba Responder

    Logo ali ao lado temos outra imundice que eh a fabrica Me-Zochi. Eh necessario que se va e se investigue as condicoes em que sao feitas essas bebidas.
    A agua utilizada eh de muito ma qualidade do riacho “agua coco” ali em Torres Dias.
    Isto eh feito num local totalmente aberto e sem qualquer condicao higienica.
    Houve tempos em que se fazia no rio Agua Grande na Roca Quinta das Palmeiras totalmente fora de qualquer vigilancia ou controlo. Alguem de ma fe ateh podia por qualquer coisa nos tambores sujos onde eh fermentada a bebeia e fazer mal a muita gente.
    Espero que a Policia Economica veja isso. Inspeciona e manda fazer testes tambem ao Me-Zochi que pode estar a contribuir para que o numero de santomenses com problemas renais esteja a aumentar.

  19. img
    António Veiga Costa Responder

    Lamento imensamente que a mesma atitude não foi tomada com a STP TRADING.
    Deveriam ter invadido e apreendido toda a carga importada por aquela arapuca.
    Na semana anterior às eleições eles estavam retirando os produtos vencidos dos armazéns e doando para criadores de porcos.
    E no período das denúncias até a semana anterior às eleições o que era feito dos produtos? Eram vendidos? Eram doados?
    O povo quer saber!

  20. img
    António Veiga Costa Responder

    E o nome dos fraudadores? Dos criminosos??
    O POVO QUER SABER!!!

  21. img
    Costa e Sousa Responder

    PARABENS A POLICIA ECONOMICA MAS, ATENCAO: NAO SE TRATA DUM CASO ISOLADO, POIS A PODRIDAO COMEÇA DESDE LA EM CIMA ATE CA EM BAIXO, PQ SENAO VEJAMOS O FENOMENO «BANHO». É PRECISO ATACAR EM VARIAS FRENTES PARA HAVER UM MINIMO DE CREDIBILIDADE. NAO CONCORDO C/ A APENA DE EXPULSAO. SOU MAIS A FAVOR DE PAGAMENTO DE COIMA. SAUDACOES.

    • img
      FALA VERDADE Responder

      FALA VERDADE, ANTES DE DIZER PARABENS DEVERIAS IR A BUSCA DAS INFORMAÇÕES CONCRETAS…..A ONDE? SOLICITANDO.. SE O CASO TRATA DE UMA ILEGALIDADE OU NÃO OU OS NOSSOS POLICIAS DE ACTIVIDADE… ESTAM ATENTOS E SEGUROS NA QUILO QUE DIZEM…. PARA NÃO DEPOIS DIZ MENTIR

  22. img
    Costa e Sousa Responder

    ESPERO Q SEJA DO CONHECIMENTO PUBLICO O DESTINO FINAL DO PRODUTO APREENDIDO: QUE O «PRECIOSO LIQUIDO» NAO VA MOLHAR ÀLGUMAS GOELAS SEDENTAS.

  23. img
    Alguem Responder

    Estamos a lidar com gente que não olha a meios para atingir os fins. Querer enriquecer com alta corrupção. As nossas alteridades so não descobrem toda a rede se não quizerem, basta fazer cruzamento de dados com os documentos la de Portugal, aonde carregou a mercadoria, como foi declarada a mercadoria, quem fez o despacho, todo isso está registado. Como foi declarada a mercadoria aqui em STP. Peço ás nossas alturidades para fazerem bem a investigação. Cruzem dados, com as alfandegas, vejam quem foi o exportador la em Portugal. Será que tambem está metido no negocio escuro? Se calhar……….
    Se esses Portugueses não estão m STP, porque não se pede a extradição, e serem julgados em STP. Não pode ser so o negro a ficar preso
    Força Samuel, precisamos de gente como tu.

  24. img
    lolo dedo Responder

    querem expulsar os portugueses acho que sim cometeram um crime nao estara stomenses metido nisto o que vao fazer a eles temos que ser moderados com as nossas expresoes porque temos muitos conterraneos em portugal e nós precisamos mais deles ai em portugal do que eles de nós ca vamos aos medicos etc etc etc etc por uns nao vamos entrar em expressoes menos corretas como invasores porque nesta ordem de ideias os santomenses que estao em portugal a trabalhar e alguns mandam alguns euros para as necessidades ca por isso moderaçao é bom dependemos muito da boa vontade dos outros se esses fizeram mal a de tudo em toda parte do mundo porque ca os nossos também estao a explorarno e a roubar-nos

  25. img
    pobre e humilde Responder

    li um comentario que dizia para expulsarmos os portugueses da nossa terra porque basta de exploraçao sera que quem escreveu este comentario tem noçao do que escreveu quem é que esta a explorar mais o povo nao sao os nossos governantes e filhos da nossa terra este que escreveu deve ser destes que roubam bém o povo pergunto era bom os portugueses expusarem os s.tomenses que estao em portugal pelo amor de deus seje moderado e por isso que estamos cada vez mais pobres e nunca saimos desta triste situaçao por causa das ignorancias e invejidades quem cometeu o erro hade pagar se é que ha justiça neste pais também pergunto o peixe as comidas confecionadas no marcado e outros generos alimenticios que comemos no nosso mercado tem minima de condiçoes higienicas para ser comidos as mosacs fazem delas o que querem as pessoas a urinaren nas latas e porem de baixo das bamquetas nao lavarem as maos etc etc voces comem e choram para mais mas como a fabrica era dos estrangeiros tudo fala conclusao inveja por isso digo mais uma bvez nunca mais saimos desta miseria emquanto manter estas mentalizaçoes e fracos espiritos de ignoranci bem haja

  26. img
    ze cabra Responder

    que imen moço bebeda naca mata ningue ca vinga saouge

  27. img
    santomense Responder

    Caros Amigos,
    Diogenes- filosofo Grego-
    esteve na rua durante a luz do dia c/ uma laterna acesa. Alguem lhe perguntou o q. estaria a fazer perante a luz do sol c/ uma lanterna acesa?
    Sinplesmente respomdeu: Estou a procura DE UM HOMEM HONESTO!!!!
    Sao Tome e Principe deve ter alguns…
    (nada desaparece da face da Terra, sem q. alguem note) Boa Sorte na busca do TESOURO PERDIDO!!!!!!!!

Deixe um comentario

*